Coleção pessoal de renatoseabra

Encontrados 10 pensamentos na coleção de renatoseabra

Mantenha o drama daquilo que te interessa.

Renato Seabra
1 compartilhamento

Tem chão que treme como trem que passa.

Renato Seabra
1 compartilhamento
Tags: sensação trem

Se enquanto está fazendo uma obra de arte lhe surge o desgosto por ela, então ela está pronta.

Renato Seabra

Tem que haver amado para escrever uma frase de amor, nem que seja a si mesmo, pois não amado a ninguém é impossível.

Renato Seabra

Como foi te encontrar

Um momento de beleza
de sorrir com os olhos
e de encontrar vontades flamejantes nos do outro
um momento de sacramentar cada passo
no percurso insuscetível do tempo
e que gelo que este é
cujas águas derretidas
são as lembranças de nossas vidas
que de suas profundezas refletem à superfície
tantas riquezas escondidas
que se confundem com o brilho do sol sobre a maré
e me faz perceber que o que há mais entre o céu e a terra
é viver com você essa mistura do que passa passando, passou e passará.

Renato Seabra
1 compartilhamento

Afaz com o silêncio
capaz de acabar com guerras
Mas se aperras as pás e serras
soterras às contumácias
segues crente, agraz e as massas
pé na terra, pena é atolaz
atolado de tarefas
não suportas a própria fera
que da tua mente não desterra
dependente desapraz
faminto por vícios, é edaz
desenterra desculpas, é loquaz
de repente, num piscar de olhos
senta-se cansada de ser leva-e-traz
pára com a luta, para ficar em paz.

Renato Seabra
1 compartilhamento

Sento ao teu lado,
sensível demais para me perceber
sou invisível e dizes não poder me ver
pois sou eu a suave brisa a tocar o teu rosto
folha seca que cai ao teu encosto
a grama macia em que estás deitada
sou também nuvem para te proteger
a primeira estrela a ser avistada
a chuva a embeber tua pele salgada
também sou sol para te secar,
sou cada gota com teu suor a me envolver
e dentro de ti vou para sempre viver.

Renato Seabra
3 compartilhamentos

Com teus carinhos, criaste em minha pele caminhos de saudade
estrada feita com teu suor e pura ingenuidade
sem marcas,
sem mapas,
E quando percorres por ela, é sempre novidade
sem partida,
sem chegada,
Ilimitada, mas sempre à margem da extremidade

O sangue em mim já não corre sem a tua energia
subordinado de tuas mãos, te aceita como guia
e em meu corpo segue descobrindo os desvãos
que eu sozinho não descobriria

De olhos fechados, sem medo de se perder
Contínuo conhecer e desconhecer
mais quente do que caminhar pelo deserto
é sentir teu corpo um sol quando bem perto
o mesmo que há muito foi ao anoitecer
brilho teu que a horas me hipnotizara
e que me fez só pensar em você.

Renato Seabra
8 compartilhamentos

Ao aproximar-me de ti sinto como estar surfando
Buscando em tuas ondas pelos teus carinhos
nos morros dos contornos do teu corpo
morros de areia, morro se só olhar
Do teu pescoço, acosso a cor do vinho
distraindo-me com teu suspiro
nascente pura, é de onde eu respiro,
tiro força da tua doçura
e bagunça d'água e ar transforma em delírio
Invento brincadeiras e não brinco sozinho
gracejo um desejo de em ti me afogar
e como adivinha, não demoraste a me domar
derrubaste-me da prancha, tiraste-me do caminho
guardaste teu horizonte e abraçaste-me por inteiro
largaste-me aos teus pés, meu destino à beira-mar
graças a tua suaves tive minha vez neste aconchego
teus outeiros, meu sossego, teus ribeiros, meu divagar.

Renato Seabra
1 compartilhamento

Amar-te é como assistir, à beira de um precipício, o universo se expandindo para o infinito.

Renato Seabra
2 compartilhamentos