Coleção pessoal de edney_valentim_araujo

1 - 20 do total de 426 pensamentos na coleção de edney_valentim_araujo

⁠Infindo

Sinto essa saudada
Da metade do todo
Que sou com você.
.
Vivo agora
“O tudo” que me restou
Desse adeus...
.
Onde vou?
Nesse corpo perdido
Sem teu amor...
.
Na beleza da flor,
O perfume do amor...
Ou o espinho da dor?
.
Vou pro meu mundo
Onde vivo perdido
No meu infindo amor.
.
Edney Valentim Araújo
1994...

Edney Valentim Araújo

⁠Não deixo
.
Quando ela chega,
Sei que vem pra ficar...
Manda embora a saudade
Que me tinha sem lugar.
.
E me traz dela
A minha metade
Que sempre vai
Onde ela está...
.
Nada digo no silêncio
Em que me vejo em teu olhar...
Sabe o tempo que me trouxe
Que não deixo de te amar.
.
Edney Valentim Araújo
1994...

Edney Valentim Araújo

⁠Sem pudor
.
Encontrei o meu sossego
No calor do teu amor.
Não me deixe teus abraços,
Venha a mim como se encontra
Seja agora e como for...
.
Não há beleza noutra flor
Que me traga teu perfume
E a flagrância deste amor.
Seja bela esta fera
Que me fere sem pudor.
.
Cai as pétalas desnuda nesse tempo
Que não tira meu intento
De me aquecer no teu calor.
Sou dela hoje e sempre
Pra viver o nosso amor.
.
Edney Valentim Araújo
1994...

Edney Valentim Araújo

⁠Transbordo
.
Um dia e outro dia vem
Quando a ela me entrego de amor...
Minutos, segundos e horas
Eu conto pra ter seu amor.

Se me faltasse dela esse amor,
A quem eu daria esse corpo?
Se a ela entreguei o coração
Com todo o meu amor...

Me falta juízo e um pouco perdido
Caminho meus passos,
Se perco tuas mãos
Neste enlaço...
.
Nada te falo se não num sorriso
Nesse meu mundo perdido
De amor e embaraço escondido.
Por ela eu encontro meu riso.
.
Se te amasse um pouco menos
Do muito que te tenho em mim,
Ainda teria transbordo desse amor
Para um amor tão infindo.
.
Edney Valentim Araújo
1994...

Edney Valentim Araújo

⁠Entrego
.
Onde vão meus pensamentos
Quando o brilho das estrelas
Faz transbordar de emoção
O amor que está no coração?
.
Se penso nela como está,
Por onde anda a minha amada,
Vejo o céu me rebatando
No cortejo deste amor.
.
E na beleza de uma flor
Em que revivo ter você,
Nada faço mais saber
De que me entrego ao teu amor.
.
Edney Valentim Araújo
1994...

Edney Valentim Araújo

⁠Eu morreria

Morreria eu...
Antes de morrer o meu amor por ti.
Queria eu que a eternidade deste amor
Não fosse um pouco, e mais um pouco desta dor.

Onde vai o brilho das estrelas
Quando chega a luz do dia sem você aqui?
Não me leva aos teus sonhos
E te afasta dos sonhos meus...

Edney Valentim Araújo
1994...

Edney Valentim Araújo

⁠Te darei
.
Fiz do tempo o que ele é,
Um instante de momento
Pra mim e pra você...
Onde o tempo para
Nesse eterno sentimento
Que é o amor.
.
Se me fosse mais que uma gota no oceano,
Ou mesmo toda água que preenche todo mar,
Ainda assim, me seria tão pequeno esse amor...
Por quanto em todo tempo
Secam-se as águas do oceano
Evaporando todo amor que nele há.
.
Já não há o amanhã
Se eu não vivo o hoje
Pra te amar por mais um dia,
Mas se a ti eu me entreguei
No ontem que te amei
Vivo agora o amor que sempre ei de dar-te.
.
Edney Valentim Araújo
1994...

Edney Valentim Araújo

⁠Se renova
.
Ventos que um dia
Trouxe a mim
Aquela flor
.
Entorpeceu-me de um perfume
Que é a essência do amor,
.
A minh’alma transparente
Se encheu das cores desta flor
Que de dois em um nos transformou.
.
Já não é mais desbotado
O coração que a ti se entregou.
.
A minh’alma se renova
A cada instante
Pra esse amor...
.
Edney Valentim Araújo
1994...

Edney Valentim Araújo

⁠Ardor
.
Tenho nela
E a distância
O alimento deste ardor,
Sou dela nesse fogo
Em que flameja o nosso amor.
Quantos dias eu tiver
Sejam eles para ti,
Que de mim não se apartou
Nem me negaste teu amor.
Se com toda essa saudade
Me achego a ti no meu ardor,
Me transbordas o teu afago
Para viver o nosso amor.
.
Edney Valentim Araújo
1994...

Edney Valentim Araújo

⁠Monologo
.
Se me fosse meu o teu amor
Não me haveria assim
Tamanha dor,
.
De não ter a quem eu amo
E me lhe entregar
A esse amor.
.
O meu prologo de dor,
Que de mim se apoderou,
Não minorou o meu amor.
.
Só aumentou a minha voz
No ecoo forte do silêncio
Em que lhe entrego o monólogo deste amor.
.
Edney Valentim Araújo
1994...

