Sabrina Gomes - Spiderwebs

Encontrados 22 pensamentos de Sabrina Gomes - Spiderwebs

Sua alma chorava, sua vida era uma verdadeira ilusão, daquelas que vemos nos livros e caímos em exaustão.

Sabrina Gomes - Spiderwebs
Inserida por sabrinnagomes
1 compartilhamento

Depois dos quinze e antes dos dezoito

O que acontece depois dos quinze e antes dos dezoito? Nada de surpreendente, garanto. Algumas pessoas tem sorte, mas a maioria, vive uma vida normal, de gente normal. Essa fase é a fase da espera, paciência e do adeus. Adeus às facilidades e adeus ao mundo da ‘’assinatura do responsável’’. Você tem privilégios e grandes perdas. Responsabilidades e facilidades.

Eu agora não consigo concluir esse texto com uma lição, ou reflexão. Vivo neste momento uma transição que está em contínua construção. Posso apenas dizer que espero, profundamente, no futuro, poder tirar alguma coisa desse momento que eu vivo agora. Estou mais confusa do que nunca, esperando a maioridade, esperando o melhor, mesmo em meio às tribulações. Mas é o desafio. Mais um desafio que a vida me propõe. Se algo me permitiu viver isso até aqui, não foi atoa. Mas creia que, quando isso passar, algo vai ficar. Se são coisas boas, se são coisas ruins, eu realmente não sei. Quando eu descobrir, eu te conto.

Prometo.

Sabrina Gomes - Spiderwebs
Inserida por sabrinnagomes
1 compartilhamento

Nossas decisões são totalmente divergentes. Eu penso A, você pensa B. Antes nós nos amávamos. Hoje, nós nos aturamos. Será que o amor é como um produto que vem com o prazo de validade? Se for, nosso prazo já está vencido há meses.

(Carta ao futuro ex namorado)

Sabrina Gomes - Spiderwebs
Inserida por sabrinnagomes
1 compartilhamento

Nosso amor está surdo, mudo, cego e paralitico. A nossa música já não toca mais nas rádios. Eu preciso te dizer adeus, agora, e não me arrepender mais por isso. Vai ser melhor assim. E quando você cair por si, eu sei, vai me ligar nas tardes de sábado. Vai tentar mudar o que já não existe, vai tentar ser mais ou menos bom em duas semanas e voltar tudo como era antes. Sinto muito em dizer que meu tempo já acabou. Não quero saber o quanto terei que chorar, me indagar e pensar o quanto nós somos infelizes e insistimos nessa infelicidade. Eu não quero mais isso pra mim. Olha, não me liga mais. Não venha tentar colar um vaso de cristal. Já não há cura. Não há mais como cicatrizar as nossas feridas. Como tocar em cordas partidas?

Ass: aquela que buscou sua outra metade,
mas não a encontrou em você.

(Carta ao futuro ex-namorado)

Sabrina Gomes - Spiderwebs
Inserida por sabrinnagomes
1 compartilhamento

Se eu falo, não me escuto. Se me olho no espelho, não reflito. Escrevo e simultaneamente recupero meus sentidos.

Sabrina Gomes - Spiderwebs
Inserida por sabrinnagomes
1 compartilhamento

Eu não quero pensar na última frase que deixarei soar pelos meus lábios. Nem no último ‘’eu te amo’’ e nem na última despedida dolorosa. Nem no último olhar de ternura, muito menos última compra totalmente desnecessária que me trouxe sérios arrependimentos. Não quero pensar na última ligação, na última saída e na última coisa errada que já fiz. Não quero pensar no último adeus. E provavelmente, não quero pensar no último texto. Mas se, de fato, esse fosse meu último texto, eu iria em paz. Porque mais uma vez usei a escrita como a forma de me encontrar, sendo exatamente do jeito que eu idealizo, quando mais uma vez, me arrisco. Verdadeiramente humana. Sendo eu. Eu posso me ver. Como um espelho. Escrevo e me vejo, a partir daí, sou escrita.

