Coleção pessoal de taaatah

Encontrados 7 pensamentos na coleção de taaatah

Eu preciso,
eu exijo,
eu desejo,
teu beijo.

Quero teu amor,
preciso do teu carinho,
exijo tua atenção,
desejo você.

É tudo o que posso dizer,
quando não se tem o que fazer.
São palavras vindas do coração,
tentando expressar tamanha paixão.

Algo inesperado,
quero você ao meu lado,
sentir nossos corpos colados.

Meu amor por você é inconfundível,
sentimento jamais compreendido.
Dure o tempo que durar,
pra sempre vou lembrar.
Nunca esquecer,
algum dia te ter.

Tainara Capellaro
2 compartilhamentos

Mãe...
Simples palavra com grande emoção;
Um grande coração;
Imensa paixão.

Mãe...
Deveria ser homenageada todo dia;
Tranqüila;
Pra sempre uma rainha;
Batalhadora, uma vencedora.

Mãe...
Hoje é seu dia;
Que por sinal muito feliz;
Um chafariz de emoções em nossos corações.

Mãe...
Obrigada por exister;
Me fazer sempre feliz.
Não importando qualquer situação,
te amo de montão.

Tainara Capellaro

Palavras asperas,
sentimentos ocultos
as vezes cultos,
diferentes.
Mentes cautelosas,
frias, sempre exatas,
nunca certas.
Coração não pensa,
mas temos uma cabeça pra isso.
Mesmo não usando-a sempre.
Espero atentamente ao momento,
neste meu lento relento.
Quero ir embora,
ficar em casa e chorar,
Pra sempre te amar.

Tainara Capellaro
1 compartilhamento

Amar você...
Pra que?
Sendo que nunca me vê.
As vezes penso que não gosta de mim,
mas o que fazer?
Sendo que não consigo te esquecer.
Dias e noites pensando em você,
em quando te ver,
em o que saber,
em o que pensar,
desejar.
Espero que quando leia,
pense, mas pense de verdade.
Pra quem sabe eu poder ter mais vaidade,
cuidar um pouco de mim,
pensar na minha alma,
minha felicidade.
Pena que amo você,
e nunca vou te esquecer.

Tainara Capellaro
1 compartilhamento

Eu te amo,
por teu nome chamo.
Um carinho peço,
um grande afeto.

Perfeito,
o teu jeito.

Minha paixão,
dentro do meu coração.
Um céu estrelado,
com você ao meu lado.

Em minhas palavras tanta emoção,
que jamais seriam ditas em vão,
são pelo teu amor.
E sempre serão
palavras vindas do coração.

E assim te espero,
te desejo e
te quero.

Tainara Capellaro
2 compartilhamentos

Quanta empolgação
Pq sexta vou ver ele me dar atenção
Tê-lo em meu coração
pq ele é minha paixão

Vou ser feliz
pq ele me diz
eu te amo minha flor-de-liz
nosso amor por um triz

Pensando em meu canto
entretanto
parece um santo
Que de felicidade me cobre com esse estranho manto.

seu sorriso é contagiante.
pra sempre amantes
pq esse amor garante,
um futuro brilhante
essa paixão determinante.

Tainara Capellaro e Ewan
2 compartilhamentos

Em uma manhã fria e calma, Anne decide fazer um passeio. Algo que ela nunca poderia imaginar que mudaria sua vida. Ela era uma garota na maioria das vezes calma, nem sempre feliz, porém ouvinte. Não duvidava de nada, porém também não afirmava. Na vida tinha apenas um desejo: construir uma família.
E então ela foi, passando primeiro por uma praça a qual lhe trazia muitas lembranças. O passado a atormentava, mas nada iria impedi-la de fazer seu passeio, estava determinada. Decidira ir a uma floresta, que ficava perto de sua casa, a poucos metros da praça.
Na verdade, Anne nunca tinha visitado esta floresta, estava ansiosa, desejava conhecer. Ela a imaginava da seguinte forma: um lugar calmo, porém obscuro; com muitas árvores grandes; frio. Um ótimo lugar para refletir sobre sua trajetória, sobre tudo o que vivera até este dia.
E indo, ela então se depara com uma ave. Ao olhá-la, Anne sentiu algo inesperado, uma sensação única, a qual nunca havia sentido, mas gostaria de aprofundar, entrar no clima, entender a causa do sentimento. Ela então pegou a ave, acariciando-a, desejando entende-la, afinal qual ser humano algum dia se passou por uma ave ou soube seus reais sentimentos. Anne chegou a uma conclusão, aquela ave faria parte de seu passeio, a acompanharia.
Ela continuou caminhando, levando consigo a ave. Finalmente chega a floresta, um lugar exatamente como tivera imaginado, porém havia algo que o diferenciava de sua imaginação. Era perfeito, mas tinha algo. E não importava o que poderia acontecer, Anne descobriria o que diferenciava aquele lugar.
Então ela seguiu em frente, adentrando à floresta. Até que chegado num ponto, a ave que se sentia segura com Anne, voou. Ela não sabia o porquê da ave ter feito isso, estava intrigada, mas não se importava tanto, estava acostumada com coisas, pessoas e animais indo e vindo em sua vida.
Ela então encontrou uma mesinha, no meio da floresta. Uma mesa com aparência de velha, porém resistente, mas fria. Ela foi verificar, olhar de perto. Sentou-se. Anne encontrara um lugar perfeito naquela floresta para refletir. Dali tinha uma visão magnífica, esplendorosa.
Pensou, pensou e pensou. O esperado é que ela chegasse a alguma conclusão sobre sua vida, mas não. Para isso, ela precisara olhar de fora, como era sua vida. Como isso no momento estava fora de cogitação, Anne ficou pensando em como poderia o fazer, chegou a uma conclusão. Ela poderia sim olhar sua vida de fora. E o melhor, de um modo muito fácil, que não prejudicaria ninguém.
Ela uniu o desejo ao local, gostaria de se tornar fria como aquela floresta, como aquela mesa. Desejar para ela foi o bastante. Ela deixou sua vida, seu sonho, seu emprego, seus parentes e seu amado. Ela conseguiu entender o motivo de sua vida e chegar a uma conclusão sobre ela. Mas pagou um bom preço. Algo que ela poderia ter esperado para saber, pois mais cedo ou mais tarde iria acontecer.
E então um simples passeio fez com que ela desaparecesse. E o que diferenciava aquela floresta, era seu corpo. Frio, pálido, morto.

Tainara Capellaro
1 compartilhamento