Coleção pessoal de hlgsouza

Encontrados 8 pensamentos na coleção de hlgsouza

Agradeça ao vento, pois sempre que ele te tocar, saberás que é meu beijo a te acalentar.

Humberto Luiz
45 compartilhamentos

Sentimentos

Paixões, Amores, ilusões...
Palavras não os descrevem, o coração sim, sabe tudo que estamos a viver e sentir, sabe porque suspiras e porque sufoca o ar que nos traz a vida, mas só o tempo esclarece, descreve e nos diz realmente o que sentimos.

Humberto Luiz
3 compartilhamentos

Erros!!!

Cheguei a momentos de querer sumir, ou melhor, apagar palavras que disse, atos que cometi.

Impossível!!! Eu sei!!!

Então percebi que sou humano, não sou perfeito e nunca serei.

Erros cometemos, muitos, infelizmente, mas com os erros aprendemos também.

E aprendi

Aprendi que não se repete os erros cometidos, pois se tornaria burrice.

Aprendi que a melhor maneira de se redimir de um erro é assumindo-o.

Aprendi como é amargo o gosto da culpa de ter errado.

Aprendi que ás vezes só o tempo é capaz de curar as feridas deixadas pelos nossos erros.

E aprendi a nunca desistir, errando acertando, mas sempre na tentativa de ser feliz, sempre buscando a felicidade.

Pois meus erros são reflexos das minhas tentativas sem sucesso de tentar ser feliz, te fazer feliz.

Erros estes que se tornam mínimos, pois me encontro na felicidade de estar ao teu lado e de ter teu carinho, que resume no sorriso que desenha no meu rosto toda vez que te encontro.

Humberto Luiz
289 compartilhamentos

AFINIDADE

A afinidade não é o mais brilhante, mas o mais sutil,
delicado e penetrante dos sentimentos.
E o mais independente.
Não importa o tempo, a ausência, os adiamentos,
as distâncias, as impossibilidades.
Quando há afinidade, qualquer reencontro
retoma a relação, o diálogo, a conversa, o afeto
no exato ponto em que foi interrompido.

Afinidade é não haver tempo mediando a vida.
É uma vitória do adivinhado sobre o real.
Do subjetivo para o objetivo.
Do permanente sobre o passageiro.
Do básico sobre o superficial.

Ter afinidade é muito raro.
Mas quando existe não precisa de códigos
verbais para se manifestar.
Existia antes do conhecimento,
irradia durante e permanece depois que
as pessoas deixaram de estar juntas.
O que você tem dificuldade de expressar
a um não afim, sai simples e claro diante
de alguém com quem você tem afinidade.

Afinidade é ficar longe pensando parecido a
respeito dos mesmos fatos que impressionam comovem ou mobilizam.
É ficar conversando sem trocar palavras.
É receber o que vem do outro com aceitação anterior ao entendimento...

Afinidade é sentir com. Nem sentir contra,
nem sentir para, nem sentir por.
Quanta gente ama loucamente,
mas sente contra o ser amado.
Quantos amam e sentem para o ser amado,
não para eles próprios.

Sentir com é não ter necessidade de explicar o que está sentindo.
É olhar e perceber.
É mais calar do que falar, ou, quando falar,
jamais explicar: apenas afirmar.

Afinidade é jamais sentir por.
Quem sente por, confunde afinidade com masoquismo.
Mas quem sente com, avalia sem se contaminar.
Compreende sem ocupar o lugar do outro.
Aceita para poder questionar.
Quem não tem afinidade, questiona por não aceitar.

Afinidade é ter perdas semelhantes e iguais esperanças.
É conversar no silêncio, tanto das possibilidades exercidas,
quanto das impossibilidades vividas.

Afinidade é retomar a relação no ponto em que
parou sem lamentar o tempo de separação.
Porque tempo e separação nunca existiram.
Foram apenas oportunidades dadas (tiradas) pela vida,
para que a maturação comum pudesse se dar.
E para que cada pessoa pudesse e possa ser,
cada vez mais a expressão do outro sob a
forma ampliada do eu individual aprimorado.

Artur da Távola
1.9 mil compartilhamentos

Erros cometidos

Tuas palavras ditas te espancam...
Teus atos cometidos te julgam...
Sinta agora o doce veneno que te sufoca...

Humberto Luiz
12 compartilhamentos

Mamãe falou...

