Coleção pessoal de everybodysangels

Encontrados 10 pensamentos na coleção de everybodysangels

Mesmo quando a vida embaça
É por que foi aquecida...
Mesmo quando o nosso chão escorrega,
Pode ser por causa da limpesa...
Tudo tem o efeito
mas teve primeiro a causa...
Se meu coração tem certeza
è por que ele ouviu a esperança!

Chistal Holly
1 compartilhamento
Tags: www.verdadeseeverdades.blig.ig.com.br

O Amor é o esconderijo da felicidade!

chistal holly

Quando o mundo diz "desista", Deus sussurra "tente mais uma vez".

Desconhecido
32 compartilhamentos

AUSÊNCIA

Por muito tempo achei que a ausência é falta.
E lastimava, ignorante, a falta.
Hoje não a lastimo.
Não há falta na ausência.
A ausência é um estar em mim.
E sinto-a, branca, tão pegada, aconchegada nos meus braços,
que rio e danço e invento exclamações alegres,
porque a ausência, essa ausência assimilada,
ninguém a rouba mais de mim.

Carlos Drummond de Andrade
11 mil compartilhamentos

Definitivo

Definitivo, como tudo o que é simples. Nossa dor não advém das coisas vividas, mas das coisas que foram sonhadas e não se cumpriram.

Sofremos por quê? Porque automaticamente esquecemos o que foi desfrutado e passamos a sofrer pelas nossas projeções irrealizadas, por todas as cidades que gostaríamos de ter conhecido ao lado do nosso amor e não conhecemos, por todos os filhos que gostaríamos de ter tido junto e não tivemos, por todos os shows e livros e silêncios que gostaríamos de ter compartilhado, e não compartilhamos. Por todos os beijos cancelados, pela eternidade.

Sofremos não porque nosso trabalho é desgastante e paga pouco, mas por todas as horas livres que deixamos de ter para ir ao cinema, para conversar com um amigo, para nadar, para namorar.

Sofremos não porque nossa mãe é impaciente conosco, mas por todos os momentos em que poderíamos estar confidenciando a ela nossas mais profundas angústias se ela estivesse interessada em nos compreender.

Sofremos não porque nosso time perdeu, mas pela euforia sufocada.

Sofremos não porque envelhecemos, mas porque o futuro está sendo confiscado de nós, impedindo assim que mil aventuras nos aconteçam, todas aquelas com as quais sonhamos e nunca chegamos a experimentar.

Por que sofremos tanto por amor? O certo seria a gente não sofrer, apenas agradecer por termos conhecido uma pessoa tão bacana, que gerou em nós um sentimento intenso e que nos fez companhia por um tempo razoável, um tempo feliz.

Como aliviar a dor do que não foi vivido? A resposta é simples como um verso: Se iludindo menos e vivendo mais!

A cada dia que vivo, mais me convenço de que o desperdício da vida está no amor que não damos, nas forças que não usamos, na prudência egoísta que nada arrisca, e que, esquivando-se do sofrimento, perdemos também a felicidade.

A dor é inevitável. O sofrimento é opcional...

Martha Medeiros
13 mil compartilhamentos

Certezas

Não quero alguém que morra de amor por mim...

Só preciso de alguém que viva por mim, que queira estar junto de mim, me abraçando.

Não exijo que esse alguém me ame como eu o amo, quero apenas que me ame, não me importando com que intensidade.
Não tenho a pretensão de que todas as pessoas que gosto, gostem de mim...

Nem que eu faça a falta que elas me fazem, o importante pra mim é saber que eu, em algum momento, fui insubstituível...
E que esse momento será inesquecível...

Só quero que meu sentimento seja valorizado.
Quero sempre poder ter um sorriso estampando em meu rosto, mesmo quando a situação não for muito alegre...
E que esse meu sorriso consiga transmitir paz para os que estiverem ao meu redor.

