Coleção pessoal de collyer2

Encontrados 6 pensamentos na coleção de collyer2

Início Introdução Ligações Contatos English Version
Índice Alfabético Índice dos Assuntos
Índice do Velho Testamento Índice do Novo Testamento Busca Início INTRODUÇÃO
Joel 1:1-5
Joel (O Senhor [Jeová] é o seu Deus), era filho de Petuel (Visão de Deus). O escritor Joel não pode ser identificado com qualquer pessoa na Bíblia, embora haja algumas outras com esse nome. Esta é a única vez que o nome de seu pai, Petuel, é mencionado. Sua história pessoal, portanto, só é conhecida de seu livro. Calcula-se que Joel pode ter vivido entre 920 e 830 AC.
Há poucos eventos históricos cronológicos na profecia para indicar quando foi escrita. No entanto, existem algumas boas indicações:
Foi escrita durante o reino de Judá (capítulo 3).
Nenhum rei é mencionado. Por conseguinte, pode ter sido escrita quando o sumo sacerdote Jeoiada era regente (885-878 AC), antes de Joás chegar à maturidade (2 Reis 11:21, 2 Crônicas 23:11).
Os inimigos citados eram os fenícios, os filisteus, os egípcios e os edomitas: nenhuma menção é feita de inimigos que vieram depois, como os sírios, assírios e babilônios.
Tudo indica que este foi o primeiro dos profetas que deixaram a sua profecia por escrito, exceto talvez Obadias com sua curta profecia, sendo essa também a tradição judaica.
Como tal, fornece um quadro para o fim dos tempos, chamado "O Dia do Senhor”, um termo que apresenta e define, e que a Escritura expande subsequentemente. Com essa profecia Deus dá o primeiro aviso para a humanidade sobre o fim desta era.
Uma grande desolação é prevista na primeira metade da profecia, até o capítulo 2:17, vindo depois a restauração, até o fim do livro.
A profecia é notável pela sua qualidade literária, pelo uso de uma praga de gafanhotos como uma imagem da entrada das tropas no grande e terrível dia do Senhor (Provérbios 30:27), e pela predição do derramamento do Espírito de Deus sobre toda a carne.
Parece que quando a profecia foi escrita a terra estava no meio de uma praga de gafanhotos tão grande como nunca se havia visto antes.
As perguntas feitas aos homens idosos pelo profeta lembram-nos que, à medida que envelhecemos, tendemos a dizer que nos velhos tempos as coisas eram melhores do que na atualidade! As respostas esperadas seriam negativas.
O profeta continua a dizer aos mais velhos para tomarem boa nota desta praga, a fim de transmitir a sua descrição para seus filhos e as gerações seguintes, porque era tão singular. Esta praga de gafanhotos, um evento natural por ali, era sem igual a qualquer outra praga já ocorrida.
Isso nos lembra das palavras do Senhor em Mateus 24:21: "porque haverá então uma tribulação tão grande, como nunca houve desde o princípio do mundo até agora, nem jamais haverá". Aqui está o paralelo, que nos fornece a chave para a profecia. O Dia do Senhor será inaugurado com a Grande Tribulação, após o arrebatamento da igreja, e será pior do que qualquer outra havida no passado ou mesmo das que houverem depois neste mundo. Serão uns poucos anos dramáticos e catastróficos, acima de qualquer experiência humana, conforme já está previsto na Bíblia, especialmente no livro do Apocalipse, ao fim dos quais Cristo virá estabelecer o Seu Reino.
Os gafanhotos no Oriente Médio são conhecidos por crescer e se multiplicarem no campo até o ponto em que não houver mais alimento. Então, como se fosse dado algum sinal, sobem para o ar em uma grande massa, uma nuvem de insetos vivos, e voam juntos, como uma nuvem levada pelo vento, até encontrarem novos campos verdes, provavelmente de culturas, onde descem para levar destruição total, repetindo em seguida esse procedimento.
A progressão do gafanhoto, no versículo 4: "... devorar ... pulular ... engatinhar ... consumir ..." provavelmente se refere às fases de desenvolvimento desse inseto: primeiro o adulto que, tendo comido tudo voa em um enxame até descer numa pastagem, depois seus filhotes engatinhando pelo chão e pululando como grilos, consumindo tudo até ficarem adultos. Pode-se entender também um enxame após outro.
