Rinaldo Pedro

1 - 25 do total de 67 pensamentos de Rinaldo Pedro

ESTOU DE VIAGEM
O vento sopra,
O horizonte avança,
A imaginação brota,
Um sonho alcança.

Cada canto
Uma nova cidade,
Um ar de encanto,
De felicidade.

Lugares acanhados,
Tamanha simplicidade,
Outros avançados,
De prosperidade.

Um verde esquisito,
Relevo acidentado,
Galhos retorcidos,
Estou no cerrado.

Carros que se cruzam,
Pessoas que passam,
Famílias que se mudam,
Viajantes que se afastam.

Estrada sinuosa,
Subindo e descendo,
Curvas perigosas,
Ora dormindo ora atento.

Eu prossigo a andar
Contemplando a imagem,
Não posso parar,
Estou de viagem.

E a temperatura
Esquenta o carro,
É sol e chuva,
Poeira e barro.

O sol no caminho,
Amigo verdadeiro,
Não estou tão sozinho,
É o meu companheiro.

Mas chega a hora
De ele se esconder,
Tem que ir embora,
Té ao amanhecer,

Não estou preocupado,
A viagem continua,
Olhando ao lado
Eu vejo a lua.

Na solidão da noite
Recordações precisamos contê-las,
Na claridade dos pensamentos,
Sobre a luz das estrelas

Passo a passo
Avanço nos pensamentos,
No tempo e espaço,
Aproveitando os momentos.

Eu prossigo a andar
Contemplando a imagem,
Não posso parar,
Estou de viagem.

Rinaldo Pedro
30 compartilhamentos

O Retorno

Há vários anos, fui companheiro de viagem de um ancião que sentou ao meu lado, e sem que perguntasse, contou-me, depois de várias tentativas sem sucesso, sobre sua felicidade por estar voltando para sua cidade natal por ter sido jubilado no emprego. Contemplei as lágrimas no seu rosto, o brilho nos seus olhos, empolgação ao falar das dificuldades que enfrentou ao longo do tempo e a tristeza de estar voltando num momento em que suas forças já não eram as mesmas de sua mocidade.

Muito tempo se passou depois daquela conversa. As árvores, os postes, as casas, os campos, o horizonte, tudo corria em busca de novos sonhos. Cada momento que passava, sentia que estava mais perto de chegar no meu tão esperado destino. Olhando para o céu, podia contemplar a lua e as estrelas, essas sim, às vezes à esquerda ou à direita, não importava, a verdade era que elas eram fiéis companheiras pela noite, pois estavam sempre comigo pela estrada afora, não importando a imperfeição da situação, não importando as dificuldades da vida naquela ocasião. A vontade de chegar ao meu objetivo aumentava à medida que o tempo avançava. Fui tomado por um sentimento nostálgico, e o passado tentava sobrepor o então presente. Na mente, lugares, família e amigos pareciam estar congelados no tempo, uma esperança de um reencontro mágico, seria bom de mais, e às vezes somos traídos pela realidade. De repente, os lugares começaram parecer conhecidos, o coração acelerou na mesma velocidade dos motores e eu estava a alguns passos do final daquela jornada.

- Pai, mãe, sou eu! Seu filho que estava longe, que morava tão distante, que os senhores sempre pediram a Deus o seu retorno!
Onde estão vocês? Não consigo vê-los! Passei vários anos sonhando com esse momento!
- Hei! Estou aqui, venham ver, sou eu mesmo! Onde estão meus amigos do colégio?

Finalmente, fui ao espelho e vi a dura realidade estampada no rosto. A quantidade e a cor dos cabelos já não eram as mesmas, a pele estava com marcas da vida, porque não falar dos calos nas mãos. A força já não era a mesma da juventude, aliás, já não me chamavam de jovem, vi que tudo se passou, a vida continuou, todos viveram paralelamente, muitos se casaram, alguns se foram, tive a estranha sensação que cheguei atrasado ou tarde de mais. A ânsia do retorno cegou-me ao longo dos anos. Hei, a culpa não foi minha, também vivi a vida, porém em lugares diferentes. Estas lágrimas não são à toa, mas uma forma de pedir perdão, voltei, eu amo vocês! Voltei sim, para minha cidade querida, para o meu povo, para os meus poucos amigos e principalmente para aqueles que restaram da minha humilde família.

Rinaldo Pedro
13 compartilhamentos

O amar:
é a cada dia doar,
entregar sem pedir,
sonhar sem fingir
é gostar sem parar.
parar não é amar,
pois amar é continuar,
continuar sonhando,
é sonhar sem parar.

