Coleção pessoal de Ancelmobento

1 - 20 do total de 169 pensamentos na coleção de Ancelmobento

O pantanal virou cemitério 
de animais a céu aberto e 
o brasileiro olha incrédulo 
para o sofrimento alheio e 
o caos que criou. 

 

Ancelmo Bento

⁠serrado

Cê acha certo o
cerrado ser enterrado
a sete palmos da soja e do gado ? 

Ancelmo Bento

⁠Verossimilhança

Qualquer 
verossimilhança entre o 
verossímil e o inverosímil 
é mera implicância.

Ancelmo Bento

⁠Primavera
 
levaram - se as flores e
lavaram - se as almas

com o fim da primavera 
as flores murcharam e 
as almas foram silenciadas.

Ancelmo Bento

eterna

A mesma terra
opaca e triste
que agora toca
os seus pés um
dia já vislumbrou
o verde das florestas.

Ancelmo Bento

⁠amor te

 Se existir
 amor após
 a morte, que
 sorte a nossa.

Ancelmo Bento

⁠⁠amor te

Se existir
amor após
a morte, que
ela se encante
com toda forma de amar.

Ancelmo Bento

O Brasil caminha 
A passos de curupira,
A Historia se repete dia
Após dia.

Ancelmo Bento

⁠⁠⁠Viver também é

⁠Sobre
Sobreviver a
Solidão de ser
Só poeira estelar

Sobre
Sentir o vento tocar
Seu rosto e não se
Deixar levar pela tempestade
Que ele veio anunciar. ⁠

Ancelmo Bento

chuva


chuva que cai sobre a minha sombra
dando vida e traços ao inanimado
revele as goteiras do meu coração
com todas suas dores e vantagens

chuva que cai sobre as nossas vidas
entre raios luminosos e eternos trovões
traga de volta aquele jardim de flores
com a complexidade da tempestade

chuva que cai sobre as minhas mãos
trazendo a sensação de eterna solidão
me mantenha vivo até o próximo verso
com a sua paixão pelo incompreendido

Ancelmo Bento

efêmero

Para todos os efeitos
sou efêmero e brasileiro,
a noite me liberto
do incerto e acerto
o meu diagnostico,
astro sem constelação
poeta de boteco em
ascensão.

Ancelmo Bento

Fome de viver

Abri o armário, estava vazio
olhei para a TV, estava passando
o "mais você", e todos tinham o
que comer

Abri a geladeira, estava vazia,
e minha mãe estava se virando
com um, quilo de farinha

Abri a porta do quarto, e meu
irmão estava lá, mais uma vez
sem ter o que comer

Abri a janela, e olhei para o Morumbi
quem me dera estar ali

Abri o portão, e um policial atirou em mim,
me confundiu com um traficante, que
morava logo ali

O policial virou para o seu colega, e combinou a
legitima defesa

Meu pai que chegava com os recicláveis,
correu e me segurou em seus braços

Minha mãe largou tudo, e correu para a calçada
desesperada ela clamava por socorro

Meu irmão de 5 anos sem entender nada,só chorava
e gritava meu nome

em um triste fim, virei noticia de TV, negro e pobre,
vitima da mentirosa guerra as drogas.

Ancelmo Bento

Vale


de que vale nascer,
de que vale viver

se a vale não lucrar,
se a vale não valorar
e desvalorizar você

de que vale Mariana
de que vale brumadinho

se agora tudo é lama,
se quem você ama está
soterrado ao seu lado

de que vale a vale
de que vale

se nem eu e você
podemos escolher
entre viver e morrer

de que vale a vale
de que vale

se mentem sobre as
barragens

de que vale a vale
de que vale

se mentem para
explorar novas áreas

de que vale a vale
de que vale

Ancelmo Bento

incompreendido

foi se o vento
que me trouxe

foi se o tempo
que me resta

com o arrasto
da tempestade,
tudo se esvaiu.

Ancelmo Bento

civilizados


construíram
grandes cidades
grandes industrias
grandes automóveis,

e quando já estávamos
cansados de tudo isso

criaram
grandes redes sociais
grandes momentos
grandes felicidades

e quando já estávamos
cansados de tudo isso


não existia mais nada que pudéssemos
fazer para esquecer

não existia mais a natureza, e todos estavam
sofrendo

nem por um minutos abandonamos a nossa
noção de riqueza e pobreza

nem por um minuto deixamos de escolher
quem iria viver e quem iria morrer

e por fim todos nos morremos.

Ancelmo Bento

Matopiba

mata a flora
mata a fauna
mata a água

mata o seu Adão,
sua família e sua plantação,
o escraviza por divida e
segue a vida, como se o
grande Matopiba não fosse
por si só uma grande divida
com a natureza.

Ancelmo Bento

sertão humano

ser
serviço
ser vicio

ser
ser visto
ser visível

ser
ser tão só
ser tão humano.

Ancelmo Bento

O ato de amar muitas
Vezes é solitário,e não
É raro atribuírem ao amor
A necessidade de ter alguém
Ao seu lado para se completar
como se o próprio ser não
Fosse por si completo antes
De amar outra pessoa, não é
Um romantismo saudável a
Dependência que nós vendemos
Em forma de metades.

Ancelmo Bento

Somos um trem desgovernado
em direção ao abismo que nós
mesmos criamos.

Ancelmo Bento

Nunca foi tão difícil falar
Sobre sentimentos

Aquele que sente,
Sente e não diz
Sente sozinho
Sente por dois

Sente muito por
Ser assim

Ancelmo Bento