A curto prazo é uma ilustração da iminente invasão de Judá por um exército do Norte (Assíria). Alguns comentadores acham que as quatro fases do gafanhoto tipificam os quatro impérios mundiais que dominaram sobre Israel, em sucessão: Babilônia, Medo-Pérsia, Grécia e Roma.
Há também um paralelo entre esses quatro bandos de gafanhotos e a abertura do período da Grande Tribulação. Naquele tempo, haverá quatro cavaleiros em sucessão: após uma falsa paz irrompe a guerra seguida por uma grande fome, e então, finalmente, surge o cavalo amarelo da morte (Apocalipse 6:8). O mundo estará totalmente devastado quando o Senhor Jesus Cristo voltar à terra para estabelecer o Seu Reino.
Entendemos que os gafanhotos tinham começado por consumir as vinhas e não haveria mais vinho para os bêbedos. É notável que, no início da queda da nação de Israel, os bêbedos são mencionados em primeiro lugar. Dois séculos depois, os bêbedos são novamente mencionados em profecias (Isaías 28:1,3 e Naum 1:10).
Durante os quarenta anos de peregrinação no deserto, entre outras coisas, Israel não tinha provado o vinho, nem bebida forte "para que soubésseis que eu sou o Senhor vosso Deus" (Deuteronômio 29:6). Consumiram vinho quando entraram na sua terra, mas parece que evitavam a embriaguez bebendo-o novo, como suco de uva ou misturado com água ou leite (por exemplo, Cantares 5:1).
Freqüentemente somos alertados hoje que a maioria dos acidentes de trânsito que ocorrem nas nossas estradas, resultando em ferimentos graves e morte, são causados por algum indivíduo que está embriagado. Famílias inteiras têm sido arruinadas por causa do alcoolismo, mas é promovido em anúncios, nos meios de comunicação considera-se engraçado e até é moda embebedar-se. Mas os bêbedos não herdarão o Reino de Deus (1 Coríntios 6:10).
Já desde o seu início, a embriaguez começou a desgastar os alicerces da nação de Israel. Este é o único pecado mencionado por Joel. Não mencionou a idolatria, o grande pecado de afastar-se de Deus, que finalmente derrubou o país de Israel. Em seu tempo, o povo da nação de Judá onde estava ainda fazia uma profissão de adorar a Deus.
Schofield escreve em suas notas de estudo:
De acordo com o método usual do Espírito na profecia, mostra-se que alguma circunstância local tem significado espiritual, e isso é feito na oportunidade de uma profecia de longo alcance (por exemplo, Isaías 7:1-14, onde a invasão pela Síria e a incredulidade de Acaz dão oportunidade para a grande profecia do versículo 14).
Aqui em Joel se mostra como uma praga de insetos devoradores tem um significado espiritual (Joel 1:13, 14) e se torna uma oportunidade para iniciar a profecia do dia do Senhor, ainda não cumprida. Esta é mais desenvolvida em Joel 2, onde os gafanhotos literais são deixados para trás, e o futuro Dia do Senhor enche a cena.
O quadro todo é do fim da era atual, dos "tempos dos gentios" (Lucas 21:24); da batalha de Armagedom (Apocalipse 16:14; 19:11-21); do reajuntamento de Israel (Romanos 11:26) e da bênção do reino.
É notável que Joel, vindo no início da profecia escrita (836 aC), dá a visão mais completa da consumação de todas as profecias escritas. A ordem dos acontecimentos é:
A invasão da Palestina vinda do norte, por poderes gentíos mundiais liderados pela Besta e o falso profeta (Joel 2:1-10).
O exército do Senhor e a destruição dos invasores (Joel 2:11; Ap 19:11-21).
O arrependimento de Judá na terra (Joel 2:12-17).
A resposta de Jeová (Joel 2:18-27).
O derramamento do Espírito nos "últimos dias" (judeus) (Joel 2:28, 29).
O retorno do Senhor em glória e a formação do reino (Joel 2:30-32 e Atos 15:15-17) mediante o reajuntamento da nação e o julgamento das nações (Joel 3:1-16).
A total e permanente bênção do reino (Joel 3:17-21, Zacarias 14:1-21).

