Coleção pessoal de paulogenrofh

1 - 20 do total de 97 pensamentos na coleção de paulogenrofh

Lê no meu silêncio as palavras que não te escrevo, meu bem. Lê com doçura, com os olhos de quem ama, não faz conta da confusão, veja-a com olhos grossos, e afina a óptica ao vislumbrar as coisas boas, que são só tuas.

Paulo Genro Fh.
1 compartilhamento

Durante a vida eu mantive o costume de estar sempre acumulando coisas, sorrisos, sonhos, dias bonitos, paixões, amores; ao mesmo passo que acumulei tristezas, decepções, meus martírios que hoje transbordam da alma.

Paulo Genro Fh.
1 compartilhamento

A infelicidade é proporcional à felicidade que se acabou.

Paulo Genro Fh.
1 compartilhamento

Meu coração, tão grande,
É cheio de bondades.
Mas aprendi com a vida,
Com o tempo,
Com as pessoas, sei lá,
Que jamais podemos
Deixar de lado
Alguns requintes
De crueldade.

Paulo Genro Fh.
1 compartilhamento

A chuva molhava o meu rosto, gelada. E eu não sentia. Não sentia nada.

Paulo Genro Fh.
1 compartilhamento

Como se adiantasse, eu fechei os olhos e rezei. Nada mudou depois, mas eu me senti melhor.

Paulo Genro Fh.
1 compartilhamento

E eu, bem, minha querida,
Sempre fui uma tempestade
De emoções, tristezas,
Felicidades, lágrimas, risos.
Sempre tive isso comigo,
Um furor sem igual,
Uma pressa de ser feliz,
De fazer o futuro, agora.
De encontrar o amor,
De viver uma dor - inevitável.
Corremos riscos,
Uns de mais, outros de menos,
Sempre em busca de alguma coisa,
Algo bom, ou não,
Que preencha o vazio da vida,
E nos faça seguir em frente.
Seja pra viver, ou superar,
Rir ou chorar.

Paulo Genro Fh.
1 compartilhamento

Eu quero dias melhores, noites melhores, sonhos melhores. Quero uma vida melhor, e o melhor do amor que eu puder ter.

Paulo Genro Fh.
1 compartilhamento

Eu sou uma pessoa horrível,
De aparência, atitudes,
Jeito de ser, enfim,
Tudo mesmo.
Mas sou um paradoxo,
Pois também sei ser belo,
Quando falo, quando sorrio,
Quando sinto.
Amizade, amor
E tantas outras coisas
Capazes de mudar um ser humano.

Paulo Genro Fh.
1 compartilhamento

Meu bem, faça das minhas palavras teu refúgio, sem medo. Pois no meu silêncio jamais encontrará abrigo.

Paulo Genro Fh.
1 compartilhamento

Eu não sei mais se quero ficar, de vez em quando bate uma vontade de voar pra longe, e nunca mais voltar.

Paulo Genro Fh.
1 compartilhamento

Muitas vezes o meu silêncio grita, constantemente existe uma tormenta dentro de mim que, eu imagino, se saísse destruiria meio mundo.

Paulo Genro Fh.
1 compartilhamento

Hoje eu acordei sorrindo, não de feliz, conformado.

Paulo Genro Fh.
1 compartilhamento

E quem foi que nunca se perdeu dentro de si?

Paulo Genro Fh.
1 compartilhamento

Poucos sabem o que acontece dentro de mim, muito poucos mesmo, quase ninguém.

Paulo Genro Fh.
1 compartilhamento

Queria um abraço,
Um colo, um cafuné,
Qualquer coisa que,
Por minutos,
Me fizesse esquecer do mundo.

Paulo Genro Fh.
1 compartilhamento

Por alguns momentos, eu admito, tive vontade de ir embora. Tive vontade de nunca mais voltar aqui. Mas me faltou coragem.

Paulo Genro Fh.
1 compartilhamento

O problema é que nem tudo nessa vida volta a ser o que foi um dia. Mas, sinceramente, creio que pra quase tudo existe um conserto, uma cola, um pedaço de chiclete mascado que pode não deixar cair um pedaço de qualquer coisa. É infinito o amor de amigos, mesmo que o tempo passe, que a distância seja grande, mesmo que alguns sumam, que errem, bem no fim, na volta, são os amigos que estão ali. Sempre presentes.

Paulo Genro Fh.
1 compartilhamento

Bom, cheguei a uma conclusão: preciso de alguém. É, isso mesmo, mas eu preciso de alguém que venha fervendo, que venha de coração aberto. Que aceite meus defeitos, meus risos soltos e minhas lágrimas frouxas. Preciso de alguém que ature meus ciúmes, que tenha saco pra aguentar meus dramas. Eu preciso de alguém que aceite meu cigarro e minha irritante mania de tomar uns goles a mais de vez em quando, e eu preciso que essa pessoa aceite caminhar bêbada pelas ruas, numa madrugada fria, junto comigo. Eu preciso de alguém que aceite tirar uma foto ainda de pijamas.

Alguém que compreenda meus defeitos, mas que olhe mais pras minhas qualidades que, eu sei, são bem maiores. Uma pessoa que goste de ler o que eu escrevo, e que faça da nossa vida uma canção agradável de se ouvir dormindo. Alguém que tenha pique pra levantar correndo da cama e tomar um banho gelado. Só uma pessoa que entenda minhas necessidades, minhas tristezas. Que viva comigo a minha felicidade, que queira compartilhar comigo uma vida de aventuras. Que saia de mãos dadas comigo, pra fazer uma viagem sem rumo por qualquer lugar que a gente decidir olhando o mapa dentro do carro.

Alguém que relaxe quando tudo estiver indo mal, alguém que me faça seguir em busca dos meus sonhos, ou que apenas sonhe comigo. Eu quero muito mais do que amor, eu quero amizade, cumplicidade, verdade! Uma pessoa que viva comigo, dando os mesmo passos, cantando no mesmo acorde. Não quero perfeição, na verdade o que eu quero é vontade de viver excessivamente, que tenha coragem de pular sem pára-quedas nesse abismo que é a vida. Eu quero alguém assim, porque eu sou assim, insano.

Paulo Genro Fh.
1 compartilhamento
Tags: amor cuidado

Na noite passada a gente dançou, quase caímos de tão bêbados. E fomos felizes novamente, como não fazíamos há muito tempo. Pode ser que você nem lembre hoje, eu também não lembro muito bem de todas as coisas que aconteceram. Tinha pessoas rindo, bebida, comida, tudo tão bom. E tinha vida mais uma vez, estávamos revivendo tudo aquilo que, por culpa minha, perdemos por um tempo. Sorte nossa isso, de tudo sempre reviver.

E eu aprendi, nessa noite, que todas as pessoas podem passar pelas nossas vidas, mas que só permanecem nela aqueles que são especiais, aqueles que nos acompanham nas loucuras, aqueles que nos aceitam, exatamente como somos. E eu aprendi a não deixar mais ninguém pra trás. Agora eu só quero a felicidade de novo, com uma intensidade que a torna quase palpável.

Paulo Genro Fh.
1 compartilhamento