Indira Nóbrega: “Eles seguem se completando assim, do...

“Eles seguem se completando assim, do jeito deles. Ele deita ao lado dela, faz um carinho, enquanto ela fecha os olhos e não diz nada. Não há nada a ser dito, nada a ser feito, a não ser permanecer ali, calados, olhando um para o outro e sorrindo de vez em quando. Tão cumplices, tão amigos, tão perfeitos que se encaixam completamente em todos os aspectos. Feridos, talvez. Ela, que sempre foi tão frágil, segura a dor dele nas costas e faz de conta que a dela nunca existiu. Quando está com ele, parece realmente que seu coração nunca foi quebrado, nunca amou, nunca se entregou. Sabem para onde vão, quem são, conhecem cada centímetro do outro, cada detalhe. São iguais. Se abraçam e se encaixam, se beijam e parece que não há nada igual, não há beijo melhor. Passam horas e horas apenas abraçados, enquanto o mundo cai ao redor. Tudo implica, tudo confunde, nada faz sentido, mas permanecem ali, firmes e fortes, esperando pelo momento em que tudo aquilo deixará de fazer sentido e, finalmente, eles se deixarão. Sabem que não é pra sempre, mas, enquanto estiverem juntos, sentirão a eternidade que faz um precisar tanto do outro.”

1 compartilhamento
Inserida por indiranobrega