R David Jones


1 Palavra do Senhor, que foi dirigida a Joel, filho de Petuel.

Gerardo Collyer
2 compartilhamentos

REENCONTRANDO A LUZ
Gerardo Collyer
Só muita saudade eu guardo no coração de todos os bons anos passados, alegres que vivi.
“Oh”! que saudade que tenho
Da aurora da minha vida
Da minha infância querida
Que os anos não trazem mais!".
- Como gostaria que tudo pudesse voltar, pois hoje faria totalmente diferente. Primeiro: seguiria o conselho de meu pai.Teria tomado exatamente a outra estrada.
" E eu por não poder em ambas viajar, lamento e sendo um viajor,longamente fiquei parado e por haver numa o olhar, quanto pude, demorado, até onde ela dobra na macega vi atento ( Robert Frost – A Estrada não Tomada) ".

Meu pai sabendo que eu gostava de estudar, levou o Mons.Olavo Passos (Reitor do Seminário, na época), lá em casa, que foi me convidar para ir para o Seminário,(estudar de graça) e logo o dispensei, dizendo que não tinha vocação para ser padre. Vejam o quanto fui honesto, não conhecia ainda o drible de corpo, Muitos amigos foram, passaram o tempo que quiseram e depois saíram, e seguiram outras profissões. Mas meu pai me ensinou a ser honesto; também ainda não conhecia o mundo.
" Então, tomei a outra que não menos agradava e ambas, naquela manhã, igualmente conservadas nas folhas nenhum passo de calçado havia passado. ( Robert Frost – A Estrada não Tomada) ".
Ah! guardei para outro dia a primeira das estradas! Contudo, sabendo como conduzir as caminhadas eu duvidei se deveria jamais ter voltado ( Robert Frost – A Estrada não Tomada) ".
"Com um suspiro, dizendo isto, muito longe estarei a séculos, em algum lugar, daqui: /Duas estradas bifurcavam em um bosque, e olhei/ A menos transitada foi justamente a que tomei/ E isso motivou toda a diferença até aqui” ( Robert Frost – A Estrada não Tomada) ".
Hoje, reencontrando a luz do caminho do Senhor, meu Criador, de amor infinito,
Adoro-O em espírito e em verdade,
Com o amor intrínseco e bendito,
Que minh´álma recebeu por Sua bondade.
Mil perdões Ti suplico, pois isto punge;
De tanto havê-lO magoado e rejeitado.
Por misericórdia jamais fora esquecido.
Arrependida minh´alma sofre, então Ti peço unge.
Seguindo a trilha que deixaste com Tua Luz
Ao conduzir Tua cruz ao Calvário
Teu exemplo o mundo todo seduz.
Tua promessa eu sei, não será em vão
E, certamente, um dia teremos a salvação,
Aos Céus iremos caminhando com Jesus.
Natal de 2013.

Gerardo Collyer
2 compartilhamentos

POEMA DE AMOR

Vuelvo a ti, a refugiarme en tus brazos,
a sentir el calor de tu piel,
a embriagarme del aroma de tu cuerpo,
vuelvo a soñar sensaciones que aún no tengo.

Cuando estemos juntos,
la brisa dará su mejor concierto,
ese que tú acompañarás,
y al vernos juntos el cielo sonreirá
y todas las estrellas lo habrán de iluminar.

