Morganna Lopes: As vezes eu gosto de me ver escrevendo,...

As vezes eu gosto de me ver escrevendo, pôr-me a escrever fatos ocorridos com a minha pessoa. As vezes gosto de expressar o que estou sentindo. Adoro tudo isso! Adoro o meu eu, adoro minhas virtudes e defeitos, e também adoro minhas atitudes, mesmo que elas sejam erradas. Acho que eu que tenho que me valorizar mesmo. Mas algo do que não me orgulho é o meu medo. Tenho medo de tudo, até do mais simples. Mas o meu maior medo é de me machucar com pessoas falsas e ingratas. Antes eu tinha receio de dizer “eu te amo” pra qualquer um que chegasse me chamando de amigo, mas com um tempo, eu fui deixando me levar pelo coração mole, passei a dizer tanto essas palavras, que elas chegaram a não ter valor pra mim. Não por elas não terem valor, mas por que todas as pessoas que me disseram e que eu disse, me apunhalaram pelas costas, sem dó nem piedade. As pessoas que mais amei, me esfaquearam, e por mas que isso já tenha acontecido várias vezes eu ainda não me acostumei, e como me acostumar? Apenas sorrio, finjo que está tudo bem, ergo a cabeça. Todos os dias é assim, na escola, na rua, até mesmo na família. Mas eu não deixo essa tristeza me atingir, aprendi que o bom é exalar felicidade e paz por onde passar, mesmo que não seja essa a sua vontade. Os problemas devem estar apenas na sua cabeça, e com o tempo eles serão apagados no filtro da memória, se tornando pó. É com essas experiências que a gente aprende a crescer.

1 compartilhamento
Inserida por morgannalopes