Coleção pessoal de lucas_santos_56

1 - 20 do total de 32 pensamentos na coleção de lucas_santos_56

⁠eu queria parar
de escrever,
mas a dor
era tanta
que ela não
deixava.

acho que estou bem.

⁠e eu olhei
todas
as mensagens
uma última vez,
clicar em deletar
nunca foi tão
difícil.

a realidade dói.

era de
madrugada, ⁠e eu me
perguntava:
"por que diabos ainda estou acordado ?"

apenas uma pessoa
podia responder,
mas não havia porque
incomodar ela com
isso.

morri, mas acho que tô vivo.

⁠e na minha mente
um furacão de coisas que eu queria dizer,
mas não disse.
ah, uma delas
eu até falei:
"tá tudo bem."
e sinceramente
não estava.

hoje eu morri, mas é só mais um dia.

Sofrer é uma escolha
Ter medo é uma escolha
Morrer pra si é uma escolha
Confiar é uma escolha.

eu.

⁠acho que o orgulho era oque nos separava,
e eu sempre
matava esse desgraçado,
mas queria
testar
pra ver se
você também
estava disposta a
matar por nós dois.

dor diária.

não é que fui embora ou me afastei,
é que eu queria algo
como:
"estou com saudades, cadê você?"
⁠porém, talvez...
a saudades fosse só minha.

saudades de um passado esquecido.

era uma
sensação avassaladora,
nunca olhei
pra nada e
senti o que sinto,
quando olho
para todos estes simples
versos que vos escrevo.⁠

apenas um morto em pé.

⁠e lá se foi a
ultima gota
da minha sanidade,

apesar de que...
estou amando
a loucura.

memórias de alguém que morreu.

⁠e de 2020
até hoje...
me resumiria
como sendo uma
tomada de carregar celular.

talvez seja porque eu mesmo permita isso.

um morto em pé.

⁠e por o álcool
não me ser
viável,
engoli minha lata de
energético com
todo gosto e sorri,
queria que fosse a
última,

mas não foi.

memórias de alguém que já morreu.

⁠era meados de 2018 e 2019 e eu encontrei a primeira,
a primeira que criou
borboletas
naminha barriga
e a primeira que
também às
matou.

sofri e refleti, patético.

⁠o ano era 2015,
a felicidade
era tanta
que até
na tristeza
encontrava-se
infinitos motivos pra
rir.

memórias de alguém que já morreu.

só esse ano
foram 3 vezes
2 delas me mataram,
1 delas e a melhor
entre todas me vivificou
mas meu orgulho
me tirou do braços dessa.

que saudades dos braços dela...

meu amor.

⁠novamente fiz planos,
mas cê não
merecia e nem
fazia
questão de estar
neles.

memórias de alguém que morreu.

⁠eu precisava só
relaxar um pouco,
mas não encontrava
nada
que me satisfizesse.

todas as coisas que antes
me tiravam de mim,
apenas me traziam
pra mais dentro
de mim mesmo.

sofri, logo refleti.

⁠eu era
inteligente
o suficiente
pra saber como
ia terminar,
mas minha
burrice foi
acreditar que dessa vez eu
estaria errado.

sofri, logo refleti.

⁠e meu medo de
me apegar a
você
se realizou.

mas enquanto
escrevo
busco de
alguma forma
lhe esquecer.

memórias de alguém que morreu.

⁠eu queria
acreditar que
dessa vez
oque vc falou
fosse brincadeira
como das outras vezes,
mas você fezquestão de fazer
essa vez ser sério.

"nas brincadeiras moram as maiores verdades."

memórias de alguém que morreu.

⁠e eu fiquei
esperando alguma
mensagem do tipo:
saudades de
você.

mas a saudade era só
minha.

sofro, logo reflito.