Simone Emanuelle Oliveira

1 - 25 do total de 29 pensamentos de Simone Emanuelle Oliveira

A gente nunca sabe o que é melhor, nunca sabe que decisão é mais certa, que caminho é mais seguro. Se é que há caminho seguro nessa vida!
O amor não basta? Será que mágoa não tem cura?
Ou talvez eu seja alguém realmente difícil, talvez eu tenha aquilo que chamam de orgulho, mas não, não é. Eu sei que me sinto revirada por dentro, minhas idéias são contrárias e se misturam de forma que nunca entendo!
Só sei que é dele que eu gosto. É dele o meu último pensamento da noite e o primeiro do dia. É pensando nele que escrevo e pertence a ele a lágrima que cai e borra o papel. É o cheiro dele que sinto quando a saudade aperta, é da risada que lembro, é do filme com pipoca agarradinhos no sofá.
Porque eu sei que eu não caibo em outro abraço.

Simone Emanuelle Oliveira
Inserida por simoneemanuelle

Nem todo mundo hoje consegue ver a beleza nas miudezas! Nem todos conseguem ler o que dizem os olhos, traduzir em palavras um sentimento que beira sair, mas pára no olhar. Difícil ver no sorriso a intensidade da alegria. Ver no andar o grau da leveza.
Difícil mesmo pessoas que encantam, pessoas que abraçam e pronto: isso basta! Gente que sabe o que é sentimento. Gente delicada e doce.
Gente que gosta de mandar cartas e esperar ansiosamente pela resposta: o selo, o cheiro do papel, a forma da letra, as miudezas de um simples envelope! Uma história embalada que viaja ao seu destino!
Gente que senta e espera pra ver o pôr-do-sol, pessoas riquíssimas de coração e simples de espírito. Serenas, sempre serenas...
Que numa das viradas desse mundo tão perdido e torto essas pessoas mágicas possam se encontrar!

Simone Emanuelle Oliveira
Inserida por simoneemanuelle

Não aceito esse preconceito frustrado com a linda segunda-feira. É, frustrado sim! Não culpe a querida segunda pelos seus infortúnios diários! Ao invés de já de sexta maldizer a chegada da segunda agradeça a oportunidade de viver saudavelmente de corpo e de espírito, de poder levantar da cama e seguir em busca de seus objetivos, sonhos e vontades.
Eu gosto de observar a manhã de verbos transitivos da segunda, tudo se movimenta, é vida! Pra mim a segunda-feira é a renovação das idéias, do espírito, da vontade. O início da semana, uma oportunidade de recomeço ou de início.

Simone Emanuelle Oliveira

Mas que culpa eu tenho se no meu arco-íris existem mais de mil cores? Cada dia que acordo, quando coloco o pé no chão, sinto alegria e um fiozinho de esperança que inunda o resto do corpo! Sinto muito, mas não tenho culpa de ter nascido assim de cara pro Sol e sorriso pro vento, com meus defeitos e manias, medos e culpas, acertos, erros...
Desculpa, mas teoricamente não importa quem eu sou! Eu não preciso que me conheçam, eu preciso que me sintam! Eu sou de lua, de sol, de vento, de cheiros, abraços, afetos, de música e poesia!
Não tenho rótulos, regras, muito menos um manual de instruções. Eu sou só o momento que vivo, o instante, o aqui, o agora: uma pisciana que carrega na mala 22 primaveras, um pensamento positivo e um coração aberto!

Simone Emanuelle Oliveira
Inserida por simoneemanuelle

Engraçado como não adianta ter pressa, o que vem vai vir na hora certa. Nem adianta querer que o relógio trabalhe mais rápido. Tudo um dia vem, seja bom, seja ruim... Que seja!
Não adianta lutar contra o tempo, tudo acontece e no fim, dá sempre certo!
Calma!

Simone Emanuelle Oliveira
Inserida por simoneemanuelle

Que nada se perca no tempo
Que tudo possa ser aproveitado
Que minha doçura não amargue
Que eu não me magoe, nem magoe ninguém!

Simone Emanuelle Oliveira
Inserida por simoneemanuelle

Um recomeço é sempre difícil, mas recomeçar faz parte do ciclo da vida. Tudo vem e tudo vai. Nossas dúvidas são traiçoeiras, nos enganam tão sutilmente só pra no fim mostrar que aquilo era o errado ou que não era totalmente a melhor escolha a tomar. Nunca concordei com aquela história de que os sábios aprendem com os erros dos outros. Isso é conversa de quem não entende nada de pessoas, de mundo, de sentimentos. A gente só aprende errando, o porquê disso eu não sei, mas sei que o mais sábio já errou muito na vida. E é aquele que ainda erra muitas vezes porque não tem medo de tentar, nem de viver.
Errar talvez seja o mesmo que arriscar! Então erre, arrisque e recomece sempre que te der aquela vontade. E se esse não foi o caminho certo, volte! Mas volte logo, volte correndo, volte eufórico! A vida não te dá tempo para lamentações!
Então erre, é isso mesmo: erre! Faça mais do que viver, sinta-se vivo!