Quero poder fechar meus olhos e imaginar alguém... e poder ter a absoluta certeza de que esse alguém também pensa em mim quando fecha os olhos, que faço falta quando não estou por perto.

Queria ter a certeza de que apesar de minhas renúncias e loucuras, alguém me valoriza pelo que sou, não pelo que tenho...

Que me veja como um ser humano completo, que abusa demais dos bons sentimentos que a vida lhe proporciona, que dê valor ao que realmente importa, que é meu sentimento... e não brinque com ele.

E que esse alguém me peça para que eu nunca mude, para que eu nunca cresça, para que eu seja sempre eu mesmo.

Não quero brigar com o mundo, mas se um dia isso acontecer, quero ter forças suficientes para mostrar a ele que o amor existe...

Que ele é superior ao ódio e ao rancor, e que não existe vitória sem humildade e paz.
Quero poder acreditar que mesmo se hoje eu fracassar, amanhã será outro dia, e se eu não desistir dos meus sonhos e propósitos, talvez obterei êxito e serei plenamente feliz.

Que eu nunca deixe minha esperança ser abalada por palavras pessimistas...
Que a esperança nunca me pareça um NÃO que a gente teima em maquiá-lo de verde e entendê-lo como SIM.

Quero poder ter a liberdade de dizer o que sinto a uma pessoa, de poder dizer a alguém o quanto ele é especial e importante pra mim, sem ter de me preocupar com terceiros... Sem correr o risco de ferir uma ou mais pessoas com esse sentimento.

Quero, um dia, poder dizer às pessoas que nada foi em vão...

Que o amor existe, que vale a pena se doar às amizades a às pessoas, que a vida é bela sim, e que eu sempre dei o melhor de mim... e que valeu a pena.

Adriana Britto
10 mil compartilhamentos

A fidelidade está mais naquilo que posso deixar de fazer do que naquilo que posso fazer

Provérbio popular
16 compartilhamentos

No adultério há pelo menos três pessoas que se enganam.

Carlos Drummond de Andrade
2.6 mil compartilhamentos

Estou cansada! cansada de ter que as vezes ser
o que não sou para agradar as pessoas.
Cansada de sorrir quando sinto uma enorme vontade
de chorar, chorar até extravasar ou secar minhas
lágrimas, que luto para que não inundam o meu rosto.
por achar que não se vale a pena.

cansada de fingir sentir o que não sinto
e tantas vezes fingi apenas para agradar aqueles que,
nunca se importaram em saber se estavam me agradando.
Cansada de dizer palavras sinceras tão sinceras que mesmo
assim foram duvidadas não acreditadas ou simplesmente jogadas
no lixo ou debochadas, acima dessa sinceridade fora massacradas por certos convencimentos, esnobismo e mania de grandeza.

cansada! de ouvir e nunca ser ouvida com
a mesma atenção, com a mesma paciência, na maior boa vontade
que eu, quantas vezes sem que pudessem ver a tristeza que
se estampava em meus olhos por achar que devia ter feito mais ou
quando achava que havia fracassado em ajudar quem tanto precisava
da minha ajuda. para depois ganhar um beijo, o beijo da traição
da falsidade, da mediocridade, o beijo que arde e machuca.

cansada por ter que entender todos em quanto
na primeira oportunidade esse mesmo todo lança um punhal
em minha costas e vara devagar para que entre todo
chegando a perfurar o meu coração sem se importar com a profundidade
do buraco e sorrir depois do estrago sem
dor na consciência se agiu certo ou errado não importa. deixam
o punhal cravado lá para mutilar aos poucos.

cansada! de viver brincando fazendo brotar sorrisos
dos lábios das pessoas ou arrancando boas gargalhadas e ser tachada
de engraçada, sempre com as mãos no coração das pessoas amenizando
a suas dores, fazendo-as esquecer por um momento com esse meu jeito
louco de ser os seus desespero, suas solidão, depressão e fracassos
ou mesmo a dores do amor a dor da rejeição ou a dor da doença.
para depois virem com palavras ásperas. duras, amargas, frias .

