James Hunter: AMOR AGAPÉ: "Amor é o que o Amor...

AMOR AGAPÉ : "Amor é o que o Amor Faz"

O Novo Testamento foi originalmente escrito em grego, e os gregos usavam várias palavras diferentes para descrever o multifacetado fenômeno do amor. Uma dessas palavras era eros, da qual se deriva a palavra erótico, e significa sentimentos baseados em atração sexual e desejo ardente.Outra palavra grega para amor, storgé, é afeição, especialmente com a família e entre os seus membros. Nem eros nem storgé aparecem nas escrituras do Novo Testamento. Outra palavra grega para amor era philos, ou fraternidade, amor recíproco. Uma espécie de amor condicional, do tipo, “você me faz o bem e eu faço o bem a você”. Finalmente, os gregos usavam o substantivo Agapé e o verbo correspondente agapé para descrever um amor incondicional, baseado no comportamento com os outros, sem exigir nada em troca. É o amor da escolha deliberada. Tudo na vida é relacional, tanto verticalmente para Deus quanto horizontalmente para o próximo.Cada um de nós tem que fazer escolhas a respeito desses relacionamentos. Para crescer e amadurecer, os relacionamentos têm que ser cuidadosamente desenvolvidos e alimentados. Cada um de nós deve fazer suas escolhas a respeito do que acredita e do que essas crenças representam em nossa vida.Quando Jesus fala de amor no Novo Testamento, usa a palavra agapé, um amor traduzido pelo comportamento e pela escolha, não o sentimento amor. No entanto nem sempre conseguimos controlar o que sentimos a respeito de outra pessoa, mas podemos nos controlar como nos comportamos em relação a outras pessoas. Os sentimentos variam dependendo do que aconteceu na véspera! Nosso vizinho talvez seja difícil e nós podemos não gostar muito dele, mas podemos nos comportar amorosamente. Podemos ser paciente com ele, honesto e respeitoso, embora ele opte por comportar-se mal.

2 compartilhamentos
Inserida por elciojosemartins