Lucas Otavio Peres: Às vezes eu me questiono: porque tantas...

Às vezes eu me questiono: porque tantas curvas? Nossos caminhos se cruzaram apenas uma vez, quando as folhas caiam. Mas o acaso do destino fez com que os rumos ... Frase de Lucas Otavio Peres.

Às vezes eu me questiono: porque tantas curvas?
Nossos caminhos se cruzaram apenas uma vez, quando as folhas caiam.
Mas o acaso do destino fez com que os rumos divergissem.
Trilhamos rumo ao mesmo objetivo.
Acreditamos praticamente nos mesmos valores.
Valorizamos o caráter expresso pelo olhar do outro.
Volta e meia vejo as marcas de suas rodas.
Sinto seu perfume como que se por ali você a pouco passou
Pelo caminho: caminhões, carros, motos, bicicletas e pedestres
Eu me perco em alguns rostos procuram o brilho dos seus olhos
Certezas? Garantias? Apenas uma a que tenho.
Que não são duas as máquinas a deixar marcas na estrada
Apenas uma, onde você em minha garupa
Segura-me firme em um abraço
E ouve firme o ronco de dois motores que agora batem em um só compasso:
Tum Tum...Tum Tum...Tum Tum... seja nas rodas em uma estrada
Ou de mãos dadas, passo a passo.

1 compartilhamento
Inserida por lucasotavio