Trecho de "Ensaio sobre a Solidão" - Giullia Assmann: Aquele móvel velho, empoeirado, que...

Aquele móvel velho, empoeirado, que apesar de tudo tinha um coração que batia, manteve-se ali deitado, perguntando para sua alma: -Sossegue! Por que não morres ... Frase de Trecho de

Aquele móvel velho, empoeirado, que apesar de tudo tinha um coração que batia, manteve-se ali deitado, perguntando para sua alma:
-Sossegue! Por que não morres logo? Por que me castiga me fazendo criar forças pra cair outra vez? Vá embora...
E assim manteve-se: tremia, doía, aguava, gemia...
Em meio a minhocas roxas e desenhos desbotados um coração novo em um móvel velho...

1 compartilhamento
Inserida por giullia