Coleção pessoal de demetriosena

1 - 20 do total de 1634 pensamentos na coleção de demetriosena

AMOR INCONFESSÁVEL

Demétrio Sena, Magé – RJ.

Subfalo do amor inconfessável
num silêncio de voz subliminar,
tenho medo e por isto subcalo
tudo em mim que flutua sobre nós...
Relutando em meu ser te subquero
com a força incontida que contenho,
subespero a resposta que não há
e me fecho na minha subvida...
Meu amor se acomoda em subter
teu olhar de viés e sub afeto,
veto exposto num tom de permissão...
Subfujo em usar subterfúgios
nas paixões onde penso achar exílios
ou refúgios nos quais me sub oculto...


ABRAÇADO À SOLIDÃO

Demétrio Sena, Magé – RJ.

É assim que te amo; sem ação;
deixo minhas palavras ancoradas,
pois o meu coração é cais distante
onde guardo incertezas e temores...
Eu te quero com tanto não querer,
sonho tanto e com tanto não dormir,
que nem sinto sentir essa mordaça
em meus lábios; na língua dos meus olhos...
Estou sempre abraçado à solidão
deste amor cujo eco não existe;
só a triste mudez correspondida...
Sendo assim que te amo sou segredo
que a coragem do medo perpetua
sob a lua de nossa improbidade...

Demétrio Sena, Magé - RJ.
1 compartilhamento

DEPOIS DE TI

Demétrio Sena, Magé – RJ.

O que sobra de mim depois de ti
são meus olhos perdidos no infinito;
é um grito afogado no silêncio
da saudade nutrida por lembranças...
Sobram dias eternos; noites gastas,
uma treva no rumo pro futuro,
há um muro que nunca transporei
pra saber o que ainda nos cabia...
Foste o sonho de nada me faltar,
meu altar de certezas afetivas,
um ebó de alegria e gratidão...
Falta chão, sobram vagas e desertos
sem oásis de sonhos e quimeras;
não existe depois, depois de ti...

Demétrio Sena, Magé - RJ.

INCLUSÕES INESPERADAS

Demétrio Sena, Magé - RJ.

Enjoei de ser tratado como o bom e famoso "também". Aquele que "também" pode ir... "também" será bem-vindo ou está convidado. "Também" é muito especial e por aí afora. Não me digam mais que "também" sou importante ou talentoso, "também" fiz falta e "também" consigo, porque "também" tenho meu valor.
Nunca mais me mostrem o que não mostrariam se eu não chegasse justo quando estão mostrando a outro. Nem me contem o que jamais contariam, se eu não estivesse ali, colado inadvertidamente no protagonista da conversa. Muito menos me convidem para o que não convidariam, se eu não flagrasse o convite na hora H. Nem me elogiem sem graça, porque ouvi o elogio que foi feito ao outro.
Também; né? Quem me mandou ser a própria expressão do "também" estou aqui, do "também" quero e "também" sou? Tenho, definitivamente, que deixar de surgir na hora errada ou estar no lugar também errado, quando alguém visto como mais viável recebe louros, convites e apupos de um conhecido, quiçá de um afeto em comum. Aí a pessoa se desconserta, se recompõe, disfarça e diz, por uma gentileza torta: Olha; você "também"; tá?
Ninguém se sinta mais flagrado pela minha chegada... ou estada. Nem se obrigue a dizer que eu "também". Sequer abra as aspas, para não ter que fechá-las de forma tão constrangedora para mim. Dispenso a simpatia dessa expressão inequívoca da exclusão aveludada; carinhosa, mesmo, para ser bem justo e não ingrato.
Ser excluído pura e simplesmente, sem nenhum contorno e com todas as franquezas e perniciosidades da exclusão, acreditem: soa bem melhor do que ser "também" incluído, no contexto piedoso, forçado e desconsertante dessa inclusão inesperada e de última hora.

Demétrio Sena, Magé - RJ.
1 compartilhamento

RIBALTA SOCIAL

Demétrio Sena, Magé – RJ.

Todo mundo está certo neste meio;
fartam egos, razões, donos de si;
faltam freio, bom senso, raciocínio
e verdades expostas de verdade...
Todos têm sua pedra sempre à mão,
sua causa mais justa que a do outro,
seu sermão inflamado e sua ira
sobre todas as iras ao redor...
Não se ouve pedidos de perdão,
há perdões espinhosos, vingativos
à espera da mão de quem se renda...
Só existem juízes, nenhum réu
neste céu infernal de santos sonsos;
somos todos heróis nesta comédia...

Demétrio Sena, Magé - RJ.

REFLEXÕES INTERPESSOAIS

Demétrio Sena, Magé - RJ.

A resposta convincente é sim ou não. Silêncios, talvezes e tangentes não servem como afirmações adjuntas para quem espera definições seguras. Utilizar esses recursos intermediários é covardia de quem quer dizer não, mas de uma forma que lhe permita dizer que não o fez, quando já for desnecessário dizer sim.
...

Eu queria um país laico; livre. Sem chibatas religiosas ou troncos denominacionais. Nem senhores, capitães do mato, feitores e traficantes da fé.
...