cansada de amar superficialmente simplesmente por
achar que o cara é legal, de amar quando se esta longe
quando perto não se sentir nada, e ter que fingir, ou achar que
ama apenas por que o perdeu e vem um sofrimento embutido, que
com o passar dos dias as colas os parafusos começam a se soltar
e pensamos cadê todo aquele amor. não era verdadeiro.
ouve sim varias vezes
que pensei que estava sentindo outra vez o amor, mas não, era
apenas uma ilusão uma paixão que como num passe de mágica acaba
da mesma forma que veio, termina se bem ou acaba-se muito mal
mas... simplesmente acaba.

cansada! de pessoas que não me conhecem não convivem
comigo, nunca me viram, dizer que fiz ou disse isso ou aquilo.
e na hora da satisfação a pessoa simplesmente coloca uma cara de
anjo e tira o corpo fora para não se afogar em suas próprias acusações
sem ter como se defender esquece da educação ou fingi esquecer sem
nem um pedido de desculpas de ambas as partes a que disse a que acreditou.
simplesmente somem e se calam assustadoramente em uma atitude covarde.

cansada de perdoar setenta vezes sete, a cada
tapa que me davam, e a cada perdão na próxima levar um soco
na boca do estomago onde o dia inteiro arrasada a me perguntar
o por que desse soco, é... quando se bate não se sente dor mas prazer
quando eu resolvo revidar com um tapa tão pequeno que perto dos vários socos
era um gesto de carinho , ao me dar conta do que fiz, e pedir não setenta
nem sete vezes mas sim um perdão, simplesmente diziam não
mas dizem para outros jamais a perdoarei o que ela fez não tem perdão.
só eu tenho que perdoar e esquecer tudo, mas... sem
ter o direito de ser perdoada, mesmo assim ainda perdoarei setenta
vezes sete não importa se me perdoaram ou não.

cansada! de acharem que sou metida, que o meu
jeito de ser é forçado mesmo depois de meses virem que não
mudei nem uma virgula, não gosto do meu andar, do meu modo
de falar odeio a minha voz, detesto a cor dos meus olhos e o meu olhar
e mais ainda odeio o jeito de gesticular com as mãos e odeio
quando pego para conversar sério e ser tachada de inteligente
esses complementos odiosos me deram muitos traumas, e afastamentos
de amigas que eu adorava e que pensava que sentiam o mesmo por mim.

cansada de ser condenadas por amigas que costumam
dar em cima de namorados das próprias amigas e acharem que
farei o mesmo com elas, engraçado mesmo na idade em que
estou as novinhas eram para ser mais elas, não deviam se importar
comigo, não deviam se importar por um abraço inocente, que me dão
e acabam achando que estou gostando e que darei em cima,
simplesmente somem, é digno de dar risadas eu sou realmente sei lá
acho que era desbocada, brincalhona esse meu jeito não me faz
desrespeitar tanto elas quanto eles, e nem ser vulgar a esse ponto. não me interessa pegar o que é dos outros. sexo sem amor !!! pode ser decepcionante, alem do que para isso não precisa ser namorado de "amigas" sexo acha-se em qual quer lugar a qual quer hora.

cansada da vida meu Deus como estou cansada!
se eu soubesse que iria para um lugar de paz para descansar
minha alma, eu arrancaria violentamente a minha vida.
mas sei que se fizer isso nunca teria paz e não estou disposta
a ficar vagando nesse mundo que para mim não é mundo mas sim um
verdadeiro inferno, quero me encontrar sim com todas essas pessoas
que me tornam o fardo de viver muito pesado em algum lugar,
peço todos os dias a Deus
que seja rápido o meu fim, e quando chegar essa hora
que seja como uma brisa leve suave que passa rapidamente.

