Coleção pessoal de 1solangemalosto

1 - 20 do total de 159 pensamentos na coleção de 1solangemalosto

⁠Êxtase * psíquico extraordinário*

Inúmeras as ocasiões, na qual somos arrebatados, ao principiar alguma ⁠introdução, certa aula, uma palestra, devido a comoção que invade nossa alma, coração, aí tremulamente nossos lábios balbuciam. Sinceramente nem sei como iniciar, não consigo uma forma, talvez seja, pelo estado de êxtase em que me encontro. Trata-se de um psíquico extraordinário, no sentido de sentir que a mente extrapola, transcende sua situação comum. ⁠Sei que a absorção ou seja o enleio, não é uma denegação da razão; e sim uma languidez em que a razão está além de si própria. Texto de Solange Malosto

Tags: malosto solabge

⁠⁠⁠⁠⁠Magnificência da Senhora * Santíssimo Sacramento*

⁠⁠⁠⁠⁠⁠Afagada sobre o sopro do vento,
o encanto tomando conta de te,
grande admiração, sensação a tua,
perfeita sintonia, nostálgico sentir!
Brilhas qual lindíssima luz da lua,
filtrando pela abertura da janela,
envolvida em teu enigma, mistério,
E o lindo véu que envolve teu rosto!
Candura do matiz azul - verde jade,
Invadindo, integrando, todo o teu ser,
o fascínio brilhante da Mãe Natureza
unidos com o fascínio próprio da alva,
casta e singela, brilho natural sentir!
Te retém, envolve, penetra e possui,
O eco detectado em te, ressoa, tange,
entrelaçando-a com paz profunda,
És ilibada a mais bela do Planeta!
Tua é a insatisfação, o desconsolo
pela mórbida puerícia, criações,
do extremo, limite humano, de outrem...
É a nostalgia, do nostálgico sentir!
Aninhada sobre as asas do vento,
luminescência, tomando conta de te
brilhas qual lindíssima luz da lua,
perfeita sintonia, nostálgico sentir!

Tags: malosto solange

⁠Testemunho do fundador*

Legado* Patrimônio*


Segundo testemunhos de irmãos de congregação, leigos de Manhumirim e região, paroquianos da zona rural e urbana, locais de Minas Gerais, onde o missionário atuou como pregador, catequizou, a opção da igreja pelos pobres, falava sempre mais alto em sua nobre alma, levando o obediente apóstolo à várias fundações religiosas como hospital, patronato, asilo, colégios, jornal, tudo em resposta aos apelos da igreja. Tratava-se de uma resposta positiva á alguém a quem muito amava, Jesus. Procurava estar sempre em oração, visitando os pobres, os doentes, tendo sempre uma palavra de carinho para o necessitado e quantas vezes o pão da eucaristia, da palavra, também da fome, alimento inexistente em lares paupérrimos, eram levados, pessoalmente para quem mais precisava, devido a injustiça social, dureza dos corações.

"A pobreza que Deus ama é o desapego, miséria existe por causa da injustiça social" Ramon Sanglard Malosto

Tags: malosto solange

Padre Júlio Maria De Lombaerde "Servo de Deus"


Arauto do Evangelho de Jesus



Manhumirim é o berço da Congregação fundada por um missionário, Padre Júlio Maria De Lombaerde, natural de Antuérpia, cidade da Bélgica, com uma história que data da cidade Média, maior da região da Flandres. Padre Júlio Maria De Lombaerde, foi um missionário que como poucos com seu testemunho, suas proclamações, anúncio da palavra, foi um arauto do Evangelho de Jesus, sua eloquência ou seja veemência em suas mensagens, encantava, fascinava, os pobres, aprofundando, entranhando como um aguilhão o coração dos ricos, conscientizando-os de que Deus não recriminava os ricos por serem ricos e sim por não saberem repartir e que todos somos filhos do mesmo Pai. Como mensageiro da palavra, analisava informar as pessoas sobre a necessidade de agentes pastorais para as pessoas de poder aquisitivo maior.
"Deus me da tanto, porque não devolver um pouco" Ramon Sanglard Malosto

