Coleção pessoal de Jeconias

1 - 20 do total de 29 pensamentos na coleção de Jeconias

Costumo pensar nas consequências antes e depois dos meus atos, nunca durante eles.

Mateus Jeconias
2 compartilhamentos
Tags: consequência culpa

Desprende-te do teu passado e torna-te leve. Para que leve, te leve aonde eu for.

Mateus Jeconias
1 compartilhamento
Tags: passado lembrança

Tudo aquilo que me foge à compreensão tacho de loucura, bobagem, asneira. Afinal, é sempre mais fácil desvalorizar o que não compreendo a desvalorizar minha própria capacidade para compreender.

Mateus Jeconias
1 compartilhamento
Tags: entendimento bobagem

O ignorante sempre acusa o outro de ignorância. Eis a melhor forma de identificá-lo. Alienado de si, julga-se entendido, tendo dito que o saber alheio está alheio à verdade. Porque a verdade, propriedade sua, tem um brilho particular, restrito ao seu olhar, e todo olhar que difere, o fere, porque remonta a monta infundada e frágil das opiniões que regurgita, acredita e credita, mas que no fundo sabe que o que pensa que sabe, não passa de vaidade, e que pela vaidade, mortifica, sacrifica a "verdade". Eis a razão que pela emoção é castigada. Eis a razão de uma opinião contrária parecer uma ofensa desmesurada. Pois é a discordância que o coloca em contato com a própria ignorância, e assim, tal como na infância, resta-lhe dizer: ignorante é você!

Mateus Jeconias
1 compartilhamento
Tags: ignorância verdade

Às vezes o silêncio traz a possibilidade de rever o que não vi no tumulto dos meus dias com você.

Mateus Jeconias
1 compartilhamento
Tags: silêncio você

Se a minha fé te irrita e o seu ceticismo me ofende, é porque não és tão cético e eu não sou tão crente.

Mateus Jeconias
1 compartilhamento

Enquanto tentava aproveitar os resquícios de meu raro sono, senti vontade de levantar e escrever. Aqui estou.
Como havia previsto, hoje está doendo mais que ontem. Acredito ser a falta daquela doce rotina de olhares, sorrisos, carinhos, ligações, a saudade. Sinto falta de tudo, e não quero lembrar de nada. Meu querer me confunde, pois ainda a quero, não querendo. Meu coração anseia por tê-la novamente, minha razão... também. Mesmo existindo algo humanamente racional dentro de mim que a queira longe, me rendo as súplicas de meus sentimentos, nada podendo fazer, senão, sofrer. Minhas palavras, meu orgulho. O primeiro, a faca, o segundo a carne. A cada palavra aqui escrita, meu orgulho grita. Sentimento isolado, sozinho, talvez por isso tão mesquinho. A este não quero mais dar ouvidos. Aprendi que as feridas da alma o deixam forte, e que se está forte, fere a alma. Eterno ciclo. Procuro paz, mas ela parece fugir de mim. Ainda assim, vejo algo positivo na dor. Ela me motiva. Sinto mais vontade para fazer coisas novas e velhas. Sorrio mais, brinco mais. Sim, a dor me faz parecer mais feliz, parecer. Meu peculiar jeito de sofrer.
Aos olhos dos outros, ela não tinha tanto valor pra mim. Meu orgulho se delicia. Idiota. Gostaria que fosse assim.

Mateus Jeconias
1 compartilhamento

Às vezes, uma lembrança me rouba o ar. Me faz esquecer o mundo, pra lembrar que meu mundo me deixou. Não dói tanto, mas dói mais que ontem, assim como ontem doeu mais que anteontem. Medo. Os dias continuarão a passar. O tempo, grande senhor do destino, remédio para todas as feridas, paradoxalmente inflama minhas mágoas. Verdades, mentiras, nada mais tem valor. Racionalizações, negações, nada disso aliviará minha dor. Nossas flores, as trago murchas, lembranças de nossa inesquecível primavera. Inesquecível pra mim, fruto de meu solitário amor, alimentado por promessas impensadas, sempre seguidas de meu reflexivo silêncio. Sedutora ilusão. Meus erros, confesso, mesmo estando certo de que não houve tempo suficiente para serem tão decisivos. Nossos erros. Ela expressou todo o amor que não sentia. Eu não expressei nada do que ainda sinto. Sim, nossos erros, minha dor. Parece injusto, não importa, aceito minha sentença sem relutar, confiante que um dia irá passar, como em outros tempos... passou.