E que não demore a chegar não terei nada a perder
Não agüento mais levar essa cruz, sei que o meu dia
esta escrito as vezes penso se essa data não podia ser
antecipada, sinto em meus olhos uma tristeza muito grande
não só em meus olhos mas também dentro de mim, mas seguro
a minhas lágrimas que mantenho boiando em meus olhos quando
sinto que esta para cair eu simplesmente as seguro com os dedos
A muito não choro, não quero chorar, mas o dia que meu corpo
repousar para todo o sempre, deixarei que minha alma chore
e derrame todas as lágrimas que segurei mas todas essas lágrimas
que escorrerão como a uma fina cachoeira irá chorar de felicidade.

marylife
118 compartilhamentos

Já escondi um amor com medo de perdê-lo, já perdi um amor por escondê-lo.
Já segurei nas mãos de alguém por medo, já tive tanto medo, ao ponto de nem sentir minhas mãos.
Já expulsei pessoas que amava de minha vida, já me arrependi por isso.
Já passei noites chorando até pegar no sono, já fui dormir tão feliz, ao ponto de nem conseguir fechar os olhos.
Já acreditei em amores perfeitos, já descobri que eles não existem.
Já amei pessoas que me decepcionaram, já decepcionei pessoas que me amaram.
Já passei horas na frente do espelho tentando descobrir quem sou, já tive tanta certeza de mim, ao ponto de querer sumir.
Já menti e me arrependi depois, já falei a verdade e também me arrependi.
Já fingi não dar importância às pessoas que amava, para mais tarde chorar quieta em meu canto.
Já sorri chorando lágrimas de tristeza, já chorei de tanto rir.
Já acreditei em pessoas que não valiam a pena, já deixei de acreditar nas que realmente valiam.
Já tive crises de riso quando não podia.
Já quebrei pratos, copos e vasos, de raiva.
Já senti muita falta de alguém, mas nunca lhe disse.
Já gritei quando deveria calar, já calei quando deveria gritar.
Muitas vezes deixei de falar o que penso para agradar uns, outras vezes falei o que não pensava para magoar outros.
Já fingi ser o que não sou para agradar uns, já fingi ser o que não sou para desagradar outros.
Já contei piadas e mais piadas sem graça, apenas para ver um amigo feliz.
Já inventei histórias com final feliz para dar esperança a quem precisava.
Já sonhei demais, ao ponto de confundir com a realidade... Já tive medo do escuro, hoje no escuro "me acho, me agacho, fico ali".
Já cai inúmeras vezes achando que não iria me reerguer, já me reergui inúmeras vezes achando que não cairia mais.
Já liguei para quem não queria apenas para não ligar para quem realmente queria.
Já corri atrás de um carro, por ele levar embora, quem eu amava.
Já chamei pela mamãe no meio da noite fugindo de um pesadelo. Mas ela não apareceu e foi um pesadelo maior ainda.
Já chamei pessoas próximas de "amigo" e descobri que não eram... Algumas pessoas, nunca precisei chamar de nada e sempre foram e serão especiais para mim.
Não me deem fórmulas certas, porque eu não espero acertar sempre.
Não me mostre o que esperam de mim, porque vou seguir meu coração!
Não me façam ser o que não sou, não me convidem a ser igual, porque sinceramente sou diferente!
Não sei amar pela metade, não sei viver de mentiras, não sei voar com os pés no chão.
Sou sempre eu mesma, mas com certeza não serei a mesma pra sempre!
Gosto dos venenos mais lentos, das bebidas mais amargas, das drogas mais poderosas, das ideias mais insanas, dos pensamentos mais complexos, dos sentimentos mais fortes.
Tenho um apetite voraz e os delírios mais loucos.
Você pode até me empurrar de um penhasco que eu vou dizer:
- E daí? EU ADORO VOAR!

Desconhecido
12 mil compartilhamentos