Yvis Reis Faleiro Dos Santos

Encontrados 14 pensamentos de Yvis Reis Faleiro Dos Santos

Boca me deixa louco para falar com sua boca
Que minha boca pode ser sua toda
Molhando a minha boca
Com o suor da sua boca.
Que me diz palavras rocas
Que sussurra em minha boca
E me conta verdades loucas

Que me canta a sua forma morta
Da musica que me toca
De sorrir com sua boca torta
Que me beija de muitas formas

Que me faz ouvir seus choros
Despertando os meus ruídos
Porque o choro que tu destes
São musicas em meus ouvidos

Nos escuro sua fala de desespero necessário
Com a boca se acontece o encontro com dos teus lábios
Desviado, coagidos entrelaçado com os dentes.
Do teu lábio apertado, mostra a dor que você não sente.

Com a boca e as palavras me sussurram um acordo
-Eu o amo meu amor, mas não me deixe sem seu conforto.
Quando ouvi essas palavras nunca, mas quis te deixar.
Foram palavras da sua boca que eu aprendi a amar.

Yvis Reis Faleiro Dos Santos
Inserida por Yvis

Do que se pouco se fala, e o que se, mas faz.
Da vida não se leva nada, do que se trás.

Yvis Reis Faleiro Dos Santos
Inserida por Yvis

Por aquilo que se luta muito, certamente conseguimos, mas depois que chegarmos ao ponto o que nós pedimos?

Yvis Reis Faleiro Dos Santos
Inserida por Yvis

Suicídio, O Silencio
S.O.S
Olhos divinos, o que você vê não pode se acreditar.
Você não e um deles não se taque do décimo andar.
Abra as portas e as janelas, deixe a luz entra.
Isso te faz ter solidão?
Me, diga como posso ajudar-la?
Se você tem tanto amor, por que ainda fica assim?
Não basta ser amada?
Ou toda menina tem esse sentimento?
Não pule contra o vento que não te segura!
Meus braços estão leves.
Onde está você?
Precisa ficar sozinha?
Mas, desejo acompanhá-la.
Reclamas tanto de solidão
Por que não posso ficar aqui
A minha insistência a incomoda?
Pos bem, estou indo embora, mas não esqueça de me ligar!
Hoje leio noticia de acontecimento do dia de ontem.
E não entendo por que não me ligou.

Yvis Reis Faleiro Dos Santos
42 compartilhamentos

As noites são loucas, do mesmo que não tem tudo, mas tem o nada nas ruas.
Atropelando o próprio pé, batendo em ombros amigos.
Todos nós somos um, do álcool encontramos a diversão.
Encentramos o meio de expressa o escondido que a sociedade não permite
Não nos tornamos julgadores dos nossos próprio ser, para esconder tudo que a de bom em si mesmo.
Encarando a razão sem vergonha de uma sociedade perfeita das suas próprias visões duvidosas.
Quem somos nós para julgar na frente de um espelho?

Yvis Reis Faleiro Dos Santos
Inserida por Yvis

A fome e a falta de oportunidade, não desperdicem comida.

Yvis Reis Faleiro Dos Santos
Inserida por Yvis

Tu és a flor, mas bela do campo.
Desabrocha no outono assim como sua beleza a não desfaça e meio tantas flores.
Em um campo minado, onde vivemos a lei da natureza nada e tão gratificante como sua franqueza entre tanta tristeza.
Esbanjando-se, pos tua felicidade como uma rosa que se abre pela amanhã.
Com um gira-sol que persegue a ti, brilhante e deslumbrante, composta de amor.
Es tu minha flor.

Yvis Reis Faleiro Dos Santos
Inserida por Yvis

Inveja

A inveja e uma fantasia rica, quanto, mais se veste mais santo ficam.
Encontramos na inveja um personagem sorridente, um personagem que e sempre o certo, aquele que esconde quem é da vergonha de ser descoberto faz o papel perfeito para sair do caso.
A inveja e a falta de sinceridade, por, mas que esteja na cara, nunca admite a verdade.

Yvis Reis Faleiro Dos Santos
Inserida por Yvis

Tenho saudades do que nunca tive, parece que quanto, mas me lamento, mas lembro que nunca vivi aquilo.
Não sei se faz parte chorar de raiva, mas nunca deixarei de esquecer os momentos, não sei se dou o nome de “saudade”, mas mesmo assim sinto um aperto no coração por uma falta inexistente que me persegue como meu cheiro, sempre reconhecível e nunca sai de mim.
E como sentir a pele arrepiar por uma brisa que te encosta, se sentir frágil, sabe que tudo aquilo eram palavras de conforto que faziam a sinceridade se esconder em um buraco profundo onde minha mão não alcança, mas com ajuda de alguns consegui enxerga um a luz de esperança, que me mostrava que o amor nem sempre pode ser correspondido, amar sem ser correspondido, e acreditar em momento que queria passar, e que não passaram.