Tags: malosto solange

ESPIRITUALIDADE
Leonardo Boff

“Leonardo Boff situa o tema da espiritualidade no contexto dramático e perigoso em que se encontra atualmente a humanidade. Sua reflexão quer captar a urgência da espiritualidade e enfatizar sua premente atualidade em face dos mitos que circulam pela cultura – mitos da exterminação da espécie, da liquidação da biosfera, da ameaça do futuro comum, da terra e da humanidade.
Em momentos assim dramáticos, o ser humano mergulha da profundidade do Ser e se coloca questões básicas: O que estamos fazendo neste mundo? Qual é nosso lugar no conjunto dos seres? Como agir para garantirmos um futuro que traga esperança para todos os seres humanos e para o planeta? O que podemos esperar além desta vida?
É neste contexto que o autor coloca a questão da espiritualidade. Ao citar o Dalai-Lama, considerado por ele como uma das pessoas mais messiânicas do nosso tempo, Leonardo Boff evidencia a distinção essencial entre a religião e a espiritualidade: a primeira associada a crenças, dogmas,rituais; a segunda relacionada às qualidades do espírito humano – compaixão, amor, tolerância, capacidade de perdoar, solidariedade -, que trazem felicidade para a própria pessoas e para os outros. E denuncia momentos e formas em que religião se torna a negação da espiritualidade.”

“A espiritualidade não é monopólio das religiões, nem dos caminhos espirituais codificados. A espiritualidade é uma dimensão de cada ser humano. Essa dimensão espiritual que cada um de nós tem se revela pela capacidade de diálogo consigo mesmo e com e com o próprio coração, se traduz pelo amor, pela sensibilidade, pela compaixão, pela escuta do outro, pela responsabilidade e pelo cuidado como atitude fundamental.”

“A espiritualidade vive da gratuidade e da disponibilidade, vive da capacidade de enternecimento e de compaixão, vive da honradez em face da realidade e da escuta da mensagem que vem permanentemente desta realidade. Quebra a relação de posse das coisas para estabelecer uma relação de comunhão com as coisas. Mais do que usar, contempla.
Há dentro de nós uma chama sagrada coberta pelas cinzas do consumismo, da busca de bens materiais, de uma vida distraída das coisas essenciais. É preciso remover tais cinzas e despertar a chama sagrada. E não irradiaremos. Seremos como
o sol.”

“Leonardo Boff descreve poeticamente as dimensões mística e política da espiritualidade de Jesus Cristo, fazenmdo também a distinção entre o Reino de Deus anunciado por Cristo e a igreja como construção humana posterior, sujeita a distorções capazes de comprometer fundamentalmente a mensagem original.
Ilumina a nossa compreensão mostrando a diferença entre os caminhos espirituais percorridos pela humanidade do Ocidente e no Oriente para concluir, à luz de uma afirmação do Dalai-Lama, que a melhor religião é a que nos faz compassivos, sensíveis, amorosos, humanitários, responsáveis. E que nenhuma religião pode invocar o monopólio dos meios para chegar a Deus.
Termina seu texto com um comovente diálogo com sua mãe, analfabeta, mas possuidora de uma sabedoria que lhe permitia ver Deus na transparência da realidade e de cada experiência concreta.
Diz Leonardo Boff “Em nossos escritórios e nos nossos gabinetes de trabalho podemos ser cínicos, podemos acreditar ou desacreditar de qualquer coisa. Mas não podemos desprezar a aurora que vem, não podemos desfazer olhar inocente de uma criança, não podemos contemplar com indiferença a profundidade do céu estralado sem cair no silêncio e na profunda reverência, nos perguntando o que se esconde atrás das estrelas, qual é o caminho da minha vida, o que posso esperar depois dela.”
São perguntas que o ser humano sempre se coloca e, ao coloca-las, revela-se como ser espiritual. Quando nos abrimos para acolher essas mensagens, para orientar nossa vida num sentido que produza leveza, irradiação, humanidade, aí deixamos aflorar a nossa dimensão espiritual.”

