Beatriz Fagundes: Otávio D'aspas Era complicado Entender...

Otávio D'aspas Era complicado Entender o que se passava Na cabeça daquele homem. De tanto por medo nos outros Ficou com medo do espelho Onde via seu reflexo Aí ... Frase de Beatriz Fagundes.

Otávio D'aspas

Era complicado
Entender o que se passava
Na cabeça daquele homem.

De tanto por medo nos outros
Ficou com medo do espelho
Onde via seu reflexo
Aí quebrava
E se assustava
Com os sete anos de azar.

Usava aspas
No lugar do chapéu
E quando queria
Pintava o céu
Todo de preto
Para dormir no escuro.

Sentia frio
Quando o sol queimava
Mas sempre recitava
Todo estridente
Uma rima incoerente
E diziam
Que ele falava com o Rei
O que manda no sol
E faz chorar as nuvens.

Eu temia
Pagar pra ver
E acabar sob seus braços
Ser jogado, aos pedaços
No chão da sua sala de estar.

Ora ria
Ora chorava,
Mas sempre fechava as portas
Quando a lua dizia “olá”.

Devia ser alérgico
Ao sereno da noite
Ou aos casais apaixonados
Amantes das estrelas
Que ele pintava de preto.

Talvez ele só gostasse
Dele e das suas rimas
Que recitava, estridente
Inacabadas e incoerentes
Mas significavam muito
Pra quem usava aspas no lugar do chapéu.

1 compartilhamento
Inserida por beatriz-fagundes