Demorou mas chegou...

Mamãe me disse que um dia isso iria acontecer...

Que quando eu crescer alguém iria querer...

E desse alguém jamais me esquecer...

Mas demorou; Demorou até eu nem mais querer...

Mas ao te ver...

Cheguei ate a estremecer...

Será que vai ser...

Mas sem saber...

Por você cheguei a me derreter...

Mas agora eu sei, q você eu jamais hei de esquecer...

Por isso pra você venho escrever...

Com muito prazer...

E sem nada a perder...

O tanto q gostar de você me faz crescer...

Adoro-te um tantão assim oh...

Humberto Luiz
63 compartilhamentos

Para se roubar um coração

Para se roubar um coração, é preciso que seja com muita habilidade, tem que ser vagarosamente, disfarçadamente, não se chega com ímpeto, não se alcança o coração de alguém com pressa.
Tem que se aproximar com meias palavras, suavemente, apoderar-se dele aos poucos, com cuidado.
Não se pode deixar que percebam que ele será roubado, na verdade, teremos que furtá-lo, docemente.
Conquistar um coração de verdade dá trabalho, requer paciência, é como se fosse tecer uma colcha de retalhos, aplicar uma renda em um vestido, tratar de um jardim, cuidar de uma criança.
É necessário que seja com destreza, com vontade, com encanto, carinho e sinceridade.
Para se conquistar um coração definitivamente tem que ter garra e esperteza, mas não falo dessa esperteza que todos conhecem, falo da esperteza de sentimentos, daquela que existe guardada na alma em todos os momentos.
Quando se deseja realmente conquistar um coração, é preciso que antes já tenhamos conseguido conquistar o nosso, é preciso que ele já tenha sido explorado nos mínimos detalhes, que já se tenha conseguido conhecer cada cantinho, entender cada espaço preenchido e aceitar cada espaço vago.
...e então, quando finalmente esse coração for conquistado, quando tivermos nos apoderado dele, vai existir uma parte de alguém que seguirá conosco.
Uma metade de alguém que será guiada por nós e o nosso coração passará a bater por conta desse outro coração.
Eles sofrerão altos e baixos sim, mas com certeza haverá instantes, milhares de instantes de alegria.
Baterá descompassado muitas vezes e sabe por que?
Faltará a metade dele que ainda não está junto de nós.
Até que um dia, cansado de estar dividido ao meio, esse coração chamará a sua outra parte e alguém por vontade própria, sem que precisemos roubá-la ou furtá-la nos entregará a metade que faltava.
... e é assim que se rouba um coração, fácil não?
Pois é, nós só precisaremos roubar uma metade, a outra virá na nossa mão e ficará detectado um roubo então!
E é só por isso que encontramos tantas pessoas pela vida a fora que dizem que nunca mais conseguiram amar alguém... é simples... é porque elas não possuem mais coração, eles foram roubados, arrancados do seu peito, e somente com um grande amor ela terá um novo coração, afinal de contas, corações são para serem divididos, e com certeza esse grande amor repartirá o dele com você.

Desconhecido
6.2 mil compartilhamentos

Vida

Já perdoei erros quase imperdoáveis,
tentei substituir pessoas insubstituíveis
e esquecer pessoas inesquecíveis.

Já fiz coisas por impulso,
já me decepcionei com pessoas
que eu nunca pensei que iriam me decepcionar,
mas também já decepcionei alguém.

Já abracei pra proteger,
já dei risada quando não podia,
fiz amigos eternos,
e amigos que eu nunca mais vi.

Amei e fui amado,
mas também já fui rejeitado,
fui amado e não amei.

Já gritei e pulei de tanta felicidade,
já vivi de amor e fiz juras eternas,
e quebrei a cara muitas vezes!

Já chorei ouvindo música e vendo fotos,
já liguei só para escutar uma voz,
me apaixonei por um sorriso,
já pensei que fosse morrer de tanta saudade
e tive medo de perder alguém especial (e acabei perdendo).

Mas vivi!
E ainda vivo!
Não passo pela vida.
E você também não deveria passar!

Viva!!

Bom mesmo é ir à luta com determinação,
abraçar a vida com paixão,
perder com classe
e vencer com ousadia,
porque o mundo pertence a quem se atreve
e a vida é muito para ser insignificante.

Augusto Branco
35 mil compartilhamentos