Leonardo Boff em uma das menções que faz sobre Dalai-Lama, comenta sua resposta sobre o que é Espiritualidade:
Dalai-Lama dá uma resposta extremamente simples: “Espiritualidade é aquilo que produz no ser humano uma mudança interior.”
Não entendo direito alguém perguntou novamente: - Mas se eu praticar a religião e observar as tradições, isso não é espiritualidade?
O Dalai-Lama respondeu:
- Pode ser espiritualidade, mas, se não produzir em você uma transformação, não é espiritualidade.
- Acrescentou: Um cobertor que não aquece deixa de ser cobertor. Como diziam os antigos, os tempos mudam e as pessoas mudam com eles. O que ontem foi espiritualidade hoje não precisa mais ser. O que em geral se chama de espiritualidade é apenas a lembrança de antigos caminhos e métodos religiosos.
Arrematando, diz: O manto deve ser cortado para se ajustar aos homens. Não são os homens que devem ser cortados para se ajustar ao manto.

Extraído do livro Espiritualidade, de Leonardo Boff, Editora Sextante. 20-02-2003

Tags: malosto solange

VOAR

Passamos uma vida presos

Qual pássaros em suas gaiolas!
Medo de amar!
Medo de olhar a vida de frente!
E naquele pequeno espaço,
Cantamos nossas dores e sonhos!
Muitas vezes se abrem
As portas de nossas gaiolas
Mas permanecemos ali
Acostumados...
Encolhidos...
Nas nossas vontades e sonhos!
Não tenhamos dúvidas!
À primeira oportunidade
Devemos alçar
O vôo dos falcões!
Calmo
Confiante
Determinado
Amar sem medo!
Brincar um pouco com a vida!
Não ter medo dos rochedos!
E sobre eles
Estender nossas asas
Corajosas de falcões!
E sair em busca
De nossos sonhos!
Como o Condor...
Tentar enxergar
As pequeninas coisas à nossa volta
E saber apreciá-las!
Dando um sentido novo
À nossa vida!
Não sermos como pássaros de gaiolas,
Mas, Falcões e Condores do céu!
A cada dia existe
Uma renovação constante
E nunca um dia
Será como o outro...
Não há dores eternas!
Não há lágrimas eternas!
Não há perdas eternas!
Há sorrisos esperando-nos...
Dias de sol
O abraço dos amigos, dos filhos.
E tantos sonhos lindos!
Um amor nos espera
Para voar... voar... voar...
Porque a vida
É um recomeçar diário
De um vôo!
E gaiolas
não foram feitas
Para pássaros
Tampouco para Falcões!

Tags: malosto solange

Ideal * Mulher do Evangelho*

No seu ideal de fraternidade, propunha à Congregação o lema: "Um só coração e uma só alma".

Madre Maria Beatriz,
Co-Fundadora das Irmãs Sacramentinas de Nossa Senhora*

Tags: malosto solange

⁠Missão missionária *

"⁠Nascemos de uma profunda experiência de Deus marcada fortemente pelo Espírito Missionário, pela contemplação do Mistério Eucarístico e por um grande amor a Nossa Senhora. A Eucaristia e Maria são, pois, fonte de nossa vida e ação missionária."

Irmã Aparecida Rosa, sdn
Irmãs Sacramentinas de Nossa Senhora

Tags: malosto solange

⁠Segredo da vocação religiosa *

" Você já deu tempo ao seu coração, para compreender qual é o chamado que Deus está desejando lhe fazer?
O grande segredo para saber para qual vocação Deus nos chama é simples – ESCUTAR O CORAÇÃO. E, não ter medo de arriscar-se em Deus"

Irmã Maria Aparecida Rosa, sdn

Tags: malosto solange

⁠⁠C'est la vie ***

Acredito que o incontestável, autentico brio of life, experimenta-se no encantamento, desejo o qual defrontamos no sentido a cativar. Afável, céus, as atitudes, os princípios morais, a única, sui generis, coisa que nos impede de apoderar - se de nossos objetivos. Qualquer obstáculo que apareça é impossível de vencer, se nossa determinação, empenho, propósito, for maior do que isso, fazendo a diferença, lutando consciente pelo que acreditamos e sendo um ser humano melhor. O primeiro escalão de um propósito é ariscar -se, o segundo é esforçar-se, terceiro é alvejá-lo, agora, próximos você escolhe. Abra suas asas impedindo que alguém as corte colocando em dúvida sua capacidade.Iris Sanglard

Tags: malosto solange

⁠Humildade

A humildade leva - nos a identificar o pecado e a solicitar a absolvição, além disso, assessoria - nos em nossas familiaridades, com outros seres humanos. O humilde abençoado por Deus, distingue que não é superior á nenhuma pessoa e que todos merecem amor e atenção" Ramon Sanglard Malosto