Simone Emanuelle Oliveira
Inserida por simoneemanuelle

E da janela ela via o mundo lhe estender a mão, lhe convidando a sair daquela moldura e se tornar real. Mas o medo de fazer escolhas erradas nunca a deixou se dar à vida!
Não deixe que o medo de arriscar torne sua vida um retrato: estática e alimentada pelas mesmas emoções congeladas e paradas no tempo! Não deixe que a dúvida te tire o medo de viver!

Simone Emanuelle Oliveira
Inserida por simoneemanuelle

E quando ela o abraçou e sentiu o calor que vinha do seu corpo teve certeza que ainda o amava além de seus limites. Aquele abraço, o último abraço, foi o mais amável, o mais sincero. Foi um abraço sem palavras, apenas as lágrimas se permitiram rolar.
Eles se olharam fundo nos olhos e nada disseram. Novamente um abraço os envolveu. Os corações batendo forte sabiam o quão era doída essa despedida, sabiam o quão esse amor, ainda vivo, foi profundo e intenso em suas vidas.
Finalmente o longo abraço se desfez, os lábios tocaram-se carinhosamente em um breve, mas infinito, espaço de tempo. Da boca, ainda com o gosto das lágrimas, palavras tentaram sair, mas novamente as cordas vocais falharam.
Do portão ela viu ir embora o homem que mais amou, aquele a quem entregou sua vida e seus sonhos, aquele que a fez feliz por muito tempo. Com o coração em pedaços, respirou fundo e disse:
- Fomos felizes!


Que o tempo que traz os desencantos seja o mesmo tempo que cura as feridas!

Simone Emanuelle Oliveira
Inserida por simoneemanuelle

Vontade de sair espalhando sorrisos por aí. Distribuir amor... Vontade de salvar o mundo! Deixar toda essa minha felicidade transbordar, abrir os braços pra alegria, abraçar a vida, eu não caibo mais em mim!!!

Simone Emanuelle Oliveira
Inserida por simoneemanuelle

Como diz Briza: ‘ A vida é uma gambiarra!’ E, pensando bem, é mesmo! Um rolo de emendas que a qualquer momento podem se romper. Mas é importante saber viver cada momento, curtir cada pessoa, uma hora ou outra já estamos em outro lugar, embalados em outro ritmo ou em outros braços... Às vezes pegamos o trem de volta, ou seguimos em frente, nunca se sabe o que a mão do destino nos reserva. O bom mesmo é seguir, seguir sempre e não voltar atrás, reviver só se for na memória... não deixar que as mágoas inundem a alma!
Distribua amor e encontre amores. Deixe seu coração livre, limpo e puro para que ele saiba pousar e repousar no colo daquele que vai aquecer pra sempre suas infinitas noites de inverno!

Simone Emanuelle Oliveira
Inserida por simoneemanuelle

Difícil relembrar, é como magoar uma ferida ainda aberta! Recordações dolorosas ainda vívidas e vividas intensamente em um momento mágico na vida, momento que não volta mais, tempos perfeitos demais pra serem repetidos.
Ah, o tempo... Tempo, senhor de tudo. Tempo que nos ergue e tempo que nos desgraça, tempo que acaba com o encanto de um lindo amor!

Simone Emanuelle Oliveira
Inserida por simoneemanuelle

Nem tente me entender. Tenho motivos, mas não tenho explicação!
Eu sou várias em uma só, estou à mercê das sensações que me ocorrem, meu combustível é a emoção!
Sou delicada. É, sou!
Na verdade, um poço de delicadeza um tanto enrustido numa personalidade meio conturbada e excêntrica. A delicadeza não é sinônimo de fragilidade, muito menos de perfeição. Ser delicado não é viver numa redoma poupando-se sempre.
Ei! Pode tocar, pode sentir. Mas, cuidado! Também sei ferir. Tenho sérios problemas no uso das palavras, elas sempre saem assim: desconexas e cortantes. Então não há amor em mim? Há! Há sim, muito amor... transbordo de amor!
Mas essa sou eu, uma mistura de faces que se fazem e se refazem conforme a melodia... Veja através de meus olhos a minha alma, essa sou eu!

Simone Emanuelle Oliveira
Inserida por simoneemanuelle

Mas acontece que às vezes os sentimentos se embaralham aqui dentro. Ou por cansaço ou porque tudo tem seu tempo.
Situações adversas que se embolam, se enroscam e se misturam num emaranhado de idéias e sensações indecifráveis e indescritíveis.
Difícil entender o mundo dos sentimentos. Melhor não entender, melhor sentir... Sentir como se sente a brisa leve que toca o rosto carinhosamente no fim da tarde, sentir como se aquele momento fosse único e a noite não fosse chegar!
Sentir, apenas, sentir ...

