Coleção pessoal de brunoleitao

21 - 40 do total de 345 pensamentos na coleção de brunoleitao

Se todas as vezes que eu te quis eu a tivesse
Não te queria tanto

Bruno Gomes
1 compartilhamento


É estranho que as pessoas querem ser perdoadas com falham, mas não perdoa quando há falhas.
Eu tenho tanto pra falar, mas inibo minha vontade por medo de não ouvirem
Tenho uma visão de mundo peculiar, pouco amistosa
E de difícil compreensão você saber que algo existe e ignora-lo para se sentir melhor
Por não ver você está bem, mesmo sabendo que existe
Não compreendo as pessoas que tem uma religião qual o mandamento é amar o próximo é só se importar com a sua família, eu não tenho religião, e não me importo com ninguém, isso não faz de mim um exemplo, mas não sou hipócrita.
Me vejo observando as coisas e como elas fluem, no meu modo de ver o mundo levo tempo, tenho análises demoradas e as vezes de difícil entendimento, isso irrita as personalidades que são, digamos, ativas, um transtorno compulsivo obsessivo de estar fazendo alguma atividade corporal a todo momento para se sentir vivo, suponho. Não há outra razão, ser notado, ou o medo de ser alguém inativo, como eles intitulam-me.
Diversas vezes li que pessoas preguiçosas conseguem fazer tarefas difíceis do modo mais rápido, pelo simples fato de levar muito tempo e disposição e isso é verdade, pelo menos pra mim, levo um tempo a mais pra fazer algo, passo um tempo pensando, 66,67% ou 2/3 matematicamente falando.
Gosto de aprender e descobrir coisas, sobre mim e sobre os outros, sobre as coisas, a vida e mergulho no submundo das coisas, procuro padrões impensáveis, estatísticas calculáveis e não consigo me explicar, nunca ninguém parou pra ouvir, mas tenho muito pra falar.

Bruno Gomes
1 compartilhamento


Qual foi a última vez que fez algo pela primeira vez?
Qual foi a última vez que fez algo pela última vez?
Qual foi o dia que se pudesse repetiria?
Se pudesse voltar no tempo o que mudaria?
Aquela vontade insana que fazer diferente?
Não é humano se não se arrepende.

Bruno Gomes
1 compartilhamento


Tudo muito errado, trágico, dramático, poético, intacto.
Suas memórias, sua vida, trajetória, idas e vindas, itinerários e destino
Choros, sorrisos e alegria
Suspiros, soluços e euforia
Reflexão, tristeza e agonia
Medo, coragem e sabedoria
Igual, indiferente e melancolia
Acordar, levantar, sair e voltar
Beber, comer e deitar
Cagar, peidar e vomitar
Sentir, sumir e relaxar
Ser feliz, estar triste e superar
Sair, ir e não mais voltar.

Bruno Gomes
1 compartilhamento


Superar não significa esquecer, a vida continua e continua mesmo com o que ficou pra trás, pensar que os coisas ao seu redor não te afetam é de arrogância incalculável.
A todo momento é influenciado, o subconsciente é mais inteligente, as ideias que surgem na sua cabeça do nada estava lá, armazenada, esperando serem acessadas, e elas são vislumbres do limbo, que soa familiar em sonhos e outras alucinações que te faz achar que é especial. As adjacências constrói o que somos, não há áreas inacessíveis, nem bloqueios de mente, há o que o cérebro quiser e ele quer o que não se pode domar

Bruno Gomes
1 compartilhamento


Somos diferentes e isso faz de nós especiais.
Concordo com a frase acima, e discordo ao mesmo tempo, eu li que amor e ódio caminham lado a lado, parafraseando Racionais, "... é que nem dois aliados, isqueiro e cigarro..." O que te ama é o que te mata, isso é perturbador, mas veja, a diferença é nosso principal problema, é a nossa diferença que causa destruição, por uns aceitar e outros não, a diferença que o outro seja lá quem for é o que nos diferencia é que sejamos animais racionais que não raciocina.
E veja, não há como não ser assim, jamais viveríamos em paz se fossemos todos iguais.

Bruno Gomes
1 compartilhamento


Eu me senti vivo
Pela primeira vez senti um frio na barriga durante anos
Senti que era o que eu sabia que fazia sentido, não o que tinha
O que temos acaba nos possuindo, mas ali não
Ali era eu e o infinito, nada palpável
Apenas o sentir
Apenas ver
Ouvir
Durante estes poucos momentos eu vivi

Bruno Gomes
1 compartilhamento

Eu cresci e ouvi você dizer coisas que jamais vou esquecer...
“Pouco com Deus é muito”
“Ser homem não está no tamanho e sim na qualidade”
“Quem sabe de mim sou eu”
“Seu amigo sou eu”
“Ruim comigo, pior sem eu”
Sim, é muito pior sem você
Você não sabe a falta que faz não te ver
Dirigir por aí, parar em uma padaria e comer
Ouvi tudo que você tem pra dizer
Pai, um dia já é uma eternidade sem você
Um ano é angustiador
As vezes dá vontade de morrer, só pra poder te ver.