Mateus Jeconias
1 compartilhamento

"Me restam as memórias de um pretérito mais que perfeito, já que o nosso amor não pode ser conjugado em outros tempos.

Mateus Jeconias

O que hoje sentes, amanhã será esquecido, e nas memórias distorcidas de sentimentos mal compreendidos, restará a falta de sentido, e desta falta, caracterizar-se-á a necessidade de ressentir o que só existiu em lembranças elaboradas pela frustração de não mais ter. Assim, a partir dessa necessidade, desformulará a realidade e passará a moldar sua percepção de acordo com o anseios de sua carência afetiva e existencial, passando a adequar o objeto de desejo às características de sua própria e original incompletude. A isso chamam amor, e defender sua pureza e incondicionalidade não passa de uma ingênua tentativa de negar suas fraquezas, medos, carências e frustrações.

Mateus Jeconias

Saudade não é só a falta de alguém que está ausente, mas também, a falta da pessoa que somos quando este alguém está presente.

Mateus Jeconias

É fácil ter coragem quando não se tem noção do perigo.

Mateus Jeconias

Se quer ser feliz no amor, siga o seu coração, e não a tradição.

Mateus Jeconias

As mentiras podem revelar a face mais verdadeira de uma pessoa.

Mateus Jeconias
1 compartilhamento

Tenho uma pequena preferência por pesadelos. Bons sonhos são como certas pessoas. Nos fazem bem por um instante, mas nos decepcionam quando acordamos e encaramos a realidade.

Mateus Jeconias
1 compartilhamento

Não importava onde, importava quem. Os piores lugares eram paraísos em sua presença. Onde não havia nada a se fazer, te olhar era suficiente, te ouvir, aprazente, te sentir, sublime. Até que inverdades começaram a castigar a confiança outrora partilhada e a indiferença consequente, incompreendida, desatar facilmente cada laço inocentemente criado. Me vi compelido ao silêncio, e dentro deste, a razão, armada com as mais letais memórias, defendia minha fragilizada integridade, cruelmente atacada pelas mais belas e doces recordações. No fim, uma lição anteriormente aprendida sobrepôs toda e qualquer angústia. Em outros tempos aprendi a não esperar nada das pessoas. Assim, o máximo de dano que elas poderiam me causar, é corresponder às minhas expectativas, ao passo que, na melhor das hipóteses, poderão surpreender, e surpreedendo, qualquer coisa valerá muito a pena.
Apesar dos pesares, há de pesar sobre mim a culpa de quem também causou o mal, não por mal, não por ser mau. Admito minhas fraquezas inerentes a condição humana. Condição esta que me ensinou a não idealizar, mas quando idealizado, fiz valer o que aprendi. Não correspondi as expectativas de quem pensava diferente de mim. Decepcionei.
Em meu silêncio a razão ainda é expressiva, e em meus planos... Não, não quero planos, quero sentimentos. Sentimentos que não se vão tão facilmente como areia arrastada pelo vento. Quero apenas sentimentos, e o resto? É improviso, é espontâneo, é natural, é surpreendente.

Mateus Jeconias
1 compartilhamento

Compreensão é ouvir a verdade que dilacera, sem levar em conta a dor que ela causa.

Mateus Jeconias
1 compartilhamento

O egoísmo é intrínseco a natureza humana. Podemos apunhalar um coração sem compaixão, desde que os olhos da inocente vítima estejam voltados para a direção oposta. Somos deploráveis, manipulados por desejos autônomos. Escravos de nossas vontades, pensamos apenas em nossas satisfações e exigimos que os outros também o façam. A solidão nos faz amar qualquer um, e o medo de sofrer nos faz odiar a todos. Não nos arrependemos de nossos erros enquanto estes não nos fere. Mentiras, traições, humanidade.
Só há arrependimento quando as farsas são descobertas e o sangrar da ferida incomoda os olhos de quem fere. Confesso, não sei perdoar, jamais concedi uma segunda chance, porque se a primeira não fosse acidentalmente desperdiçada, ainda hoje estaria entregue aos braços de uma ilusão.

Mateus Jeconias

Eu só quero não querer o que tanto quero, e esquecer que esquecer uma lembrança forte é a lembrança da qual não quero lembrar, para então esquecer que lembro sem a culpa do querer esquecer o que um dia me fez bem.

Mateus Jeconias

Algumas palavras tem seu preço, mas nenhuma é tão cara quanto o silêncio que sufoca.

Mateus Jeconias