Erminia da silva: O encontro. Estava limpando meu...

O encontro.

Estava limpando meu pomar,quando vi com grande alegria ,
um ninho de beija flor,com dois lindos filhotinhos
Levantei meus olhos a procura da mamãe deles,
Estremeci apavorada ao ver que do galho acima do ninho vinha descendo uma serpente.
A principio fiquei estática,pois tenho pavor de cobras!
Mas recuperei minhas forças ao ver que inevitavelmente os filhotes seriam devorados ali,na minha frente.
Gritei e corri em direção ao ninho para salvar os pequenos ,mentalmente perguntei a cobra que direito você acha que tem para querer comer os filhotes do beija flor,uma ave tão linda,que só traz alegria e beleza para as pessoas que as vê,
vá se embora disse eu com raiva ,esses filhotes tem que viver!
Então dentro da minha cabeça um dialogo começou entre eu e a cobra.
E ela disse
Eu tenho que alimentar os meus filhotes,
eles também têm que viver!
Respondi agressivamente
Se seus filhotes sobreviver ,eles só vão trazer morte,tristeza e dor para as pessoas.
E perguntei
O que seus filhotes tem de bom, de útil de positivo
Para oferecer as pessoas?
E a cobra repetiu a mesma pergunta
E vocês seres que se dizem “humanos”,
O que vocês tem de bom ,de útil,e de positivo para oferecer a quem ,ou ao que quer que seja??
Derrepente parei, me calei senti uma dor
uma tristeza imensa no meu coração,
Lembrei-me dos meus filhos, dos filhos que tanto amo.
Virei as costas e sai dali sem olhar para traz.
Quem sou eu para julgar ou condenar aquela serpente?
Um animal irracional que apenas segue sua vida como Deus determinou ,nem mais nem menos.
Somente dois dias depois tive coragem de voltar ao pomar, fui até o local do encontro,
E vi surpresa que os dois filhotes do beija flor ainda estavam lá.

A COBRA ME ENSINOU
A NÃO JULGAR
PARA NÃO SER JULGADA
NEM PELOS MEUS ATOS
E NEM PELOS ATOS DOS MEUS FILHOS.
ENTÃO
NÃO CONDENE SE NÃO QUISER SER CONDENADO!
30/03/2012

1 compartilhamento
Inserida por NINAOHASHI