Coleção pessoal de valdeck

1 - 20 do total de 25 pensamentos na coleção de valdeck

Somos a história: poetas, meninos, meninas, contadores de HISTÓRIAS, fazedores da HISTÓRIA. Podem escrever: a poesia está solta, na rua, ninguém mais consegue prendê-la em pedestais, em estantes polidas, está na boca do povo!

Valdeck Almeida de Jesus (jornalista)
1 compartilhamento

Fome...

Consequência da má distribuição de renda; da ganância; da doença das mentes antissociais do neo-colonialismo; fome é uma vergonha nesse mundo que produz comida para alimentar vários planetas; fome é resultado do acúmulo de bens para ostentar; enfim, fome é fome de respeito...

Valdeck Almeida de Jesus (jornalista)
1 compartilhamento

Ninguém guia ou influencia ninguém. As pessoas são livres e escolhem seus caminhos conforme sua competência e disposição. Não acredito em fatalismo, acidente nem destino. O fluxo de vida é contínuo, inconsequente e imprevisível, mas cada um segue ou para, segundo as conveniências.

Valdeck Almeida de Jesus (jornalista)
1 compartilhamento

Gastei tanto tempo numa escola de datilografia...

Depois me vangloriava em poder "digitar" no computador com os dez dedos... Sorria de quem datilografava ou digitava com os dois dedos indicadores...

Agora, se eu quiser ser 'moderno' e usar um Smartphone, I-Pad, I-Pod, terei que teclar com os dois dedos polegares...

Salvador, 25 de fevereiro de 2014

Valdeck Almeida de Jesus (jornalista)
1 compartilhamento

Mecenas de mim mesmo.
Para cada quilo de burocracia, carimbos, ofícios, papeladas, formulários, autorizações, taxas, impostos, contribuições, processos, pareceres, dossiês, decretos e publicações em diários, eu escrevo várias tortuosas páginas, encaderno, editoro, imprimo, espalho na internet, contamino mentes e almas, por aí a fora. Sigo fazendo o que o rito não permitiria, não autorizaria.

Valdeck Almeida de Jesus (jornalista)
1 compartilhamento

Para quem está no conforto do estabelecido e do normatizado é complicado abrir os olhos e o coração para as várias possibilidades. É bem mais fácil usar crenças, natureza, e até deuses para justificar suas visões unilaterais.

Valdeck Almeida de Jesus (jornalista)
1 compartilhamento
Tags: discriminação

Pedaladas. Cinco por cento dos meus amigos não sabem andar de bicicleta. O restante tem artrose, problema de coluna, osteoporose, preguiça, acorda tarde, mania de doença ou recomendação médica para não fazer esforço.

Valdeck Almeida de Jesus (jornalista)
2 compartilhamentos

HAI KAI> O RAI não cai duas vezes no mesmo lugar. RAI que KAI.

Valdeck Almeida de Jesus (jornalista)

O "lucro" que se espera da arte e da cultura não pode ser o ingresso vendido, a escultura/livro/quadro/pintura/obra vendida (apenas e tão somente); não pode ser o retorno imediato e visível, mensurável; o verdadeiro lucro da arte e da cultura, além da dimensão econômica, é, essencialmente, a dimensão cidadã e simbólica. Com arte e cultura se transforma mentalidades e relações humanas, se conquista êxito e vitórias impossíveis de mensurar com moedas ou cédulas.

Valdeck Almeida de Jesus (jornalista)
1 compartilhamento

A arte da vida é engolir sapos cada vez maiores, enlarguecer a goela.

Valdeck Almeida de Jesus (jornalista)
1 compartilhamento

Medinho bom de se apaixonar... Cada tombo, um aprendizado e a vontade de cair de novo. Ah, coração...

Valdeck Almeida de Jesus (jornalista)
1 compartilhamento

Às vezes é preciso abraçar quem te machuca, se aproximar de quem te odeia, ressignifiicar sentimentos e seguir a vida... pra ser feilz.

Valdeck Almeida de Jesus (jornalista)
1 compartilhamento

Não quero nenhum lugar no universo da literatura. Tudo o que deveria ser dito ou escrito já foi realizado. A luta é insana e torturante, requer esforço sobre-humano para se manter visível e consumível.
Há muita cacofonia no mundo. Quero parar de ouvir, ver e sentir, me concentrar no nada, no ócio não criativo.

ICBA, 26 de setembro de 2013

Valdeck Almeida de Jesus (jornalista)
1 compartilhamento

A cada noite ele fechava uma janela do passado e a cada manhã acordava mais anônimo.

Valdeck Almeida de Jesus (jornalista)
1 compartilhamento

A memória que tinha da infância era a memória de ontem e dos quarenta anos.

Valdeck Almeida de Jesus (jornalista)
1 compartilhamento

Garçom sóbrio
Quem bebe, não serve. Quem serve, não bebe.

Valdeck Almeida de Jesus (jornalista)
1 compartilhamento

Já violei os dez mandamentos e não me aconteceu nada.
Vou fazer a tábua dos meus mandamentos e os violarei também.
Não vou para o céu, pois não tenho asas.
Não vou para o inferno, pois não sei cavar buraco.
Não vou flutuar, pois não sou tão leve assim.
Não vou desaparecer no ar, pois tenho pedras nos rins.

30 de agosto de 2013

Valdeck Almeida de Jesus (jornalista)

Sabe aquele dia que você está querendo falar com qualquer pessoa na rua, na madrugada fria, escura e perigosa? Qualquer copo de cachaça é conforto, qualquer trago de cigarro é aconchego...
São Paulo, 15 de agosto de 2013

Valdeck Almeida de Jesus (jornalista)
1 compartilhamento

Fastio: ofereceram um cozido ao guloso, após comer um peru assado, dois pratos de feijoada e uma bacia de salada. Ele respondeu: faz, tio, que eu como.

Valdeck Almeida de Jesus (jornalista)
1 compartilhamento

Facebook: No princípio era o livro. Veio o verbo em inglês e o livro fez-se book.

Valdeck Almeida de Jesus (jornalista)
1 compartilhamento