(Se esse fosse o último texto)

Sabrina Gomes - Spiderwebs
Inserida por sabrinnagomes
1 compartilhamento

Mas ainda, prefiro a emoção. Os sentimentos. As particularidades. Tudo que eu não posso ver e tocar, mas posso sentir. Eu gosto de um desafio. De poder imaginar, ter essa liberdade de me surpreender comigo mesma. Porque as coisas mais complexas dessa vida, eu resolvi escrevendo e quero que continue assim até o fim dos meus dias. E olha, este texto é mais ‘’um dedo de prosa’’ do que algo realmente significativo. Mas é um texto e sei que se não fosse o mistério oculto do que sinto aqui dentro, eu não conseguiria chegar nem no primeiro parágrafo.

A escrita por muitas vezes me trouxe respostas. E diferentemente do meu organismo, o meu coração continua sem imunidade. E eu até prefiro que seja assim. Porque essa falta de proteção me permite a chegar a experiências imprevisíveis e inimagináveis. Permite-me ‘’ser’’ e, sobretudo, ser escrita.

Escrever.

(Um dedo de prosa)

Sabrina Gomes - Spiderwebs
Inserida por sabrinnagomes
1 compartilhamento

Avesso

Se não te tenho, enlouqueço. Se me distraio, me esqueço.
Queria saber qual é o endereço para essa felicidade que não tem preço!
Ah o apreço! É minha alma que anseia por aconchego.
E sabe que desde o começo, você me vira do avesso.

Sabrina Gomes - Spiderwebs
Inserida por sabrinnagomes
1 compartilhamento

A gente não se conheceu numa balada, nem através de recadinhos de amigas. A gente não foi pra nenhuma rua escura, nem para lugares distantes pra descobrir o que é ter alguém pra amar. Ele foi ao meu encontro, e eu fui ao encontro dele. Sem nenhuma pretensão ou planejamento. Ele estava ali, o tempo todo. Morava na mesma rua que eu, mas nós nunca tínhamos nos falado. Era lindo, aliás, tinha o sorriso mais bonito que eu já vi. E ficou mais lindo ainda, depois que nos demos o nosso primeiro beijo. E hoje, depois de tantos anos, eu ainda olho para ele e procuro entender como nosso amor foi acontecer. Mesmo depois de tantos beijos dados, brigas, choros, declarações, cobranças e momentos de emoção. Eu ainda não entendo como ele passou a ser a minha metade. Então, parei de ficar me questionando sobre isso e apenas viver esse amor, sem olhar pra trás.

(O cara)

Sabrina Gomes - Spiderwebs
Inserida por sabrinnagomes
1 compartilhamento

Repulsa


Você conquistou tudo de mim: ódio, amor, carinho, afeto, desafeto, tristeza, alegria , decepção e inclusive, repulsa.

Sabrina Gomes - Spiderwebs
Inserida por sabrinnagomes
1 compartilhamento

Desde já, meu muito obrigado. Pelas vezes que você parou para ler o que eu escrevo. Nesse momento, imagino eu que você poderia estar fazendo qualquer outra coisa. Jogando com os amigos, escrevendo, lendo um livro, se arrumando para uma grande festa, planejando coisas, sonhando, namorando, indo à praia ou vendo TV. Mas você estava aqui, o tempo todo e ninguém sabia. Você estava lendo, em silêncio, minhas palavras escritas. No seu quarto, no seu trabalho, na sua escola ou no seu celular. Não importa o lugar. Você sempre estava lá no seu lugar mais também estava aqui, comigo. Você é a pessoa mais incrível do mundo – pelo menos pra mim – e quero que saiba disso.

(Obrigado pelo seu silêncio)

Sabrina Gomes - Spiderwebs
Inserida por sabrinnagomes
1 compartilhamento

''I wanted to find a way to never die, and from there, I started writing.''

Sabrina Gomes - Spiderwebs
Inserida por sabrinnagomes
1 compartilhamento

Eu quis encontrar um jeito de nunca morrer, e a partir daí, eu comecei a escrever.