Simone Emanuelle Oliveira
Inserida por simoneemanuelle

Ser feliz não é agarrar-se a uma realidade como sendo esta sua única forma de vida. Os ciclos se fazem e se refazem e essa é a lei natural das coisas. O tempo passa, mas não levamos os momentos conosco, quando percebemos já viraram lembranças, sejam elas boas ou ruins.
É preciso saber viver cada dia com a certeza de que amanhã vai ser muito melhor, que vai ser sempre melhor... É preciso organizar a bagunça da cabeça e, principalmente, do coração. Jogar fora as mágoas e guardar o passado com carinho numa caixinha para ser somente aberta nos momentos nostálgicos!
As lembranças fazem parte da vida e o passado é apenas uma foto emoldurada. Não faça dessa foto um espelho, não repita seus erros, tire deles as melhores lições.
A felicidade não tem fórmula, não tem segredo e nem definição, tem cheiros e cores para cada pessoa, principalmente cheiros! O caminho até ela é complexo, um caminho de escolhas, renúncias e desafios que pode e deve ser percorrido serenamente até o fim. Essa, na verdade, é a beleza da vida: sorrir, chorar, cair, levantar, errar, aprender e seguir simplesmente vivendo!
Descomplique! Tudo fica mais fácil!

Simone Emanuelle Oliveira
Inserida por simoneemanuelle
1 compartilhamento

Às vezes, mesmo sem perceber, você acaba superexigindo demais das pessoas, chega até a ser um pleonasmo, mas é assim que acontece. Você exige amor, exige carinho, atenção... Por um minuto queremos que todos sejam perfeitos, mas esquecemos que somos todos seres humanos, reles seres falhos com vícios e defeitos! Esquecemos também de olhar para nós mesmos; será que estes sentimentos, por nós tão cobrados, não estão em falta dentro de nós mesmos? Primeiro você deve cultivar dentro de si o amor, o carinho, a atenção de que você necessita para, só então, ter serenidade suficiente para entender que sentimentos não se exigem: são puros, simples, sinceros, verdadeiros e nos completam!

Simone Emanuelle Oliveira
Inserida por simoneemanuelle

A verdade é que sou muito intensa, vivo sempre nas extremidades... Quando gosto, gosto mesmo. Quando não, não há nada o que fazer! Por um lado é bom: odeio meios termos! No meu dicionário não existe o quase... E já me perguntei várias vezes se isso é uma qualidade ou um defeito. Nunca descobri! Na verdade, cansei! Não quero mais saber, a vida me leva da forma que sou!

Simone Emanuelle Oliveira

E de repente te aparece alguém (assim mesmo, do nada, sem mais nem menos, sem avisar, sem pedir licença, sem ao menos perguntar qual a porta de entrada):

- Vem cá, me deixa colorir sua vida!?

- Mas, como assim, colorir!?

- Me deixa pintar teu céu de azul bem claro, fazer o pôr-do-sol do jeito que você gosta, me deixa fazer um arco-íris, desenhar uma companhia nas suas noites de inverno, aliás, me deixa ser sua companhia! Vem cá, baixa essa guarda, mulher! Fecha os olhos, eu seguro sua mão, te ensino a fazer da vida uma arte!

Simone Emanuelle Oliveira
Inserida por simoneemanuelle

E comecei a sentir uma leveza estranha... Tímida inquietude, estranhamente leve. Uma paz que tira o sono, um sono que rouba a paz! Calmaria que me agita e um agito que me acalma... Algo oscilando entre os pólos.
De repente passei a ter pressa... pressa de ir devagar!

Simone Emanuelle Oliveira

Não sou uma mulher completa!
A idéia do completo me traz uma sensação de finitude e, particularmente, não gosto de fins. Eles não existem, são apenas desculpas!
Todo suposto fim é sempre um novo começo. Começo de novos tempos, nova vida e de novos sonhos.

Simone Emanuelle Oliveira
Inserida por simoneemanuelle

Porque nem sempre o que você precisa é o melhor para você. Nem sempre a vida te traz caminhos fáceis. As escolhas são difíceis.
Nem sempre estar triste é ruim. Às vezes é preciso abraçar a tristeza como se fosse uma velha amiga, aquela amiga que aparece quando precisa de você, precisa do seu colo. Aconselhe, pondere, depois, sutilmente, mande-a embora, descanse, reflita. Tire dos seus medos as melhores lições de coragem!
O Sol se vai, mas ele volta... Espere!
Sempre vale a pena!

