Coleção pessoal de maribarbosa

Encontrados 19 pensamentos na coleção de maribarbosa

Juro pra você que depois passa. Sempre passa, porque nao passaria dessa vez?

Mari Barbosa.

Juro pra você que eu não me importo se você fuma, mesmo odiando cigarro. Se você é desorganizado, mesmo amando organização, ou se você dramático. Eu gosto do que você guarda aí dentro, e nada nem ninguém pode roubar. Seus defeitos podem ser concertados, mas seu caráter tem que ser puro e por favor, conservado. Eu queria poder te dizer tanta coisa, e em tão pouco tempo. Mas não vai dar, eu sei como é a vida, e como são as pessoas.

Mari Barbosa.

Eu custumava me lembrar disso como algo bom. Mas sinceramente? Agora não dá. Eu sempre achei que pudesse extrair disso tudo algo que me deixasse feliz, que me impulsionasse pra frente. Mas parece que não tem nada de diferente das outras coisas, do que andou acontecendo. Se eu me deparar com os fatos, isso é só mais um motivo pra eu me jogar no chão e ser arrastada até o ínicio novamente. Eu não quero que aconteça isso, e eu não vou deixar. Pelo menos dessa vez.

Mari Barbosa

Eu juro que alguma coisa me apertou e me sufocou quando você me disse aquilo, juro. Me deu uma vontade de correr, de gritar, ou então só de sentar e esperar o tempo. Eu não sei te explicar o motivo pelo qual eu senti isso. Talvez seja mais uma vez meu instinto pedindo pra eu me ferrar. Mas eu sei como é se sentir assim, porque nao é a primeira vez. Eu só não quero que você sinta o mesmo, porque é uma das piores sensações que o coração de alguém pode ter.

Mari Barbosa

É uma angústia sem fim, e sem real motivo. Tem algo guardado aqui, que nem no papel quer sair. Não sei aonde despejar esse sentimento que faz eu respirar fundo, e achar que não tem ar suficiente. E no meio dessa angústia tem tanta coisa misturada, tanto sentimento. Tem amor, tem raiva, raiva de você, de mim e de todo mundo. Mas eu não posso falar nada, então vou continuar guardando, até que o sentimento comece a transbordar e começar a sair de mim.

Mari Barbosa

Todos os arrepios que não senti durante toda minha vida, se deslancham sobre minha pele agora. Não sei se é frio, ou se é meu coração querendo que eu faça algo que deixei de fazer. Só sei que a cada pêlo meu que ‘sobe’, a minha respiração fica mais ofegante, e perco a noção do porque estaria acontecendo isso tudo.

Mari Barbosa

Estava abrindo caminho até demais. Essa coisa de pensar que vai dar certo, não faz dar. Eu achei que pudesse ser algo que fizesse bem pra mim, que me deixasse feliz. Mas não foi, e continua não sendo. Estou fechando as portas, novamente na intenção e na espera de que mais alguém venha e faça eu que acreditar que deva abri-lás.

Mari Barbosa

Resumo: me sinto uma boba, frágil e totalmente afetada. Me desconfigurei e me refiz sem motivos, sem uma base. Poderia dizer que foi bom, mas não me tirou do lugar, e nem abriu portas pra mim. Então continuo achando que sou a mesma de sempre, mesmo que mudando aos pouquinhos por dentro.

Mari Barbosa

Era só carência. Carência passa com um beijo, um abraço ou um sorriso. Não era amor, ou necessidade disso, era só carência mesmo. Você acha que dói, porque dá enfâse demais a um sentimento que não existe. E se o sentimento não existe, não dê importância. Vai ser melhor pra você, e para o seu coração.

Mari Barbosa

Sono, fome, vontade. Vontade de você, de mim, de nada. Dormir, sonhar e não ter mais no que pensar. Eu ando meio assim, sem saber o que quero de mim. Sem saber o que quero de você, das pessoas e do meu coração.