Sabrina Gomes - Spiderwebs
Inserida por sabrinnagomes
1 compartilhamento

Agora a chuva engrossou, e a cada minuto ela fica mais forte. Algo me diz pra ir lá fora e contemplar a chuva, mas eu quero ficar aqui deitada na cama escrevendo. Minha escrita é que nem esses pingos de chuva lá fora, ás vezes fina, pouca e suave. Por vezes, grossa, e cheia de emoção e mistérios.

Sabrina Gomes - Spiderwebs
Inserida por sabrinnagomes
1 compartilhamento

Depois de tantas reticências, para mim, a nossa última crise não passaria de uma vírgula. Dói saber que para você, era o nosso ponto final.

Sabrina Gomes - Spiderwebs
2 compartilhamentos

Frases e fases

Todas as frases terminam com um ponto final. Todas as fases também.

Sabrina Gomes - Spiderwebs
Inserida por sabrinnagomes
1 compartilhamento

Minha dor não passa.
Minha dor corrói.
Essa noite eu não parei de pensar em nós.
Não sei se foi o melhor, mas dói.
Seu abraço é a cura.
Sua companhia , a anestesia
Você não sairá do meu pensamento.
Até depois do fim deste fragmento.
Meus erros, meus acertos
Minha humanidade inútil e imperfeita,
fizeram com que a porta ficasse estreita
E você saiu,da pior maneira
E olha que eu pensava que te teria a vida inteira.
Não sei se essa dor é passageira,
mas de qualquer maneira, essa realidade é verdadeira.
A dor ainda permeia minha'alma que chora por ver você partir.
Sinto falta do seu sorriso.
Sinto falta de sorrir.

Sabrina Gomes - Spiderwebs
Inserida por sabrinnagomes
1 compartilhamento

Sentimentos em ídem

E pensar que todas as vezes que você partiu, eu fazia questão de não deixar você sair sem saber o que eu sentia, e sempre ousava dizer o ''eu te amo'' que ficaria marcado até a última vez que nós nos veríamos. A última palavra que eu sempre queria escutar de você, era no mínimo ''eu também'' e era assim. Eu ficava tranquila. Eternamente apaixonada . Mas ontem, eu não consegui dizer mais nada. Eu não consegui reagir.
Você disse, sem dó nem piedade que queria partir.

Desde lá, não consigo mais sorrir.
Então finalmente, você disse adeus. Pra sempre.

Não tive forças pra dizer ''adeus, também''.
Silenciei minha tristeza na última lágrima.

Sabrina Gomes - Spiderwebs
2 compartilhamentos

'' O amor altera as leis da razão''

Sabrina Gomes - Spiderwebs
Inserida por sabrinnagomes
1 compartilhamento

Quando de tristeza a gente vai ter que sofrer pra ser feliz? Queria saber

Sabrina Gomes - Spiderwebs
Inserida por sabrinnagomes
1 compartilhamento

A escritora

Ela: eu não consigo escrever.
Ele: consegue sim, acabou de escrever uma frase.

Sabrina Gomes - Spiderwebs
Inserida por sabrinnagomes
1 compartilhamento

Pessoas são como livros

Não há nada que me faça mudar essa visão. Quer eternizar? Escreva um livro. Quer eternizar mais ainda? Seja um livro. Sem pudor, escute a voz do coração. Livros e pessoas marcam gerações e épocas. Livros e pessoas são fonte de inspiração em todo e qualquer texto, verso, frase ou parágrafo. O cotidiano não seria nada sem os livros e as pessoas. Livros e pessoas são poesia, pura canção. Pessoas não seriam nada sem livros. E os livros, o que seriam sem as pessoas? Não seriam. Não haveria emoção, inquietação. Aliás, não haveria nada.

Pessoas são como livros. Livros são eternos, logo, pessoas são eternas.Perca as pessoas pelas palavras . Ganhe as palavras pelas pessoas. Livros e pessoas, são palavras, ações. Por essas e outras razões, tenho cujas convicções, sem elas, já não sei o que me convém. Mas essa certeza jamais será efêmera, e é isso o que apesar de tudo, ainda me mantêm. Seja por mal, ou seja por bem.

Pessoas me encantam.
Livros também.

Sabrina Gomes - Spiderwebs
2 compartilhamentos