Coleção pessoal de DeboraBrun

Encontrados 3 pensamentos na coleção de DeboraBrun

Indiferente como a uma lembrança esquecível, das que ao recordarmos nem temos certeza se foi ou não real. Das coisas que apagaríamos da memória se existisse tal possibilidade. E nem faria falta. Algumas palavras e a distância de uma conexão ruim é vencida. Frente a frente, a tela do computador não mais nos esconde. Não há mentiras e as que foram contadas são agora descobertas. Fomos sinceros. É certo, nos descrevemos um pouco mais bonitos do que realmente somos, mas todo mundo faz isso. Prefiro dar o nome de autoestima elevada. Tão curto quanto esse texto. Tão rápido quanto o ato. Tão perigoso quanto a clareira onde nos enfiamos. Tão estranho quanto a volta pra casa. Sem assunto. Sem palavras. Sem intimidade. Continuávamos sendo dois estranhos. Estranhos que tinham sido por alguns instantes um do outro. Mas não marcaram um ao outro.

Débora Brun
1 compartilhamento

Mas...
...trocaram olhares.
...sorriu pra ele.
...fez charme.
...aceitou o drink.
...usava saia curta e decote.
...andava sozinha.
...não pediu pra parar.
...estava bêbada.
...ela provocou.
Sem "mas".

Débora Brun
1 compartilhamento
Tags: mulher violência

O olhar congelante de quem há tempos perdeu o coração. Talvez roubado, talvez doado, talvez devorado pelos carentes de sensibilidade. As imponentes asas negras em movimentos sincronizados deixavam mais frio o meu quarto. Encontro a paz, que não veio acompanhada da luz que imaginei. A escuridão não amedronta, você me protege. Devia estar apavorada, ao contrário, corro para os seus braços e me acho em ti. Anjo da morte, onde esteve todo esse tempo? Esperava sem me dar conta. Precisava sem nunca ter sentido falta. Fica, ou me leva contigo. Não sofrerei. O sofrimento é a vida e você minha cura.

Débora Brun
1 compartilhamento