Cuando estemos juntos,
tu piel a mi piel acunará,
como en aquellos sueños
uniéndonos en besos que siempre ilusioné,
y con tus manos tiernas me acariciarás,
y yo te haré sentir mi amor en un abrazo sin final

Cuando estemos juntos, la noche
caerá repartiendo estrellas en la inmensidad,
y las olas del mar embriagarán el canto
de espuma y de sal.

Tu enamorado

JUAN

Jehnny Daysi Ramirez Angulo

Señora bella…

Me di cuenta de usted
Cuando me veía,
Me di cuenta también
Que me sonreía,
Y no se porque descubri
En sus ojos que también
Por dentro me atraía,
Desperto en mi mente
Muchas emociones,
que mi edad por otras
sólo no se dio,
como en muchas otras
ocasiones fracaso.
Mi intento por las
emociones y
que ahora usted a mi
respondió, nos dimos
el tiempo de amarnos
a oscuras,
Donde no existe edad
solo tacto y mas,
dejando fluir nuevas
sensaciones que su edad
me muestra,
y mi fuerza da,
le amo mi reina por
ser tan amante,
Demostrar que amar
no es cuestión de edad.

Omar Morgan

Jehnny Daysi Ramirez Angulo

Jehnny Daysi Ramirez Angulo - Asi es la amistad sin fronteras "


--- ESCANDALO---
( RUBEN FUENTES )

PORQUE TU AMOR ES MI ESPINA
POR LAS CUATRO ESQUINAS HABLAN DE LOS DOS,
QUE ES UN ESCANDALO DICEN,
Y HASTA ME MALDICEN POR DARTE MI AMOR.

NO HAGAS CASO DE LA GENTE,
SIGUE LA CORRIENTE Y QUIEREME MAS,
CON ESO TENGO BASTANTE,
VAMOS ADELANTE, SIN VER QUE DIRAN.

SI YO PUDIERA ALGUN DIA,
REMONTARME A LAS ESTRELLAS,
CONMIGO TE LLEVARIA,
A DONDE NADIE NOS VIERA.

NO HAGAS CASO DE LA GENTE,
SIGUE LA CORRIENTE Y QUIEREME MAS,
QUE SI ESTO ES ESCANDALOSO,
ES MAS VERGONZOSO NO SABER AMAR.

SI YO PUDIERA ALGUN DIA,
REMONTARME A LAS ESTRELLAS,
CONMIGO TE LLEVARIA,
A DONDE NADIE NOS VIERA.

NO HAGAS CASO DE LA GENTE,
SIGUE LA CORRIENTE Y QUIEREME MAS,
QUE SI ESTO ES ESCANDALOSO,
ES MAS VERGONZOSO NO SABER AMAR.

QUE SI ESTO ES ESCANDALOSO,
ES MAS VERGONZOSO....
NO SABER.....AMAR.

Jehnny Daysi Ramirez Angulo

MIS BRAZOS VACIOS!!

Es de noche ya
y no puedo dormir
siento mis brazos vacios,
mi mente vaga sin rumbo,
sin direccion y no me lleva a ninguna parte,
pienso en ti pero no se si existes,
solo deseo que asi sea para abrazarte
y ya no sentir este vacio
al querer encontrarte,
donde estas?
En que dimencion te quedaste?
por que no te haces presente
y me dices que me quieres?
deseo tanto escucharlo
deseo ya no sentir que mi corazon llora
y de tantos sollozos quiere dejar de latir
al no tenerte , al no sentirte
ven y dime que me amas
y que eres tu a quien mis brazos aguardan
ven y calma este deseo de sentir que eres a quien yo amo
ven ya
y dime que eres tu
a quien mis brazos quieren abrazar
y mis manos acariciar
y que conmigo te vas a queda

Lupita Molina de Hoyos
Mexico .....2013

Jehnny Daysi Ramirez Angulo