Mari Barbosa

A mesma música, a mesma cadeira e o mesmo cheiro. Tenho passado assim as minhas férias: sentada em frente ao computador, escrevendo, desabafando. Eu até queria que fosse mais emocionamente, mas por enquanto não tenho escolha. Parei de esperar tanto, de querer tanto que as coisas aconteçam do jeito que eu quero. Se for pra ser, que seja!

Mari Barbosa

Essa facilidade de partir o coração de alguém, deve ser algum tipo de dom. Espera, dom mesmo, é conseguir manter o coração de alguém inteiro, sem cortes, pedaços espalhados e por aí vai… Essa coisa de que necessariamente no final das contas, o coração precisa ser cortado em pedacinhos é história pra boi dormir. Alguém pode mudar o ‘script’, por favor? Se eu não tivesse que me recuperar a cada queda, eu talvez seria um projeto de felicidade em pessoa. Mas parando bem pra pensar: se eu fosse um projeto de felicidade, eu estaria onde eu quero estar hoje?

Mari Barbosa

Olha, eu vou te falar o que é amor, o que é amor pra mim. Amor é quando você dá o seu melhor, sem esperar que o outro dê algo em troca. É quando você se preocupa com alguém, sem se importar com o fato de que talvez ela não se importe com você. E quando seu coração dói de ver ela indo embora, mas você vence teu orgulho e pede pra ela ficar. Amor cresce, não surge. Essa coisa de amar todo mundo, e todo mundo te amar, daqui um tempo não vai fazer bem pra você. As pessoas que te amam, vão passar do teu lado, mas não vão permanecer. Então cuida de quem te quer bem agora, e deixa o amor crescer.

Mari Barbosa

Não ligo pro teu dente torto, ou seu cabelo despenteado. Acho o que você guarda aí, muito mais interessante. Então faz assim: me mostra teu melhor, que eu dou o melhor de mim. Você me ganha se for sincero, isso eu confirmo pra você.

Mari Barbosa

E me faltam palavras. É, eu nunca fui de saber muito sobre as coisas. Eu tenho muito a aprender ainda, muito a descobrir. Eu continuo aqui, da mesma forma. Só crescendo, mas por dentro. A mesma menina, mas os anseios mudam. Essa vontade louca de andar por aí, passou. É, passou. Eu agora prefiro outras coisas, outras pessoas, e até sentimentos. Eu só não perdi a essência, e a minha inocência, ou melhor, ou pouquinho da minha inocência se foi sim. Mas sou sonsa porque fui obrigada a ser assim com a vida, e com as pessoas. Mas o que mais importa, não perdi o meu caráter.

Mari Barbosa

Essa coisa de achar não tá com nada, viu? Tenha certeza do que quer, do que sente. Isso faz com que as pessoas se sintam seguras, e queiram depositar a confiança em você. É, abre teu coração, mas não abre pra qualquer um. Queira as pessoas bem, mas somente quem te quer também.

Mari Barbosa

Sabe quando o que você nem se importava, se desse certo ou não, começa meio a dar errado? Se tá dando errado, é porque de uma forma ou outra tu esperava algo. Tu esperava que desse em alguma coisa, que tivesse algum resultado. Não desiste, não se apresse. O que tem que acontecer, acontece. Quando você menos espera, essa é a realidade.

Mari Barbosa

Tapas na cara, arratões, puxões de cabelo. Não parece muito com a vida tentando te ensinar algo, então levanta da cadeira e vai fazer alguma coisa. A única coisa que cai do céu, e chuva, como sempre dizem. Então não espera demais, faz acontecer. Porque se você não fizer, vem outro e faz no seu lugar.

Mari Barbosa.

Continua caminhando por onde você está, e vai se ferrar mais uma vez. É, parece realmente que é isso o que você tanto quer. Será que você não se cansa de ter o coração partido, pisoteado, estraçalhado? Será que essa dor te dá algum tipo de prazer? Sei que sua vida andava pachorrenta, e isso faria seu coração disparar. Mas será que ser calma, tranquila, continuar tênue, não faria mais bem pra você?

Mari Barbosa.