Yvis Reis Faleiro Dos Santos
Inserida por Yvis

Senhora do meu destino
Da beleza pura criou um filho
Nada melhor que sentir seu abraço
Mas errado que eu esteja ela consegue manter um laço.
A beleza divina de qualquer mulher, nada chaga, mas perto do que ela é.
O conforto que me da ninguém nunca dará.
Vem dela o amor que nunca vai acaba.
Nada e pra sempre, mas nunca espero seu fim, antes eu morra.
Do que não ver a senhora aqui.
(Mãe te amo, mas que a senhora imagina)

Yvis Reis Faleiro Dos Santos
Inserida por Yvis

Medo

O medo, e quando fizemos algo de errado com alguém de uma coisa que não tínhamos coragem.
Quando você faz uma falsidade com um amigo, e quer que ele não descubra isso causa medo, mesmo que ele esteja te tratando da mesma forma, qualquer coisinha pode ser algo diferente, isso causa medo.
O medo e o sentimento de sensibilidade onde mostra que você pode ser frágil mesmo sendo quaisquer coisas.
Os mas fortes tem medo de ficar fraco, e os fracos tem medo dos fortes.
Vai entender o medo, eu tenho medo de tudo.
O medo e um dos maiores sentimento que existem, tipo, o medo ele faz sentirmos frio em uma situação assustadora como um assalto, como a madrugada.
O medo encosta em seu ombro e diz em seu ouvido para você paralisa seu corpo como uma doze, de anestesia imediata.
O medo e um sentimento que nós não devemos temer, por que se não, teremos medo.

Yvis Reis Faleiro Dos Santos
Inserida por Yvis

A vida e uma poesia tem que viver pra escrever.

Yvis Reis Faleiro Dos Santos
Inserida por Yvis

Você se irrita com as coisas mais bobas pra mim, claro eu não consigo entender o que você pensa.
Mas acho que se tentasse me entender, veria que as coisas realmente são bobas.
Eu o amo, mas você não sabe, acha que as palavras feitas com raiva são frutos da minha realidade, sentimentos reais, mas e tudo bobeira, são coisas da idade.
Mesmo que você tenha passado por essa fazer, nem sempre são iguais, e por isso que vem a diferença de pensamento.
Eu te amo e você não percebe, mas só queria que soubesse que tento ser você nas coisas, mas simples, como uma escova de dente, quando troco a cor da minha pela sua antiga, quando leio livros, tentado ser você, mas quando faço bobeira para chamar a atenção é e você me da bronca, faço isso por que se fosse de outro jeito não iria conseguir o que quero.
Às vezes não entendo por que não consigo me expressa
Deve ser por que tenho vergonha.
E me pergunto “por quê?”.
Essa vergonha me abita e me domina
Como coleiras em animas
Assim como o ciclo da vida
Mesmo sabendo que não tem jeito de parar o tempo
Mas perdi tempo tentando me entender por quê?
Eu não consigo falar que te amo, mas consigo escrever.
Eu não ando com a tal idéia de você ser meu “Herói” e meu “Bandido”
Você simplesmente será meu pai, o meu melhor amigo.

Yvis Reis Faleiro Dos Santos
Inserida por Yvis
1 compartilhamento

Como amar?


Todo mundo tem sei jeito de amar, mas o seu amor nem sempre pode ser o amar do outro, o amor e só uma nuvem de chuva passageira, como uma carreira esta sempre descendo, se escondendo, dissolvendo como fumaça ao ar, não sei o que é amar, me despeço antes de chegar.

Não tenho medo de amar, tenho medo de ser amado, magoar por não saber amar, e se deixar cair como folhas de árvores, no leve vento da depressão.

O amor é uma ficção, agente sempre tentam, mas desvendar o mistério da beleza, sem ao menos saber o sabor que é, pulamos de cabeça sem saber se a piscina esta cheia de esperança, e encontramos sempre o inesperado da luz que se apaga no fim, por que o amor e uma pilha que é recarregável se nós fizermos uma coisa só, a luz se apagara.

Yvis Reis Faleiro Dos Santos
Inserida por Yvis