Coleção pessoal de usuario595008

1 - 20 do total de 140 pensamentos na coleção de usuario595008

O modo como você respira é o modo como você vive. Respire mais extensa e profundamente, e mais extensa e profunda será a sua vida.

Nunca morra como aluno, morra como professor.

Você deve viver neste mundo, mas deve saber que você não é do mundo.

O corpo libera a alma individual de volta à alma universal.

A arte de ver é um sentido extraordinário.

A vida dá pra gente o que a gente tá precisando aprender.

Ser feliz se trata de ser feliz apesar do que acontece, e não por causa do que acontece.

O corpo só te movimenta.

Tenho horror a hospitais, os frios corredores, as salas de espera, ante-salas da morte, mais ainda a cemitérios onde as flores perdem o viço, não há flor bonita em campo santo. Possuo, no entanto, um cemitério meu, pessoal, eu o construí e inaugurei há alguns anos, quando a vida me amadureceu o sentimento. Nele enterro aqueles que matei, ou seja, aqueles que para mim deixaram de existir, morreram: os que um dia tiveram a minha estima e perderam.
Quando um tipo vai além de todas as medidas e de fato me ofende, já com ele não me aborreço, não fico enojado ou furioso, não brigo, não corto relações, não lhe nego o cumprimento. Enterro-o na vala comum de meu cemitério – nele não existe jazigo de família, túmulos individuais, os mortos jazem em cova rasa, na promiscuidade da salafrarice, do mau caráter. Para mim o fulano morreu, foi enterrado, faça o que faça, já não pode me magoar.
Raros enterros – ainda bem! – de um pérfido, de um perjuro, de um desleal, de alguém que faltou à amizade, traiu o amor, foi por demais interesseiro, falso, hipócrita, arrogante – a impostura e a presunção me ofendem fácil. No pequeno e feio cemitério, sem flores, sem lágrimas, sem um pingo de saudade, apodrecem uns tantos sujeitos, umas poucas mulheres, uns e outros varri da memória, retirei da vida.
Encontro na rua um desses fantasmas, paro a conversar, escuto, correspondo às frases, às saudações, aos elogios, aceito o abraço, o beijo fraterno de Judas. Sigo adiante, o tipo pensa que mais uma vez me enganou, mal sabe ele que está morto e enterrado.

Há dois tipos de compromisso: a prioridade, e o resto.

Qualquer problema que você tiver comigo, é seu.

Os pequenos detalhes são sempre os mais importantes.

Não me conte o que eles falaram de mim. Conte-me porque eles estavam tão confortáveis em dizer isso na sua frente.

Encerrando Ciclos

Sempre é preciso saber quando uma etapa chega ao final. Se insistirmos em permanecer nela mais do que o tempo necessário, perdemos a alegria e o sentido das outras etapas que precisamos viver. Encerrando ciclos, fechando portas, terminando capítulos - não importa o nome que damos, o que importa é deixar no passado os momentos da vida que já se acabaram.

Foi despedido do trabalho? Terminou uma relação?
Deixou a casa dos pais? Partiu para viver em outro país?
A amizade tão longamente cultivada desapareceu sem explicações?

Você pode passar muito tempo se perguntando por que isso aconteceu. Pode dizer para si mesmo que não dará mais um passo enquanto não entender as razões que levaram certas coisas, que eram tão importantes e sólidas em sua vida, serem subitamente transformadas em pó. Mas tal atitude será um desgaste imenso para todos: seus pais, seu marido ou sua esposa, seus amigos, seus filhos, sua irmã, todos estarão encerrando capítulos, virando a folha, seguindo adiante, e todos sofrerão ao ver que você está parado.

Ninguém pode estar ao mesmo tempo no presente e no passado, nem mesmo quando tentamos entender as coisas que acontecem conosco. O que passou não voltará: não podemos ser eternamente meninos, adolescentes tardios, filhos que se sentem culpados ou rancorosos com os pais, amantes que revivem noite e dia uma ligação com quem já foi embora e não tem a menor intenção de voltar.

As coisas passam, e o melhor que fazemos é deixar que elas realmente possam ir embora. Por isso é tão importante (por mais doloroso que seja!) destruir recordações, mudar de casa, dar muitas coisas para orfanatos, vender ou doar os livros que tem. Tudo neste mundo visível é uma manifestação do mundo invisível, do que está acontecendo em nosso coração - e o desfazer-se de certas lembranças significa também abrir espaço para que outras tomem o seu lugar.

