Coleção pessoal de HiddenR0D

1 - 20 do total de 29 pensamentos na coleção de HiddenR0D

⁠.Paginas finais

A espada brilhante
que perfura o meu peito,
o orgulho esquecido
e a morte em meu leito.

Caminho sobre um vale
que um dia já passei,
onde a vida perece,
onde pela eternidade continuarei.

Sentimentos perdidos
que um dia possui,
no abismo da loucura,
onde lá eu escondi.

Acredito que hoje em dia,
minha história foi esquecida,
dos ossos quebrados
a minha carne apodrecida.

Dos tempos que passaram,
minha pureza que fluía,
do coração queimado
a frieza que crescia.

Se um dia eu for lembrado
que as lembranças sejam boas,
pois aonde estou preso
apenas tristeza aqui ressoa.

HiddenR0D

⁠.No lar da escuridão

Nos pântanos malignos
que ressoava uma canção,
pelos pântanos desconhecidos
vivia uma assombração.

Gritos insanos
com urros de apavorar,
chamas demoníacas
com desejo de matar.

Nesses cantos profanados
onde a luz não há de brilhas,
no solo sem vida
onde temem de andar.

Na floresta noturna
criaturas vão surgir,
o mal que estava escondido
foi-se a emergir.

HiddenR0D

⁠.Marionetes de carne

Olhos que não enxergam a verdade,
apenas a ilusão;
que sentem a realidade,
mas fogem sem prontidão.

Mente perturbada,
que visa a fantasia;
com as sombras das pessoas
seu coração se esvazia.

Alma reluzente,
cujo a luz perecerá;
quando provar do gosto negro
sua cor há de mudar.

Cicatrizes esquecidas,
cujo tempo encobriu;
sobre o mar de emoções,
a triste persistiu.

HiddenR0D

.Cthulhu

⁠Sua forma oculta
além da ficção,
surgiu do vazio
antes de toda criação.

Daquele que o conhecem
vieram a temer,
das visões horripilantes
ao desejo de morrer.

Do limbo esquecido
ele é o imperador,
o profeta da verdade,
o chamado da dor.

Das antigas profecias,
das temíveis religiões,
dos cultos mais sombrios
surge o ser sem emoções.

Sua figura conflitante,
intimidadora como a morte,
todos vão temer
do mais fraco ao mais forte.

Deus do caos
que trará destruição,
o que ele deseja
é a purificação.

HiddenR0D

⁠.Arauto da Luz

Anjo caído,
exilado de seu lar;
asas queimadas
com desejo de matar.

Sua graça foi perdida,
cultivou a escuridão;
sua morte foi causada
por sua profanação.

Do anjo que morrera
surge um novo ser;
criado pelas chamas,
uma entidade de poder.

Um novo rei ascende
com gosto por vingança;
por todos inimigos
que vivem de esperança.

HiddenR0D

⁠.Nascimento das cinzas

Chamas azuis
em um passado detestável;
queimaduras eternas
e uma dor insuportável.

Rios vermelhos,
receptor de sofrimento;
uma ira imensurável
que busca esquecimento.

Alma cinzenta
com objetivo de esconder;
algo perigoso,
que permitiu crescer.

Destino incolor,
sombrio e tentador;
trouxe um desejo,
por algo além de dor.

HiddenR0D

⁠.Música da vida

Em uma melodia indecifrável
a vida toca sem parar,
um ritmo repetitivo
que deixei de escutar.

Diante a realidade
ouço outra canção,
proveniente da frieza
de sua criação.

Após o fim da música
o silêncio foi-se a surgir,
uma grande obra-prima
que jamais vai emergir.

HiddenR0D

⁠.Relatos de um morto

Uma sombra me tocou,
meu coração se congelou,
o que um dia possuía,
nada mais me restou.

A frieza em meu sangue,
foi algo a assustar,
meus olhos esperançosos,
foram-se a fechar.

A silhueta da minha alma,
entrou em decomposição,
a luz que eu possuía,
se tornou escuridão.

HiddenR0D

⁠.Tabu das serpentes

Quanto mais eu penso nela,
mais eu a desejo,
de todos pensamentos,
é desse que me protejo.

Dos ideais que abandono,
ascende minha loucura,
o frio que prevalecia,
a chama que tremura.

Insanidade que consome,
sonho que perturba,
do gosto proibido,
sentimento que anula.

HiddenR0D

⁠.Favor impagável

Querida morte,
lhe concedo uma missão;
algo além de caos,
além da destruição.

Traga a luz sagrada,
do fogo ancestral;
o princípio da vida,
o sonho superficial.

