Coleção pessoal de Crismegg

Encontrados 4 pensamentos na coleção de Crismegg

Que pena, você é tão jovem


Não estou dentro de você

Mas mesmo daqui de fora

Consigo ver sua angustia

Seus olhos estão perdidos

Sua vida está bagunçada

Que pena garoto, você é tão jovem

E parece carregar problemas de mil vidas

Não sei se é karma ou apenas um longo tempo ruim

Não sei se é karma ou apenas uma grande confusão

Estou assustada

Você está tão distante, não porque estou longe

Mas porque você se perdeu

Na verdade acho que você nunca se encontrou

Sua bússola gira de um lado para o outro

Você precisar encontrar seu rumo

Você é a própria adrenalina

Brincando e se arriscando no abismo

Nem dormindo você descansa

Suas lágrimas não têm emoção, apenas medo

Sua coragem é fuga

Como eu queria que sua bússola encontrasse o rumo

Com eu queria que este tempo ruim fosse embora para sempre

Como eu queria que sua vida fosse mais leve

Como eu queria que você fosse, feliz

Cris Megg
1 compartilhamento

O vazio da existencia


Cabeça vazia, corpo inerte, sentimentos nulos

Tudo muito estranho, sem sentido

O que é o vazio de não saber o quer ser

Não saber o que fazer

Sem animo para continuar

Mas continuar o quê? Se não se faz nada

Sensações fortes do desconhecido

Expectativas grandes e atitudes inexistentes

No vazio o cérebro apenas preenche o crânio

O coração apenas se acomoda no peito e bate sem ser ouvido

A respiração simplesmente cumpre sua rotina

E a alma está de repouso

A pele não transpira, nem se arrepia

Inércia, inércia… Será preguiça?

O corpo está parado, sem atritos, sem coragem

Deve ser a fase do vazio da existência?

Será que essa fase existe?

Ou será apenas uma desculpa para a preguiça?

Deste corpo que precisa submeter-se a uma força

E sair deste estado nulo

Cris Megg
1 compartilhamento
Tags: vazio existencia

Que estranha sou eu


Que trava é essa que me prende?

Que parede é essa que me impede?

Que bloqueio é esse que me segura?

Que confusão é essa que me atormenta?

Que limite é esse que me poda?

Que infeliz felicidade é essa que me engana?

Que vazio é esse que me preenche?

Que lágrimas são essas que derramam?

Que medo é esse que me impende?

Que pessoas são essas que me cercam?

Que roupas são essas que me enfeiam?

Que fraqueza é essa que me esvazia?

Que dias são esses que não mudam?

Que solidão é essa que me agrada?

Que sentimentos são estes que nem sinto?

Que covardia é essa que me pertence?

Que pessoa é essa que quer ser eu?

Que vida é essa que não é minha?

Que estranha sou eu

Cris Megg
1 compartilhamento

A noite, suas lagrimas caem


De onde vem essa força

Esse sorriso fácil

Sei que suas noites não devem ser fáceis

Quando todos dormem, suas lágrimas caem

Suas dores aumentam

O seu “eu verdadeiro” está aprisionado

Sua auto-estima luta para não ser derrotada

A delicadeza de seus gestos e de sua voz

Não combinam com as amarguras que vive e viveu

Seu sorriso fácil talvez seja seu escudo

Você consegue transformar dor em flor

Mas imagino como grande deve ser essa dor

O amor que você sente pelos seus é tão grande

E eles não conseguem corresponder

Ou apenas não percebem sua presença

Sei também das dores físicas que já sofreu

E estas, não chegam nem perto das dores de sua alma

O corpo melhora, mas as feridas no peito nunca cicatrizam

Você é a pessoa mais forte que conheço

O coração mais doce, resistente e persistente

Se pudesse você pegaria um pouco a dor do outro

Mesmo já tendo tantas suas

Sei que não é perfeita

Mas digo que está bem perto

Deus só nos dá aquilo que aguentamos

Por isso digo, você é a pessoa mais forte que conheço

A carga que carrega é imensa

E mesmo assim, vem você com seu sorriso largo

Mas à noite, enquanto todos dormem, suas lágrimas caem

Cris Megg
1 compartilhamento
Tags: lagrimas noite