Birra não é sinônimo de personalidade forte nem frieza significa equilíbrio.
...

Tenho cara de bobo... mas quem acha que sou mesmo bobo, está completamente certo.
...

Não dê ao mau pagador que lhe deve pouco, a chance de além de não lhe pagar, dar explicações que aliviem a própria consciência e façam pesar a sua. Dê a si mesmo a chance de puni-lo com seu silêncio acusador e indefensável. Sobretudo, presenteie-se com a certeza de que esse, nunca mais o incomodará.

Demétrio Sena, Magé - RJ.
1 compartilhamento

PECADO SACROSSANTO

Demétrio Sena, Magé – RJ.

Foste minha versão de afeto extremo
sem extremos dos quais me arrepender,
nau e remo num mar de calmarias
anti-ouvidos, olhares e suspeitas...
Minha cega esperança em colo amigo,
confiança irrestrita e desarmada,
meu antigo segredo sempre novo;
emoção que o silêncio manteria...
Um ingênuo pecado sacrossanto
entre gestos contidos, conscientes
das correntes e cercas abstratas...
Eras minha saudade do futuro
em um porto seguro que não tive,
mesmo assim ancorei minha ilusão...

Demétrio Sena, Magé - RJ.

AFETO OCULTO

Demétrio Sena, Magé – RJ.

Gosto mais de você do que é certo,
mas guardei o gostar só para mim,
no deserto insondável do meu eu
lá no fim do sentido que não faz...
Fecho a dor, é preciso me trancar
pra manter o placebo da presença;
ter o ar que você também respira
e jamais lhe perder pra seus temores...
Não me deixo legível pra você,
quando alguma oração me denuncia
numa linha facial descuidada...
Gosto mais de saber que não lhe tenho,
mas manter meu engenho de quimera,
do que nem lhe sentir ao meu redor...

Demétrio Sena, Magé - RJ.

IDENTIDADE

Demétrio Sena, Magé - RJ.

Mostre a cara, seu rosto não me basta,
porque rosto é fachada; fantasia;
é a pasta que oculta o seu arquivo
de verdades que o mundo quer saber...
Lá no fundo está sua identidade,
torne-a viva no espelho de seus atos,
no caminho escolhido pelos sonhos
e nos tratos diários com a vida...
Deixe os olhos falarem de su´alma,
seu avesso é que veste seu caráter,
é a palma da mão para se ler...
Sua história está dentro dessa capa;
não há napa que possa disfarçar
um estofo que os ratos corroeram...

Demétrio Sena, Magé - RJ.

DEUS

Demétrio Sena, Magé – RJ.

Para mim Deus é algo
insondável; misterioso; além...
Algo; não alguém.

Demétrio Sena, Magé - RJ.

CURTO E GROSSO

Demétrio Sena, Magé – RJ.

Para não me ligar,
nem me plugue.
Se não vai me prender,
não me cace;
não me julgue.
Ou não vai me pastar,
sequer cheire;
sequer sugue.
Se não for me gastar,
nem me use;
não enrugue.
Você nem me molhou,
não espume;
não enxágue;
não enxugue.
Se não vai me comprar...
não me alugue.

Demétrio Sena, Magé - RJ.

FORMAS E FÔRMAS DE APRENDER

Demétrio Sena, Magé – RJ.

As crianças amadurecem brincando; sendo alegres; fazendo aquilo que lhes apraz. Admirando a leveza de seres e coisas. Apreciando os desempenhos fáceis; as soluções simples. Quando crescem um pouco, passam a ser assediadas pelos discursos de que só o sofrimento amadurece. Tão só a dor ensina. Só os percalços as tornarão fortes e as providências burocráticas resolverão a contento suas futuras pendências.
É bem verdade que o sofrimento, as dores e os percalços podem amadurecer, ensinar e fortalecer as pessoas, mas isso não é obrigatório. Muita gente sofre os diabos e continua imatura. Tem dores inimagináveis e não aprende nada. Enfrenta os mais duros percalços e continua fraca; em todos os sentidos. Ao mesmo tempo muita gente vive bem, com poucos problemas, quase não convive com dores, tem poucos percalços e mesmo assim amadurece, aprende, se torna forte. São pessoas que sabem aprender. Que observam a vida, o mundo e o sofrimento alheio. Foram ensinadas, quando crianças e adolescentes, a não ser egoístas; pensar no próximo; amar e fazer o bem; respeitar diferenças, escolhas e orientações pessoais... simplificar o que pode, para o mundo ficar mais leve.
Há formas e fôrmas de aprender. De fazer o melhor e o pior das vivências; dos ensinamentos que se recebe da vida e dos mais experientes. Ninguém há de sofrer por escolha própria, chamar para si as dores e as intempéries, para tão somente aprender e se tornar um bom ser humano. Tornar as coisas complexas, burocráticas e difíceis para só aí valorizá-las é estupidez. Já existe muito sofrimento em derredor. Muita gente que precisa de ajuda e de conselhos; de compreensão e solidariedade. De facilidades possíveis às relações interpessoais e resoluções de problemas. Podemos aprender muito, e crescer infinitamente, fazendo algo pelo próximo. Isso é bom para ele, para nós, porque soma na construção de um mundo melhor. Uma sociedade mais justa; igualitária; mais próxima do ideal.
Chavões não podem mudar o mundo. Atitudes podem. Os discursos valem bem pouco. Inclusive o discurso que os seus olhos percorrem neste momento, se não existir ação. Se nenhuma intenção real de seguir as próprias admoestações acompanhar o discurso e, se tudo for transformado em equações complexas propositais. A sociedade já está (in)devidamente cheia de arrogância, hipocrisia e má vontade.

