Coleção pessoal de helenasmoreira

Encontrados 10 pensamentos na coleção de helenasmoreira

Ao retorno do meu lar
Escrevo palavras que não consigo decifrar
Para passar o tempo
E mais rápido eu chegar

Cansada, o corpo moído
Todo dolorido
Quase não consigo pensar
O caminho é longo,
Árduo
Jamais desanimar
Só penso em descansar

Sigo ritmos diferentes
Muito igual
De tanta gente
Nunca esqueço
Que há dois seres a me esperar
Com olhar atento
Aguardando eu retornar

Refazendo minha força
Com sorriso animado
Ainda não consigo gargalhar
Contente fico
A admirar
Os olhinhos que estavam
A me aguardar

Difícil
Uma prosa se formar
Só os gestos de carinho
Consigo demonstrar
Ainda em meio
As respostas
Consigo contornar
O cansaço tão faceiro
Que de leve
Adormece meu olhar
Já não assimilo o meu falar
Desejo o leito me deitar
Largar o corpo
E descansar

Oh cansaço,
Tão cruel!
Ao recostar em meu álveo
Retira-se sem sequer me avisar
E não consigo descansar!

Helena S. Moreira

Antes de acusar precipitadamente, outra pessoa, explore em ti (sem provocações), os limites, as razões e as simples atitudes que o faz lastimar de algum comportamento que te foi oferecido! Então, saberás onde e em quem, realmente esta o erro!

Helena S. Moreira

Áspero amor, violeta coroada de espinhos,
cipoal entre tantas paixões eriçado,
lança das dores, corola da cólera,
por que caminhos e como te dirigiste a minha alma?

Por que precipitaste teu fogo doloroso,
de repente, entre as folhas frias de meu caminho?
Quem te ensinou os passos que até mim te levaram?
Que flor, que pedra, que fumaça mostraram minha morada?

O certo é que tremeu a noite pavorosa,
a aurora encheu todas as taças com seu vinho
e o sol estabeleceu sua presença celeste,

enquanto o cruel amor sem trégua me cercava,
até que lacerando-me com espadas e espinhos
abriu no coração um caminho queimante.

Pablo Neruda
16 compartilhamentos

Inquestionáveis são os bons sentimentos, pois não há do que se perguntar, mas sim, há muito para se apreciar!

Helena S. Moreira

En frente de mi debilidad, a renunciar a miradas nocivas y lleno de disenchantments. Con la ausencia de buenos sentimientos, llenar mi ser en la fuerza y la impostura más bellas de mis emociones, puesto en libertad a todos mi corazón!

Helena S. Moreira

En medio de los errores, desacuerdos y Resbalosa a la mayoría de las personas que te amo, no se olvide la pureza del alma y la serenidad de la que hacen deporte de mi corazón

Helena S.cMoreira

Parmi les erreurs, les désaccords et à Slippery la plupart des gens qui vous aiment, n'oubliez pas de la pureté de l'âme et la sérénité du sport qui font de mon coeur

Helena S. Moreira

Em meio aos enganos, desencontros e até aos deslizes das pessoas que mais amo, não me esqueço da pureza da alma e da serenidade dos carinhos que formulam meu coração.

Helena S. Moreira
17 compartilhamentos

Diante de minha fragilidade, renuncio aos olhares nefastos e cheios de desencantos. À revelia dos bons sentimentos, encho meu ser de força e nas mais belas imposturas das minhas emoções, liberto todo meu coração!

Helena S. Moreira

"Fazer poesia é confessar-se"

José Hidalgo