Gabriel Bohrer de Abreu: Desejos. Sonhos. Objetivos. Metas. Todos...

Desejos. Sonhos. Objetivos. Metas. Todos possuimos alguma dessas menções em nossos pensamentos diários. São as nossas aspirações que nos movem, cotidianamente. Existem diversos tipos de ambições, como as materiais, a exemplo de um carro zero kilômetro ou a casa própria; bem como desejos não-corpóreos, isto é, uma saúde em bom estado ou a realização profissional e financeira. Fazem parte, assim, dos combustíveis que movem a locomotiva efêmera da vida. Nesse sentido, as aspirações nos acompanham desde os primeiros minutos de vida, quando procuramos e choramos pelo leite materno, até os dias atuais. Sendo assim, foi dito que muitas pessoas desejam algo novo em suas vidas, mas acordam diariamente e realizam as mesmas atividades. Einstein, mais uma vez, afirmava: "Fazer, todos os dias, as mesmas coisas e esperar resultados diferentes é a maior prova da insanidade". Não existe milagre. Existe dedicação e esforço. O lapso temporal vivenciado por nós na camada terrena, ao contrário do que muitos imaginam, é curto. E passa rápido. Acorde e pense em que novidade agregará a sua rotina para que alcance seus sonhos. Mude. Pense. Escreva. Leia. Ouça. Sorria. Chore. Corra. Caminhe. Durma. Em suma, junte aos tipos verbais escolhidos por você alguma mudança, alguma transformação. A estagnação não combina com desejos. Eu possuo meus desejos, bem como luto para alcancá-los. E você?

1 compartilhamento
Inserida por GabrielBAbreu