Simone Emanuelle Oliveira
Inserida por simoneemanuelle

Não. Definitivamente não tenho talento pra meios. Não gosto de nada mais ou menos e, quando tendo a ficar no meio-termo, isso me irrita! Não sinto mais ou menos, não quero mais ou menos, não consigo viver uma meia vida ou uma meia alegria! Só sinto se for muito, se for grande. Só vivo se for tudo ou nada! Só conheço o 8 e o 80, entre isso não me satisfaz!
Também nunca tive talento pra dúvidas, prefiro as coisas certas, mesmo que sejam erradas! Não quero me limitar a viver mais ou menos. Que é isso? A vida é uma só e é agora! O tempo avança num desatino incontrolável, não é tempo de se querer pouco!
Quero sempre o pote cheio, não precisa transbordar, mas que seja cheio! Cheio de mínimos detalhes. Sabe, aquelas coisinhas pequenas que transformam a vida em grande e que se traduzem num sorriso!? Quero o vento, o pôr-do-sol, o cheirinho de chuva, as estrelas...
Não dá pra ter um meio amigo, um meio namorado, um meio pai ou uma meia mãe! A metade até agrada, mas nunca satisfaz! Quero os sentimentos inteiros, quero sinceridade e sorrisos. Mas aqueles sorrisos verdadeiros, aqueles mágicos que terminam com um brilho nos olhos. Não quero a falsa ilusão do mais ou menos, não mesmo! Não quero um sorriso amarelo, palavras falsas e olhares distantes.
Sou egoísta e teimosa: quero tudo ou nada!

Simone Emanuelle Oliveira
Inserida por simoneemanuelle
1 compartilhamento

Tá, então pode vir! Talvez ande mesmo precisando de alguém que ponha meus pés no chão, que me coloque no colo e converse bobagens de vez em quando. Alguém que não tente me mudar, mas goste do jeito que sou. Talvez ande precisando de abraços largos, menos palavras e mais sorrisos. De vez em quando é bom ter alguém pra contar estrelas.
Pode vir, mas vem devagar, vem pela porta dos fundos, de mansinho e sem pressa. Não me tire o ar, me traga fôlego! Não falte, nem transborde! Não me venha com metades nem meias vontades, me venha inteiro e incompleto! Venha, apenas. Talvez precise de alguém que chegue, sem medo de partir.
Tem horas que a gente precisa mesmo é da calmaria... E eu cansei de dar passos largos, agora vou só no ‘miudinho’. Minha única pressa é de ir devagar.

Simone Emanuelle Oliveira
Inserida por simoneemanuelle

Engraçado, agora parecemos dois estranhos. Aquele amor ficou parado ali mesmo, no meio da estrada, de bagagem pesada, só com a roupa do corpo, sem saber que rumo seguir, sem mim, sem você, sem carona, sem atalhos nem mapas. O nosso amor vaga: com sede, com fome, com lágrimas. E espera, espera um dia a nossa volta, espera que um dia, feito criança, o carreguemos no colo e brinque e sorria como era de costume fazer nos piqueniques de domingo.

O tempo passa, o vento passa, a paisagem passa, o amor não passa. Ele fica! Caminha a passos lentos e exaustos, as malas pesadas de recordações já puíram, arrebentaram e ficaram pra trás. Os olhos cansados já não enxergam a longas distâncias, já não me reconheceriam, nem reconheceriam você. Nosso amor é uma moldura sem retrato em busca dos rostos que antes ali sorriam! É um vão eterno entre mim e você.

O amor envelhece, a memória desgasta, as lembranças se vão, os sentidos enfraquecem, mas lá no fundo tem uma coisa que ainda queima, e arde, e dói! Aí acontece que o amor não espera mais por mim nem por você, espera por alguém, qualquer alguém que o leve e cuide e guie e queira bem.

O amor não passa, não acaba, adormece. Se vai aos poucos na esperança de um dia saber como voltar!

Simone Emanuelle Oliveira
1 compartilhamento

Acho tão lindas essas paradas de ‘amor’, cara! Tudo muito perfeito, à la panos passados! Fofo demais, bonitinho demais, arrumadinho demais: DEMAIS! A teoria é o blá blá blá mais lindo que já puderam inventar! Na prática, a roupa é largada; a fofura e a beleza nem sempre existem e, outra, tudo parece levar ao imperfeito. Mas tem uma vantagem: é um laço duradouro! Observe: eu disse laço! Laço não aperta, não sufoca e se desatar você o refaz de outra forma, podendo até ficar mais bonito, mais ‘jeitoso’!

Cuidado: nem todo amarrado desajeitado é laço; nem tudo é sinal de amor! Para ser ‘perfeito’ não precisa ser ‘certinho’!

Simone Emanuelle Oliveira
Inserida por simoneemanuelle