Coleção pessoal de Jury

Encontrados 10 pensamentos na coleção de Jury

Linda Noite

"Mais uma noite inicia-se, e com ela o meu descanso.
Ah! Qual bela está anoite, o meu coração ansiava por ti,
Pois só nesta escuridão posso me refugiar
E fugir deste mundo cruel.

Linda e desejada noite! Ah! Se durasses eternamente...
Quão bom seria não mais acordar,
Quão bom seria não mais ver este sol que queima minha pele e cega meus olhos;
Não mais ver estas pessoas, que só sabem me criticar e desprezar-me.

Sim! A noite é meu refúgio.
Prefiro-a, a ter que ouvir os humanos;
Insanas e loucas criaturas, que a tudo criticam,
Mas pouco conhecem a meu respeito.

Seres desgraçados que destroem tudo ao seu redor
Seres desprezíveis!
Pois não sabem o que os aguarda.
E inconscientemente, achando-se superiores a tudo,
caminham para a própria destruição.

Ouço suas orações e vozes de lamentação.
Adoradores de deuses pagãos,
Por eles criados, mas agora adorados;
Ouço suas vozes e desvendo seu destino.
O caminho da destruição......."

Sabrina Roberta

Confissão





Adeus meus sonhos...

O medo é um sentimento que nos torna fraco.

Atravesso silenciosamente o cemitério.

Sangue e lágrimas derramadas no chão.

A lápide presa num mundo escuro e sombrio,

Pessoas de preto se aproximam.

Uma sensação de medo e arrepio.

Um brilho que impressiona a todos e torna

Vivo os mortos na escuridão...

Roubarei sua alma e invadirei seus pensamentos.

Sempre vivi com a morte dentro da alma.

Tanta agonia, desespero, angústia, dores sem causa.

Prantos sem nem mais pausa.

Risos que já não me chegam ao rosto.

Noites passadas de olhos abertos,

sem nada ver ou falar,

Só esperando a morte chegar...

Sabrina Roberta

REFUGIO!

ONDE ESTAS MINHA ALMA QUE DEIXASTE MINHA EXISTENCIA
POR ONDE AS AVES NOTURNAS VAGUEAM ENTRE AS ESTRELAS
ONDE FOI PARAR O SOM RUIDOSO DO SINO DA CAPELA DO CEMITERIO
VEJO MILHARES DE ALMAS PENADAS ETOANDO O HINO DOS MORTOS

AGORA MEUS OLHOS JÁ NÃO BRILHAM MAIS ...
PORQUE MEU SOFRIMENTO TEM NOME E SOBRENOME
MEU CORAÇÃO JÁ NAO BATE MAIS COM FUGOR!
POIS ELA MATOU O QUE EU MAIS PRESAVA EM MINHA VIDA

DESPESSO DESDE MUNDO SEM CORAÇÃO COM UMA DOR
INSURPORTAVEL DE MAIS, COMO UMA ESPADA ME ATRAVESASSE
RASGANDO MEU CORPO E MINHA ALMA SOLITARIA....

BUSCO EM MEIO AS NUVENS ESCURAS DO CEU NEBULOSO
MEU DESCANSO E MEU REFUGIO PRA NUNCA MAIS SER ENCONTRO
POR NINGUEM E MORREREI NO SILENCIO EM MEIO A VASTIDÃO..

rodrigo of filth

Queria ser um anjo...
Um anjo do Amor,
para levar em minhas asas,
todos aqueles que sofrem desilusões,
mas infelizmente não sou.

Sou um simples mortal e pecador,
também sujeito às brincadeiras do destino,
que por vezes me joga à deriva,
como um barco em desatino.

Queixar-me !!! De que adiantaria ??

Sigo minha estrada em busca de paz,
e em cada desilusão sofrida,
destas sim, retiro lições de vida...

E tenho certeza que ainda serei feliz,
mas enquanto não chega este momento,
sigo meu rumo sem lamento,
distribuindo amor em forma de poesia,
até que este chegue para mim um dia...

rodrigo of filth

É assim todo o dia
O sol clareia brando
A lua suaviza meu pranto
Medito sobre minha vida vazia

Lágrimas de suplício
Lágrimas geladas...
Lágrimas desperdiçadas...
Tentando aliviar meu martírio

E eu odeio tudo isso
Odeio sentir essa tortura
Ser seguida por essa amargura
Até já tentei suicídio

Minha lamúria
Meu terror que queima minha alma
Minha mortificação que não me deixa ter calma
Minha eterna fúria

Lágrimas...
Lágrimas de dor
Lágrimas sem amor
Mágoas...