Tags: malosto solange

⁠Humildade *

" O humilde admite que sua vida submete - se á Deus a qual, tudo, todas as suas habilidades, realizações, proezas, vêm do omnipotente Altíssimo. Em sua singeleza, admite que sem Deus inexistimos, uma vez que, enquanto o orgulho, altivez, contrária a simplicidade, singeleza manipulam, tomando conta do ser, acabam arrebatando - o, porém existe a certeza que a humildade aproxima" Gabriela Sanglard

Tags: malosto solange

⁠Voto de pobreza dos religiosos*

O voto de pobreza do religioso é o desapego das posses terrenas ou seja mundanas, segundo os mesmos, fúteis, bem como o desinteresse da elevação dos valores adquiridos pessoal em benefício de outrem em sua vida comunitária. Deste modo, visto que uma pessoa acumula fundamentos, bases ou alicerces, carecerá preocupar-se em intentar os semelhantes, com quem convive diariamente, promovendo seu desenvolvimento de vida espiritual, devotada, intelectual, especialista, repartindo cultura e sabedoria aos irmãos de congregação como se reparte o pão. O religioso que pensa unicamente em sua própria vida, moradia, bem estar, esquecendo o Instituto, irmãos consagrados, tendo conhecimento das reais necessidades das obras e iniciativas, vive uma pobreza falsa. A pobreza de cada religioso será refletida na Instituição, com sua oração, seu trabalho, seu esforço e dedicação, pois não é o Instituto de Vida Consagrada que constitui e faz o seu membro, mas sim este o constitui. Seu exemplo, seu testemunho vivo, é que o exterioriza e o lança no meio ambiente como germe inesgotável do amor cristão. tão importante, exercido pelos religiosos professos, concluo que o voto de pobreza será vivido na intensidade apresentada se os religiosos atenderem ao pensamento da Igreja expresso na Constituição Dogmática Lumen Gentium e no Decreto Perfectae Caritatis.

Texto baseado ao pensamento da Igreja expresso na Constituição Dogmática Lumen Gentium e no Decreto Perfectae Caritatis. Solange Malosto

Tags: malosto solange

⁠Voto da obediência

⁠⁠Cristo vivenciou uma existência de devoção ao Pai, desde seu nascimento até a morte de cruz, se fez disponível e de modo absoluto, em empenho à sua missão salvadora.
“Foi oprimido e humilhado, mas não fez comentários; tal como cordeiro, ele foi levado para o matadouro; como ovelha muda diante do tosquiador, ele não abriu a boca.” Isaías 53, 7
“‘Sou eu que devo ser batizado por ti, e tu vens a mim?’ Jesus, porém, lhe respondeu: ‘Por enquanto deixe como está! Porque devemos cumprir toda a justiça.’ E João aprovou.’” Mateus, 3, 14-15
“Jesus disse-lhe: ‘Vá embora, Satanás, porque a Escritura diz: ‘Você adorará ao Senhor seu Deus e somente a ele servirá.’” Mateus 4, 10
A história de Cristo amplia nossos olhares sobre o que de fato significa a “obediência”. Muito mais que uma imposição, ela representa uma relação de confiança e entrega a Deus.
“Eu desci do céu, não para fazer a minha vontade, mas a vontade daquele que me enviou.” João 6,38
Conscientizados do valor do voto da obediência, e em submissão à santa madre igreja, religiosos se espelham no testemunho de seus superiores, em âmbito corporativo, regional e coletivo, vivendo a maturidade na liberdade como filho de Deus.

