Coleção pessoal de anamariaramos

1 - 20 do total de 68 pensamentos na coleção de anamariaramos

Beleza
É prisão
Que as vezes
Maltrata...
Quando os olhares
Só veem a envoltório
Túnica que veste
Esconde, a Alma.
A Alma

Ana Ramos

As vezes
O silêncio se faz necessário
Para se demonstrar...
O valor das palavras.

Ana Ramos

"O fruto do conhecimento
Saboreia-se todos os dias
Inigualável seu sabor...
Alimenta-nos de Sabedoria.
Fortalece o crescimento
Nos faz ser Gente...
Nos acaricia!

Ana Ramos

Sintonia
Quando
As palavras
Em sintonia brotam
Do âmago,
O que se lê, escuta...
Fala-se
São linhas lindamente
Sublinhadas de Amor.

Ana Ramos
1 compartilhamento

Vida
Na correria de beber o tempo
Vão ficando para depois.
O sentido, que as coisas fazem.

Ana Ramos
1 compartilhamento

Por vezes sinto-me
Tão distante
Absorta a tudo
Procuro...encontro-me
Nas minhas recordações...
Num passado distante
Nas provectas ilusões..

Ana Ramos
1 compartilhamento

Percepção
Muitas pessoas
Veem
A beleza externa...
Poucas conseguiram
Até hoje, Ver Sentir...
Harmoniosamente o Ser.
A beleza da Alma
Só é perceptível
Aos olhos do Amor.

Ana Ramos
1 compartilhamento

Deixe os sentidos
Te acarinhar feito brisa
Que sinuosa te beija
Encontra o caminho
A essência do amor que pulsa
Tornando o coração ninho
Vida espera
Caminhada em perfeita sintonia
Mãos dadas
Harmoniosa presença
Tua chegada...

Ana Ramos
2 compartilhamentos

Nem sempre a vida
É
Só o perfume das rosas
AS vezes nos machucamos
Com os espinhos.

Ana Ramos
1 compartilhamento

Sorisso
Diante do teu sorriso
Me desmancho
Quando estas triste
Mais te amo
Porque, amor é isso
Sorrisos e lágrimas
Sempre, de mãos dadas.

Ana Ramos
1 compartilhamento

Divagando...
Quantos infinitos cabem
Dentro de um ser!?
Tantas são as suas formas
De sentimentos, de querer
Sua intensidade, de se entender
Quando repletos de sonhos,
Estamos
Achamos que um só infinito
Nos parece tão pouco, não nos cabe.
Por não sabermos a dimensão
Do que é, um infinito de opções
O quanto de prazer e deleite
Podemos usufruir
Se não fizermos, dele
Só Um enfeite...

Ana Ramos
1 compartilhamento

Fragmentos...

Muitos foram os encontros
Desencontros pela vida
Muitos foram os afetos
Desafetos...
Muitas foram as horas
De felicidade, Tristezas
Euforia
Com cada uma, vivencia nova
Um Amor, um desamor
Uma esperança, uma saudade
Felicidade, Amor, solidão .
São pequenos fragmentos
Que compõem uma Vida
Minha Vida...
Vivida com a intensidade
Que Teima em me habitar,

Ana Ramos
1 compartilhamento

Desertos
Quando sentires solidão
Semeie flores nos teus
Desertos
Abra portas e janelas

Quando o sol penetra
Nos labirintos, da alma
Tudo que é cabalístico
Vai embora...

Ana Ramos
1 compartilhamento

Amor do colibri

Um chamego
Um xero no cangote
Um olhar encantador
Uma dose de carinho
Sol na janela.
Entrando de mansinho
O som da tua voz
Todas as manhãs
Um bem querer
Vai se construindo, um ninho
Dois passarinhos...
Um cantinho acolhedor
Um celeiro repleto, de cor
Onde a paz é bem vinda
Onde o colibri, beija sua flor.
Conjugando.assim em versos
Suas prosas, seu sentimento
Seu Amor.

Ana Ramos
1 compartilhamento

Pensando...
Queria ser pássaro,
revoar...revoar...revoar
Vestida de sonhos levitar...
Encontrar, chegar ao ninho,
onde teu abraço esta...

Ana Ramos
1 compartilhamento

As vezes é bom que as pessoas pensem que somos alienados
assim fica fácil vermos através das máscaras..

Ana Ramos
1 compartilhamento

"Não conheço
As duvidas
Que habitam
Teus desertos...
Reconheço o caos
Que provocas
Em mim" .

Ana Ramos
1 compartilhamento

DESTINO

Nosso destino
É construído
A partir
Da nossas ações
e desejos íntimos

Por isso pense bem
O que queres
Porque o que tu desejas
Seja para si
Ou para os outros

E o que recebera
Como recompensa
É o que vai somar
A tua existência.

Ana Ramos
1 compartilhamento

Vago
Nada é certo
Tudo indefinido incerto
A ser moldado
Esta é a beleza de se ter
O destino nas mãos
Para adequar, pintar, emoldurar
Deixar do jeito que quer
Fazer dele uma estrada florida
Ou deixar sem raízes, velhas apodrecidas
Nada para colher, manusear, ter
Ir de encontro as dádivas recebidas
Ou ficar observando a partida.
Escolha, morte ou vida.
Duas opções bem definidas.

Ana Ramos
1 compartilhamento

Batidas do tempo

Tentei fechar os olhos, adormecer,
Tua presença distante, fustiga
Beijando-me com saudade
Distante de tudo, transborda o amor
Abraços que sentimos
Sem nos tocarmos
Beijos que trocamos
No pensamento
Em sintonia, perdidos
Na dimensão do tempo
Planos que fazemos, extasiados
Que espera para acontecer
O âmago sente...
Como um doce sonho
Acalentado no coração
Amo-te apesar da distancia
Para isso jamais terá Adeus.
Embora sejamos, partidas...
A Cada dia...pelo tempo...
Mas nunca do coração teu.
Este já vive e pulsa dentro do meu
Como as batidas do relógio
Que cada vez mais perto marca
A hora do abraço teu.

Ana Ramos
1 compartilhamento