Demétrio Sena, Magé - RJ.
1 compartilhamento

EFEITO SOLIDÃO

Demétrio Sena, Magé – RJ.

Sempre
quis
um
pra
sempre
com
alguém.
nunca
mais
direi
um
nunca
mais
pra
mais
ninguém.

Demétrio Sena, Magé - RJ.

PARA NOVAS SAUDADES

Demétrio Sena, Magé – RJ.

Outra peça de amor será bem vinda
numa vida que agora está vazia;
uma farsa bem doce, aconchegante,
fantasia de todos os desvelos...
Outro alguém pra fingir que bem me quer,
ser capaz de qualquer desdobramento
pra sarar minhas mágoas com carícias;
bons momentos de falsa eternidade...
Já me cansam sinceros bons humores,
os amores azedos de franqueza
de quem faz o dueto ser duelo...
Quero a luz da ribalta passional;
emoções, alegrias de festim,
mais um fim de saudosas ilusões...

Demétrio Sena, Magé - RJ.

CO-SENTIMENTOS

Demétrio Sena, Magé – RJ.

Alegria é o estado
instintivo; emocional...
felicidade, a capital.

Demétrio Sena, Magé - RJ.

VERSOS ANTI-DIDÁTICOS

Demétrio Sena, Magé – RJ.

Não corrija meus poemas,
pois não dou consentimento...
Não existe professor
de alegria; sonho; dor;
saudade; amor; pensamento (...).

Demétrio Sena, Magé - RJ.

LIRA FUGAZ

Demétrio Sena, Magé – RJ.

Dei amor sem amar; isso teve o seu preço;
entreguei um vazio que forjou essência;
tive tua fé cega num guia de gesso,
pela funda ilusão de vencer a carência...

O que fui para ti foi um caso de urgência;
fui ficando, e depois, me tornei endereço;
me deixei dominar ou cedi à dormência
e meu fundo sem alma se deixou do avesso...

Dei assim, sem doar, o melhor dos empenhos;
os carinhos e beijos foram meus engenhos
de levar uma vida que julguei a dois...

Mesmo assim fui sincero na minha mentira,
na canção passageira da qual foste lira,
mas mostrou, desde antes, não haver depois...

Demétrio Sena, Magé - RJ.

QUESTÃO DE CARÁTER

Demétrio Sena, Magé – RJ.

Alguns desejos perniciosos não atendem à demanda humana de caráter. Nestes casos, o que determina o caráter é o que a pessoa faz do que sente. Em outras palavras, é a escolha entre ser a própria vítima ou fazer vítimas dos próprios desejos.

Demétrio Sena, Magé - RJ.

PARA ME REPOR

Demétrio Sena, Magé - RJ.

Quero ver traços leves e bem resolvidos,
ter assuntos fluentes para trocas fáceis,
dar ouvidos a olhos que deságuam sonhos
em um mar generoso de razões expostas...
Vou em busca de gente que a rua produz,
pra colher a magia do seu bom humor,
não ter peso de cruz pra merecer meus passos
nem calar o que sou para provar meu ser...
Hoje sei que lá fora está dentro de mim,
sairei pra dar fim ao sem fim desta sombra
que suprime a passagem pro dia seguinte...
Aqui dentro está fora de qualquer verdade,
levo toda vontade que ainda me resta,
para ver se reponho minh´alma em meu corpo...

Demétrio Sena, Magé - RJ.

DEDO EXTRA

Demétrio Sena, Magé - RJ.

Estou passando por uma... frase difícil. Mas confio no texto de minha vida. Manterei o controle desta história, porque a caneta é minha. É um membro do meu ser... meu dedo existencial. Nada vai amputá-lo de quem sou.

Demétrio Sena, Magé - RJ.

DE GRAÇA

Demétrio Sena, Magé - RJ.

Quem achar que me usa, comprou algo errado,
e não sou esse algo, pois não me vendi,
se me dei foi de graça e de afeto sincero
num agrado espontâneo do meu coração...
Como não me vendi, não sou algo de alguém,
me retomo e reponho meu eu no lugar,
pelo bem do sentido que agora não faz
pro meu dom de me amar como a quem faça jus...
Ao achar que me usa, quem achou se perde,
pois me perde no vácuo dessa pretensão,
retenção não combina com laços humanos...
E se não me vendi, não sou algo e sim quem,
vou em busca de alguém que me ache aqui dentro,
que me leve de graça e veja graça em mim...

Demétrio Sena, Magé - RJ.