Coleção pessoal de danillocossani

Encontrados 12 pensamentos na coleção de danillocossani

⁠Somos filhos da fé, quando a estrela brilhar nós iremos reinar.

Danillo Cossani

O poder da fé, do amor e do perdão Encandeia no teu coração!⁠

Danillo Cossani

A lágrima não cai em vão. Você pode até chorar, mas vai aprender que a dor não é pra sempre.⁠

Danillo Cossani

⁠Ainda que o sol não pudesse aquecer, ainda que a chuva não fosse molhar, o amor nasceria com a força do ser e se espalharia além do amar.

Danillo Cossani

⁠Eu despertei pra falar do amor que existe.

Danillo Cossani

Por Sentir

Esse sentimento que se sente
Assim sem perceber.
É quase uma vontade,
Quase um não querer.

Não cabe na coragem
Tão pouco em ser cobarde.
Nele nada se espera,
Também não desespera.

Nele há um “Q” de medo
Quiçá ser temerário,
Um leve desamparo,
Na alma um abraço.

Quem lho buscar no hoje
Alcançará no amanhã.
Aquele que vestir-se disso
Sentir-se-á despido.

Não há mesmo o que sentir
De tanto que se sente.
E de tentar dizer-lhe o nome
Treme a língua,
Morre a trama.

Danillo Cossani
1 compartilhamento
Tags: sentir sentimento

O intento é em si o caminho já percorrido, sem que se tenha dado os passos!

Danillo Cossani
1 compartilhamento
Tags: caminho intento

O corpo está virado para o lado de cima.
Está virado, está virado
Parado.
Quase nunca move a estrela que mira.
Fita o céu, fita o mundo
Com olhar moribundo e seco.
Perversa imensidão seduz o corpo.
Carrega nos braços, como mãe despreocupada.
Ai de ti noite,
Aí vem o sol...
Trará passaros alvejantes,
Nuvens correrão desde os montes
Ao rasgar do que se tinha antes.

Ai de ti dia, ai de ti,
Que a lua não pede passagem
E deixa na paisagem o corpo deitado
Calado.
Move-se o tempo em dissecar-se em dois.

Danillo Cossani
1 compartilhamento

Recebi
Todo amaçado
Um abraço.
Assim meio que um laço
Amarrado aos braços.

Apertado um tanto
Que me tirou os espaços
E os cantos
E também os prantos.

Recebi

Danillo Cossani
1 compartilhamento
Tags: danillo abraço

Caminhava sem saída pela estrada cinza
Calva chuva convidava os pés ao vil tormento
Alma curva pelos riscos do céu perturbado
Riso frouxo e amarelo, voz do sofrimento.

Caminhava sem lugar, sem chão, sem paciência
Agarrado ao desespero, ao destempero, e ao frio.
Não pensava, não olhava, tudo era vazio.
Seu destino, indigência, grito e cova funda.

Silêncio!
Sofrer é assim!

Danillo Cossani
1 compartilhamento
Tags: triste silêncio

Pessoa é um pedaço do universo que criou maneiras estúpidas de modificá-lo.

Danillo Cossani
1 compartilhamento

É quando a chuva cai e Deus vai chorando por ter inventado o amor e por senti-lo intimamente e com toda sua força.

Danillo Cossani
1 compartilhamento