Coleção pessoal de simoneemanuelle

21 - 40 do total de 30 pensamentos na coleção de simoneemanuelle

Vontade de sair espalhando sorrisos por aí. Distribuir amor... Vontade de salvar o mundo! Deixar toda essa minha felicidade transbordar, abrir os braços pra alegria, abraçar a vida, eu não caibo mais em mim!!!

Simone Emanuelle Oliveira
1 compartilhamento

E quando ela o abraçou e sentiu o calor que vinha do seu corpo teve certeza que ainda o amava além de seus limites. Aquele abraço, o último abraço, foi o mais amável, o mais sincero. Foi um abraço sem palavras, apenas as lágrimas se permitiram rolar.
Eles se olharam fundo nos olhos e nada disseram. Novamente um abraço os envolveu. Os corações batendo forte sabiam o quão era doída essa despedida, sabiam o quão esse amor, ainda vivo, foi profundo e intenso em suas vidas.
Finalmente o longo abraço se desfez, os lábios tocaram-se carinhosamente em um breve, mas infinito, espaço de tempo. Da boca, ainda com o gosto das lágrimas, palavras tentaram sair, mas novamente as cordas vocais falharam.
Do portão ela viu ir embora o homem que mais amou, aquele a quem entregou sua vida e seus sonhos, aquele que a fez feliz por muito tempo. Com o coração em pedaços, respirou fundo e disse:
- Fomos felizes!


Que o tempo que traz os desencantos seja o mesmo tempo que cura as feridas!

Simone Emanuelle Oliveira
1 compartilhamento

E da janela ela via o mundo lhe estender a mão, lhe convidando a sair daquela moldura e se tornar real. Mas o medo de fazer escolhas erradas nunca a deixou se dar à vida!
Não deixe que o medo de arriscar torne sua vida um retrato: estática e alimentada pelas mesmas emoções congeladas e paradas no tempo! Não deixe que a dúvida te tire o medo de viver!

Simone Emanuelle Oliveira
1 compartilhamento

Um recomeço é sempre difícil, mas recomeçar faz parte do ciclo da vida. Tudo vem e tudo vai. Nossas dúvidas são traiçoeiras, nos enganam tão sutilmente só pra no fim mostrar que aquilo era o errado ou que não era totalmente a melhor escolha a tomar. Nunca concordei com aquela história de que os sábios aprendem com os erros dos outros. Isso é conversa de quem não entende nada de pessoas, de mundo, de sentimentos. A gente só aprende errando, o porquê disso eu não sei, mas sei que o mais sábio já errou muito na vida. E é aquele que ainda erra muitas vezes porque não tem medo de tentar, nem de viver.
Errar talvez seja o mesmo que arriscar! Então erre, arrisque e recomece sempre que te der aquela vontade. E se esse não foi o caminho certo, volte! Mas volte logo, volte correndo, volte eufórico! A vida não te dá tempo para lamentações!
Então erre, é isso mesmo: erre! Faça mais do que viver, sinta-se vivo!

Simone Emanuelle Oliveira
1 compartilhamento

Que nada se perca no tempo
Que tudo possa ser aproveitado
Que minha doçura não amargue
Que eu não me magoe, nem magoe ninguém!

Simone Emanuelle Oliveira
1 compartilhamento

Engraçado como não adianta ter pressa, o que vem vai vir na hora certa. Nem adianta querer que o relógio trabalhe mais rápido. Tudo um dia vem, seja bom, seja ruim... Que seja!
Não adianta lutar contra o tempo, tudo acontece e no fim, dá sempre certo!
Calma!

Simone Emanuelle Oliveira
1 compartilhamento

Mas que culpa eu tenho se no meu arco-íris existem mais de mil cores? Cada dia que acordo, quando coloco o pé no chão, sinto alegria e um fiozinho de esperança que inunda o resto do corpo! Sinto muito, mas não tenho culpa de ter nascido assim de cara pro Sol e sorriso pro vento, com meus defeitos e manias, medos e culpas, acertos, erros...
Desculpa, mas teoricamente não importa quem eu sou! Eu não preciso que me conheçam, eu preciso que me sintam! Eu sou de lua, de sol, de vento, de cheiros, abraços, afetos, de música e poesia!
Não tenho rótulos, regras, muito menos um manual de instruções. Eu sou só o momento que vivo, o instante, o aqui, o agora: uma pisciana que carrega na mala 22 primaveras, um pensamento positivo e um coração aberto!

Simone Emanuelle Oliveira

Não aceito esse preconceito frustrado com a linda segunda-feira. É, frustrado sim! Não culpe a querida segunda pelos seus infortúnios diários! Ao invés de já de sexta maldizer a chegada da segunda agradeça a oportunidade de viver saudavelmente de corpo e de espírito, de poder levantar da cama e seguir em busca de seus objetivos, sonhos e vontades.
Eu gosto de observar a manhã de verbos transitivos da segunda, tudo se movimenta, é vida! Pra mim a segunda-feira é a renovação das idéias, do espírito, da vontade. O início da semana, uma oportunidade de recomeço ou de início.

Simone Emanuelle Oliveira
2 compartilhamentos

Nem todo mundo hoje consegue ver a beleza nas miudezas! Nem todos conseguem ler o que dizem os olhos, traduzir em palavras um sentimento que beira sair, mas pára no olhar. Difícil ver no sorriso a intensidade da alegria. Ver no andar o grau da leveza.
Difícil mesmo pessoas que encantam, pessoas que abraçam e pronto: isso basta! Gente que sabe o que é sentimento. Gente delicada e doce.
Gente que gosta de mandar cartas e esperar ansiosamente pela resposta: o selo, o cheiro do papel, a forma da letra, as miudezas de um simples envelope! Uma história embalada que viaja ao seu destino!
Gente que senta e espera pra ver o pôr-do-sol, pessoas riquíssimas de coração e simples de espírito. Serenas, sempre serenas...
Que numa das viradas desse mundo tão perdido e torto essas pessoas mágicas possam se encontrar!

Simone Emanuelle Oliveira
1 compartilhamento

A gente nunca sabe o que é melhor, nunca sabe que decisão é mais certa, que caminho é mais seguro. Se é que há caminho seguro nessa vida!
O amor não basta? Será que mágoa não tem cura?
Ou talvez eu seja alguém realmente difícil, talvez eu tenha aquilo que chamam de orgulho, mas não, não é. Eu sei que me sinto revirada por dentro, minhas idéias são contrárias e se misturam de forma que nunca entendo!
Só sei que é dele que eu gosto. É dele o meu último pensamento da noite e o primeiro do dia. É pensando nele que escrevo e pertence a ele a lágrima que cai e borra o papel. É o cheiro dele que sinto quando a saudade aperta, é da risada que lembro, é do filme com pipoca agarradinhos no sofá.
Porque eu sei que eu não caibo em outro abraço.

Simone Emanuelle Oliveira
1 compartilhamento