Kaiani Bica: Eu sentia tanta dor, sentia também que...

Eu sentia tanta dor, sentia também que pouco agüentaria e aquilo me sufocava, era como uma voz que não saía, mas precisava tanto gritar, achei que não daria tempo. Mas foi só o ver entrando por aquela porta, que o pouco de esperança que me restava se transformou em brilho em meu olhar. O senti tocar nas minhas mãos, dos seus olhos caíam lágrimas e eu queria fazer elas pararem, mas não tinha forças pra nada. Não imaginava que um dia teria que viver aquela situação.. aquele quarto branco, sem vida alguma, minha boca seca já não sentia nada, não possuía mais forças nem sequer pra fazer um carinho no seu rosto, e eu precisava tanto. Só o que podia fazer era observá-lo, e tudo o que eu via era o meu amor desesperado.. sentou ao lado da maca em que eu estava e começou a mexer no meu cabelo, como eu sempre gostei que fizesse. Chegou tão perto do meu rosto e disse ‘eu não posso deixar que você vá, tenho tanto pra te falar, não cumprimos todas as nossas promessas juntos, eu preciso de você comigo. Lembra quando disse que estaria comigo até quando eu estivesse velhinho, e quando já teríamos nossos filhos? Não faz isso comigo, eu te amo tanto‘, e em seguida chorou ainda mais, e eu não podia conter, até porque mesmo ali, sem conseguir fazer muitos movimentos, meu coração apertou tão forte, e a dor foi realmente inexplicável, transbordou pelos meus olhos, e lágrimas desciam pelo meu rosto como nunca haviam descido antes. Ele era tudo o que eu queria, eu não queria ter que partir, queria viver ao seu lado e aquilo me matava ainda mais. Foi quando senti seus lábios tão quentes tocarem os meus que minha vontade de viver só fez aumentar e eu sabia que seria inútil, dessa vez, querer tanto algo, já não havia o que fazer. Mas eu pude estender as mãos e tocar seu rosto, e recebi o abraço que mais havia me confortado de toda a minha vida, e aquelas palavras não me deixe aqui, entravam no meu coração como se fossem espinhos.

Queria tanto poder dizer a ele que ele sempre foi tudo o que eu sempre quis e que mais amei ou pelo menos pedir desculpas por tudo o que não havia feito ainda, pelos sonhos que estava deixando pra trás, e por todas as vezes que o magoei, ainda que tenha sido sem querer. Mas ele sabia que eu o amava mais do que qualquer coisa, ainda que eu não pudesse lhe dizer. Aquele momento estava sendo o pior da minha vida, eu queria tanto respirar um pouco mais, eu precisava viver mais, e aquilo estava sendo tão injusto, por que eu? Criei forças de repente, e foram as últimas que consegui, e sussurrei tão baixo eu sempre vou te amar, e ele segurou meu rosto quando ouviu e vi seus olhos brilharem. Minha vista começou a ficar embaçada, mas eu ainda podia vê-lo, podia ver que ele falava tanta coisa mas eu não conseguia ouvir mais, ele estava em prantos e eu só me dei conta que ele havia ficado daquela forma de repente, quando senti que meu coração foi enfraquecendo e fui perdendo os sentidos. A única coisa que posso lembrar daquele instante é que foram os últimos segundos em que eu pude ver aquele olhar tão de perto, e que senti lágrimas caírem sobre meu rosto, e não eram minhas.

1 compartilhamento
Inserida por kaianibica