Tentei me afogar
Nessa lamentação inútil
Nesse lamento fútil
Na bruma que disfarça o mar

Mas isso não me protegeu
Só me trouxe mais aflição
Só trouxe minha crucificação
Mas isso não me abateu

Pois, assim como eu
Nesse mundo profano
Sufocado nesse desejo insano
Muita gente morreu...

Nessa imortal depressão...

rodrigo of filth

Paixão Sombria





Doce alma dos meus sonhos

A realidades nos separa

Mais os pensamentos nos une

Alma que carrega meu coração negro

Volte para mim e devolva-o

Pois a sua saudade me toma sem fim

quando a noite vem

O silêncio traz o som de sua voz

A sutileza de seus lábios que me fazem falta

É tudo que me amargura

O aroma do seu cheiro vem como a brisa

Que brinca comigo e te desenhado a minha frente

Fecho os meus olhos e te sinto tão perto

São frações de segundos

Quem me dera...

Dera eu voltar no tempo ter você novamente

E trazer o passado para nosso presente

rodrigo of filth

Texto do Dia: A Sombra Amiga

Quando todos me deixaram
Resolvi seguir sozinho,
Procurava a minha sombra
Que a muito tempo já tinha esquecido...

E por muito tempo pisoteado
Largado, cuspido e escondido
Que agora é meu único conselheiro,
Amigo, irmão e companheiro...

Era apenas uma sombra negra
Que agora brilha ao meu lado...
Aprendi admirar o dia
Para sempre sentir sua compania

Continuando a caminhar
Percebo a aproximacão de outras pessoas...
Pois quando você acredita no seu ideal
Outros também seguirão a sua sombra...

rodrigo of filth

Prisioneiro de meus Sonhos


A chuva caindo no Horizonte...
Cores que envolvem teu céu
Este teu reflexo incessante
Possível causa de minha loucura...

Luta cruel e insana
Tua voz envolve-me incosciêntemente
Sinto seu calor em meu corpo
Teu aroma chega trazido pelo vento
São emoções que não consigo entender...

Busco a tranqüilidade
Viajando em meus pensamentos
Voando em busca de teu encontro
Assim me sinto completo...

Mas o tempo passa como em um pestanejar
E vejo que nossa vida é só um sonho
Você para mim é mais que um desejo
És a mulher que mantém meu coração
Como um pobre prisioneiro nesta ilusão
De tê-la a meu lado e viver esta paixão....

rodrigo of filth

O funeral de corações

Amor é o funeral de corações
E algo estranho para a crueldade
Quando anjos choram sangue
Sobre as flores do mal à desabrochar

O funeral dos corações
E uma súplica por misericórdia
Quando o amor é uma arma
Separando-me de você

Ela era o sol,
Brilhando sobre
O túmulo das suas esperanças e sonhos tão frágeis.
Ele era a lua pintando você
Com sua luz tão vulnerável e pálida...

Amor é o funeral de corações
E algo estranho para a crueldade
Quando anjos choram sangue
Sobre as flores do mal à desabrochar

O funeral dos corações
E uma súplica por misericórdia
Quando o amor é uma arma
Separando-me de você

Ela era o vento, carregando consigo
Todos os problemas e medos
Que por anos você tem tentado esquecer.
Ele era o fogo, inquieto e selvagem
E você era como uma mariposa nesta chama...

O herege escondido além do divino
Uma oração para um deus que é surdo e cego
Os últimos sacramentos para almas em chamas
Três palavrinhas e uma pergunta: por quê?

rodrigo of filth
1 compartilhamento

†Sempre Serei† † †
Nosso sol se pôs, nosso dia terminou,
Eu fiquei aqui imaginando
Este é o fim, minhas últimas palavras à você
O dia se tornou noite e agora você se foi
Eu fui deixado aqui pensando
Pode ser verdade, realmente é o fim?
Você era o vento sob minhas asas,
Me ensinou a voar
Com você eu vivi entre os reis
Então eu digo adeus, sou seu para sempre
E sempre serei
Nós éramos um, nós éramos tudo,
Nós éramos os únicos
Nada podia ficar em nosso caminho
Mas sonhos podem mudar, visões caem,
Eu me sinto tão solitário
Eu andaria através do fogo
Por apenas mais um dia
Você era o anjo da minha vida,
Me ensinou a ser livre
Agora eu sou um estranho em seus olhos
As paredes se fecham em mim
Sentindo sua falta,
Em meu coração você é a única
E você sempre será
Quando me viro para o leste,
Não vejo o nascer do sol
Mas depois da escuridão vem a luz
E quando me viro para o oeste,
A noite silenciosa esconde tudo
Onde está a luz que brilha tanto

rodrigo of filth