Coleção pessoal de NewWaves

Encontrados 12 pensamentos na coleção de NewWaves

DEIXA-ME SER

Caetane-se que a vida é Chico!
Bethânia-me que o amor é Roberto.
Gadula-me que a calma é Lenine.

Deixa-me Blues...
Deixa-me Jazz...
Deixa eu ser meio pop, rock e punk more or less...
Leminsko-me sempre mesmo.
Viniciu-me de vez em quando.

E quando penso que estou Barroseando tudo,
Eis que lembro de um Cartola!

Daí pra frente
A vida vira Cazuza,
Vira Beth,
Engenheiros
E verdadeiros Titãs
na Legião Urbana
de um Paulinho da Viola.

Fonseco-me no mistério.
Gal cantou-me esse ano:
O folclore chama Gil,
Monteiro,
Zilka e Maria Clara.

Noll-me por enquanto.
Carolina-me, Mazzela-me
E Lucinda-me um pouco.
Porque isso
Pode até parecer poesia,
Mas, na verdade, é puro encanto.

Oscar Calixto
2 compartilhamentos

IL DESTINO DELLE COSE

Un giorno io sarò l'infinito
La brezza del mattino
La polvere della terra in cui emerge l'impianto
Il testo di un libro che è stato leggere
Un giorno io sarò un vuoto del baratro
La luminosità della stella nel cielo
Il suono delle onde del mare che si rompe sulla spiaggia
O un piede di eucalipto.
Un giorno io ho intenzione di rompere la barriera del suono
E io non sarò più sentito
Un giorno io sarò il raggio di sole
La luce del mattino
Il profumo delle rose
E il addio in un vecchio film
Un giorno
Un giorno
Chi lo sa ...
Mi torna all'inizio.

Oscar Calixto
1 compartilhamento

EL DESTINO DE LAS COSAS

Un día yo voy a ser el infinito
La brisa de la mañana
El polvo de la tierra donde se desprende la planta
El texto de un libro que se ha leído
Un día yo voy a ser lo vacío del abismo
El brillo de la estrella en el cielo
El sonido de las olas del mar que rompen en la playa
O un pie de eucalipto.
Un día yo voy romper la barrera del sonido
Y ya no voy a ser escuchado
Un día, yo voy a ser el rayo de sol
La luz de la mañana
El aroma de las rosas
Y el adiós en una película muy antigua
Un día
Un día
Quién sabe ...
Yo voy a volver al principio.

Oscar Calixto
1 compartilhamento

LE DESTIN DES CHOSES

Un jour je serai l'infini
La brise du matin
La poussière de la terre où la plante dégage
Le texte d'un livre qui a été lu
Un jour, je serai le vide de l'abîme
La luminosité de l'étoile dans le ciel
Le son de la mer qui rompt vague sur la plage
Ou un pied de l'eucalyptus.
Un jour, je serai le briser de le mur du son
Et je ne serai pas entendu
Un jour, je serai le rayon de soleil
La lumière du matin
Le parfum des roses
Et le au revoir dans un très vieux film
Un jour,
Un jour,
Qui sait ...
Je retour au début.

Oscar Calixto
1 compartilhamento

A LOT OF THINGS

One day I´ll be the infinite
The breeze of the morning
The dust of the earth where the plant emerges
The text of a book that has been read
One day I´ll be a vacuum of the abyss
The brightness of the star in the sky
The sound of the sea wave that breaks on the beach
Or a eucalyptus tree.
One day's I´ll be breaking the sound barrier
And no longer be heard
One day I´ll be the very sunbeam
The light of morning
The scent of roses
And the goodbye in a very old movie
One day
One day
Who knows ...
I´ll be back to the beginning.

Oscar Calixto

A SINA DAS COISAS

Um dia serei o infinito.
A brisa da madrugada;
O pó da terra de onde nasce a planta;
O texto de um livro que já fôra lido.
Um dia serei o vazio do abismo.
O brilho da estrela no céu;
O som da onda do mar que quebranta na praia
Ou um pé de eucalipto.
Um dia romperei a barreira do som
E já não mais serei ouvido.
Um dia serei o próprio raio de sol;
A luz da manhã;
O perfume das rosas;
E o adeus num filme muito antigo.
Um dia,
Um dia,
Quem sabe...
Voltarei ao princípio.

Oscar Calixto
1 compartilhamento

A DÁDIVA DE SER ATOR

Joguem-se de cabeça em tudo!
Quem não pula mesmo, de verdade,
Flana sobre o véu da ilusão que saltou.

Mas quem salta, sente o vento na cara,
Sente o coração bater;
Ama, chora, se diverte, ou sente a dor lhe tomar.

Nada que é meio, é...
Nada que é "feito", existe com a essência de ser.
Onde é que estamos fingindo ser, mas não somos?
Onde é que pensamos estar, mas não estamos?
Onde é que fazemos por fazer, corremos por correr,
choramos por chorar ou sorrimos por sorrir?

Não importa o que seja, é importante que exista na totalidade.
Com todas as células do seu corpo se contorcendo
ou pulando de felicidade.
O Humano é isso.
O resto... É só uma "coisa" inventada.

O bom de ser ator é que somos pagos para nos mantermos vivos,
pulsantes, pagos para saltarmos do alto de pontes,
sem medo de nos estreparmos lá embaixo.

E, se morrer, amanhã o ator renasce.
E, se ele consegue se divertir de verdade,
outros rirão COM ele e não DELE.

Aproveitem muito a dádiva de ser coisas que, na vida,
jamais vocês seriam.
Aproveitem para dizer as verdades que adorariam dizer,
mas jamais diriam;
para viver o que, na vida, não dá.
Aproveitem a oportunidade de viver outros mundos,
outras épocas, outras situações, outros dramas, outras piadas,
outras vidas, outras vitórias, outras derrotas ou lástimas...

O grande segredo é "não fazer nada em cima disso" e
apenas se permitir ao salto corajoso e livre.
Na certeza de que se você morrer, amanhã, renascerá!

Oscar Calixto
1 compartilhamento
Tags: ator atores

O homem é aquilo que faz,
Aquilo que tenta, aquilo que sente,
Mas nunca pode ser o homem
O que não está em sua mente.

Oscar Calixto
1 compartilhamento

Mais vale a plenitude de ter vivido tudo

Que o vazio da eternidade sem viver.

Mais vale ter em si o mundo

Que do mundo não saber o que escolher.

Oscar Calixto
1 compartilhamento

A maior indignidade humana é mostrar o que não é; é vender “gato por lebre”. Por isso, um dia pensei que seria maravilhoso se todos os homens fossem como livros expostos nas prateleiras de uma livraria... E, antes de compra-los, seria possível ler o seu prefácio e até mesmo um pouco do seu conteúdo.

Oscar Calixto
1 compartilhamento
Tags: indignidade falsidade

Seremos sempre o que de longe nem notamos...

E o que, de perto, não podemos ver.

Somos simplesmente o que os outros pensam e falam ao nosso respeito.

Esse sou eu e esse ou essa, deve ser você.

Oscar Calixto
1 compartilhamento

A beleza de toda planta certamente não está nos espinhos, mas na possibilidade de poder deixar suas flores pelo caminho.

Oscar Calixto
1 compartilhamento
Tags: otimismo simplicidade