Deixar ir embora. Soltar. Desprender-se.
Ninguém está jogando nesta vida com cartas marcadas, portanto às vezes ganhamos, e às vezes perdemos. Não espere que devolvam algo, não espere que reconheçam seu esforço, que descubram seu gênio, que entendam seu amor. Pare de ligar sua televisão emocional e assistir sempre ao mesmo programa, que mostra como você sofreu com determinada perda: isso o estará apenas envenenando, e nada mais.

Não há nada mais perigoso que rompimentos amorosos que não são aceitos, promessas de emprego que não têm data marcada para começar, decisões que sempre são adiadas em nome do “momento ideal”. Antes de começar um capítulo novo, é preciso terminar o antigo: diga a si mesmo que o que passou, jamais voltará.

Lembre-se de que houve uma época em que podia viver sem aquilo, sem aquela pessoa - nada é insubstituível, um hábito não é uma necessidade. Pode parecer óbvio, pode mesmo ser difícil, mas é muito importante. Encerrando ciclos. Não por causa do orgulho, por incapacidade, ou por soberba, mas porque simplesmente aquilo já não se encaixa mais na sua vida. Feche a porta, mude o disco, limpe a casa, sacuda a poeira. Deixe de ser quem era, e se transforme em quem é.

Não tem que ser fácil, tem que ser feito.

Mudam-se os tempos, mudam-se as vontades.

Escolha um homem que deite no seu colo de um jeito meio largado, meio que desengonçado. Não escolha alguém que faz tudo por você, que vive por você, que atende todos os seus caprichos. Porque um cara desses, deixaria de ser dele pra ser seu, se esqueceria da vida dele pra viver a sua e, cá entre nós, você quer somar, não é? Ou quer alguém que viva por você, e não com você? Por isso mesmo é que você deve escolher alguém que traga um novo mundo pra juntar ao seu. Um homem que te desperte. Queira um homem, um cara, um rapaz, seja lá o seu termo preferido, que tenha um olhar que te intimida. Alguém que vai olhar pra você e ver quem você é. Queira um cara que vá se emocionar quando vê-la entrando na igreja. Que te ache linda independente do seu manequim e que se orgulhe de você pelas suas conquistas do dia a dia, até aquelas pequenininhas como conseguir passar do primeiro dia da dieta. Prefira um homem que vá rir de você quando você fizer um escândalo por ter quebrado a unha ou por ter deixado o celular cair no chão. Ele tem que ser do tipo que sabe que você não precisa dele, e por isso mesmo é que ele fica. Valorize um homem pelo esforço dele, não só pelo resultado final. Você vai perceber que um homem que se esforça pra te ver feliz é um homem que vale mais do que qualquer príncipe encantado que a Disney tentou te vender como homem perfeito. Desconfie de um cara sem defeitos. Deseje um guri que seja louco. Não por você, mas pela vida. Gente louca pela vida gosta de explorar o mundo, a cidade, a rua de cima, o novo restaurante japonês e tudo mais. Gente que é louca pela vida entende bem de liberdade, companheirismo, amizade e todos esses sentimentos que só quem gosta de viver entende. Além disso, gente assim tem um ótimo papo. Daqueles que não contam vantagem, sabe? Daqueles que fazem você se apaixonar sempre que falam da forma com que o mundo deles mudou, desde que você chegou. Por fim, mas não menos importante, queira um homem que te ame em detalhes. Nos cartões das flores, na careta da selfie, na camisa cafona que a sua mãe deu de presente, na vez em que ele percebeu que você tinha cortado o cabelo antes de você falar, no anti-alérgico que ele carrega na carteira, caso você precise. Escolha um que te faça sentir que esse texto é pouco pra falar dele e te faça ter vontade de continuar a escrevê-lo, mesmo que você não seja lá muito boa com palavras, mesmo que você só saiba definir o que sente por ele como amor. Queira um homem que saiba desfazer os "nós" da vida e jamais queira desfazer o "nós dois".

Não se inventa uma família só falando pros outros que é uma família.

Não se preocupe se não gostarem de você. A maioria das pessoas está lutando para gostar de si mesma.

Decisões têm consequências. Indecisões, mais ainda.