Edney Valentim Araújo

⁠Você
.
Me vejo assim feito menino
Que encontrei no meu caminho
Seu o amor para crescer,
E se me fosse a vida
Só um instante em que te vejo
Eu já teria nela mil motivos para viver...
.
Todo presente que eu desejo
É um dia após o outo com você,
E se um pedido eu fizesse
Seria ele
Que não me deixe te perder...
.
A vida passa
E eu busco nela o meu viver,
Eu só encontro nela vida
Quando estou perto de você...
.
Edney Valentim Araújo
1994...

Edney Valentim Araújo

⁠Caminho
.
Colho flores no caminho
Que me é o teu carinho
E não me deixa andar sozinho,
O teu perfume
É a flagrância desse amor
Que me entrega a ti
Pra ir contigo por onde for...
.
Que seja longo esse caminho
Onde eu não ande mais sozinho
E não me perca desse amo...
O teu perfume enlaçou o meu destino
Pra nos dar um só caminho
E caminhar pra um só lugar, o amor.
.
Edney Valentim Araújo
1994...

Edney Valentim Araújo

⁠Viva ela
.
Que saudade eu tenho
Nesse dia vagaroso
De correr para os braços
Da amada que me espera.
.
Nada quero mais do dia
Que me venha noite bela
Sempre que ao repouso
Eu me encontro aos seios dela.
.
Pare o tempo de passar
Quando estou com meu amor
Para me aquecer no seu calor.
Via ela, viva eu...
.
E para sempre
Viva o nosso amor.
.
Edney Valentim Araújo
1994...

Edney Valentim Araújo

⁠Solstício
.
Quero o doce dos teus beijos
E sempre estar em suas mãos...
Minha vida e sua vida
Presos num só coração.
.
Sou dela um tempo
E outro tempo
A todo o tempo
Que o tempo nos concede...
.
Menininha pequenina
Que me enche de paixão...
É moça que me encanta
E mora no meu coração.
.
Ela é a minha primavera
Em qualquer das estações,
Me aquece com teu corpo
Igual solstício de verão...
.
Edney Valentim Araújo
1994...

Edney Valentim Araújo

⁠De Maria
.
Há! Quanta alegria
Eu nos braços de Maria,
Esse amarelo pôr do sol
Que me brilha a cada dia
.
Vejo aos olhos seus segredos
Que me ocultas por inteiro,
Falo dela o dia inteiro
Até que me cale com seus beijos.
.
Há! Quanta alegria
Eu sou todo de Maria...
.
Edney Valentim Araújo
1994...

Edney Valentim Araújo

⁠Eu amaria
.
Se dela eu fosse, eu a amaria...
Da meia noite ao meio dia
Eu amaria à Maria.
E como eu a amaria...
A ela eu me daria
E à Maria eu amaria.
No calor de um abraço
Ao sussurro ao pé do ouvido,
Se dela eu fosse, eu a amaria.
À Maria eu amaria...
.
Edney Valentim Araújo
1994...

Edney Valentim Araújo

⁠Púrpura
.
Ela tem esse jeitinho
Meia moça e tão menina,
Tão fogosa e tão quietinha
Que me gela até a espinha.
.
É fogo puro e brasa viva
Que me prende e me enfeitiça
Com paixão que me atiça...
Ela é minha ametista.
.
Meia púrpura, meio dura
Que me prende e me segura
Nesse amor que a vida dura.
Ela é moça e mocinha.
.
Edney Valentim Araújo
1994...

Edney Valentim Araújo

⁠Peso
.
Deixei lá fora quem chora
Para sorrir aqui dentro.
Quem sabe?
Ser feliz um instante,
Com quem me estejas presente.
.
Ah! Se o amor tivesse um tempo.
Que fosse contado ou corrente,
Eu saberia dizer-te
O quanto te quero
Por todo esse tempo.
.
Sem peso,
Sem tempo,
E medida,
Te quero por todo o tempo
E cada momento.
.
Edney Valentim Araújo
1994...

Edney Valentim Araújo

⁠Perdidos
.
Quis o destino que nos fosse assim,
Eu pra você e você sem mim...
Fosse a nós dois esse amor
Que só quis a mim,
Eu me encontraria em ti
Como moras em mim...
.
Aqui dentro
Eu me dou inteiro a você,
Fora do teu coração
Eu sou peregrino
Nessa terra
Que se chama solidão...
.
Mas o vento que toca teu corpo
É o mesmo suspiro
Que te me entregas
Os amores perdidos...
Sou todo teu
Nos teus sonhos bem vindos.
.
Edney Valentim Araújo
1994...

Edney Valentim Araújo

⁠Meu amor
.
Eu a chamo de “meu amor”...
Porque ela é o meu amor
E será amada como for.
Se por mim, e só por mim,
Será ela o meu amor...
.
Se por mim e quem mais for
Ainda assim, será ela o meu amor...
Mesmo que me seja amor e dor,
Chama-la-ei de “meu amor”...

Edney Valentim Araújo
1994...

Edney Valentim Araújo