Coleção pessoal de MauroCastro

Encontrados 9 pensamentos na coleção de MauroCastro

É engraçado, e ao mesmo tempo constrangedor, porque passamos metade de nossas vidas acreditando que certas qualidades (nem sei deveria chamá-las assim) poderiam nos livrar de algumas saias justas, mas aí, vem vida, suas situações cotidianas e tudo mais, e a única coisa que você consegue sentir é um direto no queixo, depois vem a lona, as estrelas e por fim a escuridão ecoando uma pequena sequência de números.

Mauro Castro
Tags: engraçado constrangedor

Uma pequena taça de vinho quase vazia, marcada de batom barato e gosto amargo, dá tom, ao fundo um velho vinil da Janis, repente interminavelmente "Take another little piece of my heart now, baby!", sobre a cama, misturada aos lençóis, você me chama, me engana e me ama.

Mauro Castro

De tanto achar saída, se perdeu do lado de fora.

Mauro Castro
1 compartilhamento

Sempre acreditei que boas discussões fossem capazes de abrir novos horizontes, mesmo quando elas partem de perspectivas tão distintas, mas o que tenho visto nestes últimos dias tem colocado a prova esse sentimento, o que é realmente uma pena, acho que o sujeito que não tem condições de contribuir devia se abster, guardar seus insultos e agressões em um lugar qualquer, e nos poupar dessa probreza conceitual que não lhe permite contribuir de forma relevante, mas como falei, "só acho"!
Mauro Castro, No compasso do achismo.

Mauro Castro
1 compartilhamento
Tags: discussões achismo

De certa forma todos os caminhos me traziam de volta, e embora a distância fosse insensível aos abraços, eu sentia que nosso laço se fazia mais apertado, fosse pela saudade, ou pela vontade quase insana de voltar, pois meu lugar sempre foi aí, dentro do teu abraço.

Mauro Castro
1 compartilhamento
Tags: caminhos insensível

Chegou hora da partida,
Abraços, promessas e despedidas ,
vidas que se separam,
que seguem, carregadas de lembranças,
memórias, histórias que tempo não irá apagar."

Mauro Castro
1 compartilhamento

Cilada
Não importa o tempo, pois não lamento por nada
a vida sempre foi uma amarga cilada,
uma estrada temperada com saudade
onde a verdade, se perdeu na insanidade
Somos loucos, somos poucos, e estamos roucos a gritar,
"Amor, maltido amor, por que amar, sofrer, chorar"

Cilada

Tenho passado noites em claro, tentando escrever um único verso que possa te fazer sorrir, a verdade é que não tem sido fácil, as palavras simplesmente desaparecem, tal como as rimas que insistem em não rimar, é como tentar explicar o céu usando como exemplo o mar, me falta inspiração, sofro de um bloqueio súbito de criatividade, que pode ser explicado pela constante lembrança de teu rosto embrutecido pelas decepções amorosas, penso que deveria aceitar meu o amor ao invés de um simples verso que pode soar meio controverso na medida que avanço nestas poucas linhas que te escrevo, entretanto, entendo que algumas poucas palavras distribuídas em quartetos e tercetos sejam capazes de arrancar um sorriso amarelo de teu rosto pálido, então me envolvo em rabiscos e folhas timbradas, equanto escrevo um frágil poema que de certa forma retrata a tua essência...

Mauro Castro.
1 compartilhamento

"Caso
o descaso,
nos leve ao fim
do nosso caso,
Quero que saiba,
que tudo aconteceu
por acaso,
Se isso não foi amor
Que seja apenas um caso,
contado com descaso
e por acaso na mesa de um bar."

Mauro Castro
1 compartilhamento