Bruno Gomes

Olhares desviados
Éramos tão conectados
E hoje desconectados demais
Nos vimos, mas não demos “oi”
Estava implícito
Que já era, passou, já foi
Não que eu queira
Mas tenho que falar
É foda ser tão íntimo
E não poder te tocar

Bruno Gomes
1 compartilhamento
Tags: intimidade falsa

Eu não gosto que me olhe diretamente nos olhos e ela faz muito isso
Eu não sei se a amo, sei que quero estar perto dela, olhar pra ela, sentir o cheiro dela e ouvi-la, contar como foi meu dia e perguntar como foi o dela.
Me encanto com o sorriso dela, com a suavidade da mão dela
Do jeito que ela fala, do jeito que ela encara a vida. Me encanto com a voz dela, com o caminhar dela e toda delicadeza dos pés dela.
É incrível como minha camiseta fica bem nela, como sempre tem o tom de ser mais velha, pareço um menino do lado dela.
Impossível não olhar pra ela, quando ela passa os cores ficam vivas do lado dela.
Ela é o melhor de mim, e pra ela é melhor assim

Bruno Gomes

O insucesso é apenas uma oportunidade para recomeçar com mais inteligência.

Henry Ford
3.1 mil compartilhamentos

Eu poderia procurar por mil eras que não acharia
Por muito tempo busquei lá fora o que só aqui dentro encontraria.

Bruno Gomes
1 compartilhamento

Se não fosse pra ir atrás de você, não seria eu
Eu te vejo
Te stalkeio
E sinto assim
Você um pouco mais perto de mim
Desejo ter você
Comigo
No meu infinito
Que criei pra nós dois
O coração bate
A mão gela
E ver você
É a melhor parte de mim
Estaríamos melhor, insisto
Triste saber
Que você nem sabe que existo

Bruno Gomes
1 compartilhamento

Sua voz
Seu olhar
Tudo faz falta
Às vezes passamos por coisas ruins
Para aprendermos a suportar coisas piores
Que virão
E veio
A sua falta aqui
É como uma faca cravada no baço
Que entra fácil
Faz um estrago
E sai
Procuro nos olhares aleatórios da estação seu olhar
Algo que possa te identificar
Confesso
Eu odeio te amar

Bruno Gomes
1 compartilhamento

Te amo
Te odeio
Te venero
Te desprezo
Isso
Resume
O que sinto
Por você
Não estamos
Ligados
Já há algum
Tempo
E isso
É como
Veneno
Que mata
Aos poucos
Se fosse
Pra morrer
Deste jeito
Preferia
Ter ficado
Com você.

Bruno Gomes
1 compartilhamento

Adoro bagunçar seu cabelo
Te jogar pro alto
Te pegar no colo
Sentir seu sorriso
Olhar nos seus olhos
Te fazer um carinho
Te amar inteiramente
Te fazer cafuné
De te amar por inteiro
Da cabeça até o pé
Te pergunto coisas
Mesmo sabendo que ainda não fala
Brinco e te pirraço
Até ver como fica linda brava
Já briguei muito com seu pai
Mas vou agradece-lo desta vez
Pois você
É a melhor coisa que ele fez

Bruno Gomes
1 compartilhamento

A revolta de o tempo não ter volta
Assombra-me
Faz com que tudo a minha volta
Seja desinteressante
Isto passará e não sentirei falta
Talvez
O círculo vicioso do limbo
Desta vez
Sugeriu algo que dessabia
O Tempo é constante
Os anos ensinam
Muitas coisas que os dias desconhecem

Bruno Gomes
1 compartilhamento

O sol se põe
Ao fundo, sombreados de laranja e vermelho
Nuvens negras se aproximam
Com o vento leve e suave do tardar
Logo a imensidão da noite se espalhará
A lua prepare-se para brilhar
O vento frio chegará
Os verdes das árvores balançarão
E mostrará que é hora de entrar

Bruno Gomes
17 compartilhamentos

Te vejo, revejo o desespero
O primeiro lampejo
Do ego
Que faz o eco
Nessa imensidão de dor
Ensurdecedor, tudo o que me fala
Cala, começa e não para, mas faz falta
E eu nessa vala desse mundo imundo
Sujo, infeliz e sem futuro
To no escuro, em cima do muro
Um passo do absurdo
Sendo cego não enxergo
Mistérios de amor
Te vejo, revejo o desespero
O primeiro lampejo
Do ego
Que faz o eco
Nessa imensidão de dor
Ensurdecedor, tudo o que me fala
Cala, começa e não para, mas faz falta
E eu nessa vala desse mundo imundo
Sujo, infeliz e sem futuro
To no escuro, em cima do muro
Um passo do absurdo
Sendo cego não enxergo
Mistérios de amor

Bruno
1 compartilhamento

Um dia iremos nos ver novamente
Cada dia a gente aprende
E com você aprendi
Diversas vezes com você me diverti
Muitas chorei, mas lembro apenas as vezes que sorri
No meu aniversário, esquecia do meu presente, lembra?
Te dizia que nenhum presente era melhor que sua presença
O corpo amorteceu, mas o espirito é imortal,
Pois você faz parte de mim
Pra quem tem fé, a vida nunca tem fim
Algo que é realmente nosso, nunca se vai
Hoje é seu dia, parabéns Pai.

Bruno Gomes