Com seu julgamento,
só você pode ajudar;
o conhecimento oculto,
que só você pode ensinar.

Espero encontrar,
a luz na escuridão;
pois meu objetivo,
é crer na redenção.

HiddenR0D

⁠.Maldição dos cegos

Tristeza que fere,
mas por fim se eliminou,
sentimentos destruídos,
minha sanidade retornou.

A fraqueza emergida
se esconde novamente,
uma falha do sistema,
uma falha da minha mente.

A ruptura de meu consciente
foi-se a fechar,
meus pensamentos irrelevantes,
voltaram a clarear.

Do cálice da verdade,
vieram os arrependimentos,
mas com o sabor de morte,
surgiram esquecimentos.

Os acontecimentos
me ensinaram uma lição,
se meus sentimentos voltarem,
causarão desolação.

HiddenR0D

⁠.Lua de sangue
de tamanho esplendor,
muitas lendas possuía,
de medo e terror.

Seu vermelho tentador,
resplandece como a morte,
se um dia eu te alcançar,
saberei que tenho sorte.

A noite em que aparecer
se torna irreal,
pois sua presença
traz a chama infernal.

HiddenR0D

⁠.Fim de uma história

Explicito que no fim,
nunca senti algo assim,
das histórias que escrevi,
que vieram contra mim.

Descartei muitos versos,
atrás de algo além,
fui em busca de sentimentos,
acabei ficando sem.

Nesta ultima estrofe,
uma verdade vou lhe contar,
uma sombra não é nada,
sem a luz para lhe criar.

HiddenR0D

.Lembrete final

Tanta morte em uma vida,
que coração suportará?
do esplendor a tristeza,
sua sanidade romperá.

Seu sangue esfriará,
se continuar a suprimir,
as emoções ocultas,
que não lhe agrada sentir.

Na beira do abismo,
você irá saber
que seu maior erro,
foi não saber como viver.⁠

HiddenR0D

⁠.Pesadelo imutável

A escuridão que puxa
é a solidão que atrai,
o abismo da loucura
é a dor que me distrai.

Dos mares agitados,
das florestas horripilantes,
das sombras desalmadas,
à luzes cintilantes.

Receptores profanados,
que portam uma maldição,
dos sentimentos suprimidos,
surge a depressão.

Olhares de desespero,
esperam o amanhecer,
com a esperança de um dia,
saber como viver.

HiddenR0D

.Criatura sem nome

Criatura sem nome
não conhecia outro ser,
caminhava por um deserto
sem saber o que é viver.

Sobre ossos quebrados
andava lentamente,
muito pouco entendia
o que passava em sua mente.

Dia e noite,
não sabia distinguir,
na ausência emocional,
sem vontade de agir.

Se fosse um ser pensante
notaria a situação,
que por trás dessas ruinas,
uma história de traição.

Os outros que viviam,
deixaram de viver,
a criatura solitária
acabou por esquecer.

HiddenR0D

⁠Idas ao Além
buscando encontrar,
mistérios do universo
que valha a pena desejar.

Pesadelos intrigantes
vieram a surgir,
sonhos do passado
cuja tendência é sumir.

A todos indivíduos
que buscam retaliação,
a verdade é que no fim
não existe salvação.

HiddenR0D

⁠.Ar profano

A todos meus colegas,
eu trago redenção,
do vermelho reluzente,
a purificação.

O batimento em meu peito
se tornou perturbador,
o meu viver
se tornou revelador.

As assombrações
se tornaram reais,
e aqueles viviam
se tornaram espectrais.

As armas que um dia
prometiam trazer dor,
agora seu uso
é um pouco tentador.

Se algo já mudou
eu não sei reconhecer,
o que já possuiu cor
foi-se a perder.

HiddenR0D

⁠.Tentações humanas

Da avareza que se foi
da luxúria que surgiu
da preguiça que prevalece
do orgulho que me fundiu.

A gula fortalece
e a ira só aumenta
a inveja que perece
forma, junto, uma tormenta.

O pecado ancestral
eu fui de cometer
o julgamento breve
há de acontecer.

HiddenR0D

⁠.Aprisionado em um feitiço

As sombras do passado
vieram para cobrar,
o preço de algo
que me fizeram desejar.

As garras do tempo
me puxam para o chão,
o sofrimento eterno
é a minha punição.

O pecado da avareza
cometi sem perceber,
a doença ascendente
o remédio é morrer.

A lança do destino
há de me destroçar,
os erros cometido
irão se apagar.

Novamente eu me vejo
na temida escuridão,
creio que tudo isso
tenha sido ilusão.

HiddenR0D