Tags: malosto solange

⁠" Sancti estote sicut et Pater Cailestis Sanctus est " ( Mt 5m48)
⁠⁠⁠⁠⁠⁠⁠⁠⁠⁠⁠⁠⁠"Sede santos assim como Vosso Pai Celeste é santo" ( Mt 5,48)
Não é quem não fraqueja, fazendo tudo de forma perfeita que é santo. O convite à santidade, é um convite à bem aventurança, possível, pois Deus nunca nos pede coisas inatingíveis. Santidade realiza-se, sentindo ou seja vivendo os acontecimentos do nosso cotidiano, desempenhando de forma virtuosa, tendo um relacionamento humano baseado na prática das virtudes, atributos, dom e uma convivência equilibrada, harmoniosa, fraterna.
O apóstolo Pedro foi claro, na sua primeira epístola (1Pd 1, 15): «A exemplo da santidade daquele que vos chamou, sede vós também santos, em toda a vossa maneira de viver». Ser santo é possível a cada um de nós, aceitando o convite do Pai, para viver a própria vida, de forma diferente, ao estilo de Jesus, colocando, os princípios, valores éticos e morais, contidos nos princípios de Deus. Em sua primeira epístola, diz que o Pai que evocamos ou seja recorremos é aquele que julga, sem acepção de pessoas, segundo a obra de cada um, durante o tempo da nossa romaria, peregrinação pela terra. O caminho para a santidade, é a espiritualidade centrada na pessoa do Cristo em sintonia com o Espírito Santo de Deus. Sem oração, dificilmente seremos santo. Santidade é estar aos pés de Jesus, filho de Maria " Maria, Medianeira de todas as graças " É bom que estejamos sempre em privacidade, intimidade com o Alto, agindo ao mesmo tempo na história da humanidade, transformando - a mais autentica e tornando - a cada vez mais semelhante aos desejos do Pai" Sem uma alma santa, sem sintonia com o Pai, impossível viver em santidade...!!! texto de Solange Malosto

Tags: malosto solange

A espiritualidade vive da gratuidade e da disponibilidade, vive da capacidade de enternecimento e de compaixão, vive da honradez em face da realidade e da escuta da mensagem que vem permanentemente desta realidade. Quebra a relação de posse das coisas para estabelecer uma relação de comunhão com as coisas.

Tags: malosto solange

Chrism ⁠⁠Sacramentum Confirmatonis

⁠⁠Crisma * Confirmação do Batismo*

Sacramento da Confirmação* Maturidade*

Não é verdade que o Batismo seja imperfeito, defeituoso, e necessite ser concluído, completado, lógico que o sentido é outro, a confirmação do mesmo, nos dá a graça da maturidade cristã, sensatez, equilíbrio, de tal modo que a vida nova recebida no Batismo pode e deve, agora com a Crisma, ser testemunhada e transbordada para os outros com o encanto, a graciosidade, graça deste mistério, Sacramento. Solange Malosto

Tags: malosto solange

Eucaristia *

⁠Ecclesia de Eucharistia *

Na encíclica Ecclesia de Eucharistia, Sua Santidade o papa João Paulo II afirma " Eucaristia é verdadeiramente um pedaço de céu que se abre sobre a terra; é um raio de glória da Jerusalém celeste, que atravessa as nuvens da nossa história e vem iluminar o nosso caminho", é chamada atenção para o fato significativo de que no lugar onde os evangelhos sinóticos narram a instituição da Eucaristia, o Evangelho de João propõe a narração do "lava-pés", gesto que mostra Jesus mestre de comunhão e de serviço (João 13:1-20); atenta para o fato do apóstolo Paulo qualificar como " indigna" uma comunidade cristã cuja participação na Eucaristia se verifique num contexto de discórdia e de indiferença pelos pobres (I Coríntios 11:17-22).

Papa João Paulo ll

Tags: malosto solange

⁠Sacramentum Baptismi * Sacramento do Batismo*

Instaurado por lesus Christus, visto que a matéria longínqua do mesmo é a verdade no que concerne a água natural, confere a graça da justificação, efetiva palpável, a remissão de todos as punições do pecado, tanto eterno quanto temporal. outrossim, recebido indevidamente, é válido, imprime na alma do destinatário * uma marca espiritual indestrutível, o Caráter Batismal, e por esta razão, não pode ser repetido. O Batismo pela água (Baptismus fluminis) é, desde a promulgação do Evangelho, necessário para todo o homem sem exceção, para salvação, podendo ser validamente administrado e recebido por alguma pessoa, durante uma adversidade de vida e que ainda não esteja batizada. texto de Solange Malosto

Tags: malosto solange

Vexação

⁠Só quem sentiu sabe o quanto a vexação ou seja afronta deixa marcas inapagáveis que parecem ser eternas dentro do nossa alma, ninguém quer ser abaixado e qualquer desacato que soframos como surpreende - nos! De quando em quando é bom lembrarmos, que sem percebermos, humilhamos outros, com nossas atitudes, que reflitamos colocando - nos à meditar!

Solange Malosto

Tags: malosto solange