Rinaldo Pedro
79 compartilhamentos

A pele macia
cabelos ondulados
olhar de magia
rosto arrendondado

ombros firmes
braços que irradiam
mãos que acariciam
barriga em sintonia

coxas em silhueta
pernas bem dispostas
você é uma coisa perfeita
coisa que todo mundo gosta

Rinaldo Pedro
3 compartilhamentos

ontem era aquela por quem procurava,
hoje é esta com quem falo,
amanhã e sempre será você, meu amor!

Rinaldo Pedro
5 compartilhamentos

Solidão
vem como algo inesperado,
faz-nos tristes
meio cabisbaixo,
mas a ânsia de sair desta situação
é o principal inimigo,
é aí que mora o perigo.
Ficar tranquilo um sonho alcança,
passa o tempo e logo vem a esperança.

Rinaldo Pedro
18 compartilhamentos

vida e tempo
duas grandezas que andam em paralelo,
a primeira precisa de tempo
a segunda de vida
mas a vida é um vento
e infinito é o tempo.
Você já aproveitou hoje
o tempo que lhe resta de vida?

Rinaldo Pedro
162 compartilhamentos

Para Gonçalves Dias
a reciprocidade amorosa parecia impossível.
Para Cassimiro de Abreu era coisa ingênua...
já eu acredito,
é impossível ser ingênuo na hora de amar

Rinaldo Pedro
43 compartilhamentos

É sucesso ou não?

Sabedoria em dobro
constrói invenção,
sem perda ou estorno
tem seu retorno
sucesso ou não?

As rugas do rosto,
os calos das mãos,
experiência e ouro,
inteligência e tesouro
é sucesso ou não?

Rinaldo Pedro
Inserida por rinaldo

amar não é simplesmente expor,
é continuar expondo,
amar não é simplesmente falar,
é continuar falando,
amar é conjugar o verbo a cada dia
e dia dia continuar amando.

Rinaldo Pedro
10 compartilhamentos

Se amar é sofrer
acho que já sofri bastante,
para tudo há um sofrimento.
Se amar é viver
preciso viver intensamente,
aproveitando a cada momento.

Rinaldo Pedro
42 compartilhamentos

Meu amor,
No passado você era tão inexperiente,
com um jeito de menina
e um olhar de inocente.

Muitos anos se passaram,
você não envelheceu,
te vejo como aquela menina
meiga, frágil e tão linda
que meu coração se perdeu

Rinaldo Pedro
25 compartilhamentos

viver em busca de auto-entendimento
é tentar conhecer
o difícil de esclarecer.
Compreender a si mesmo
não é fácil,
mas a melhor resposta
é o que dizem a seu respeito
desde que não seja só defeito
pois em alguma coisa somos perfeitos

Rinaldo Pedro
56 compartilhamentos

A chuva te traz

Quando se aproxima uma nuvem cinza,
algumas imagens me aparecem,
com a água que em gota pinga,
vêm lembranças que não te esquecem

a chuva te traz a mim
por uma pequena fração de tempo,
como aguando todo o jardim,
dando um frescor ao pensamento

posso te enxergar paixão profunda,
mesmo você não estando ali,
num temporal que a terra inunda
e transborda o amor por ti

por um momento,
a chuva me faz de ti lembrar,
e, como uma folha ao vento,
desaparece devagar

Rinaldo Pedro
3 compartilhamentos

Se pudéssemos andar pelos sentimentos,
o amor seria uma estrada sem fim,
teríamos mão e sentido únicos,
cada quilômetro seria assim:
muita aventura, emoção,
desengano, traição,
no horizonte, via-se obstáculo,
cada passagem um espetáculo,
mas se houvesse, na prova,
disputa de chegada,
o amor mais sincero
e verdadeiro seria o que ganhava

Rinaldo Pedro
11 compartilhamentos

HINO DO CIGE

O nosso Centro é de completa integração,
tecnologia da mais alta precisão,
berço audaz da altiva comunicação
Guerra Eletrônica no nosso coração

Estamos numa sobranceira posição,
na defesa do espectro, um forte guardião,
é do planalto que sai nossa emissão,
Humberto Corrêa é o penhor dessa visão

"Guerreiros invisíveis em qualquer lugar
missões imprevisíveis sem demora, sem tardar
no silêncio de uma rádio freqüência
a potência de nossa interferência"


Vetor que é Tático, real operação,
sendo auxiliado pelo de Manutenção,
o Ensino faz-se com automatização,
O de Inteligência sigilosa informação

Cursos e estágios acompanham evolução,
instrutores e alunos excelente formação,
Guerra Eletrônica, pendão da instrução,
Essa é a unidade orgulho da instituição

(homenagem ao centro integrado de Guerra Eletrônica, BSB-DF)

Rinaldo Pedro
Inserida por rinaldo

Mãe, como pôde me amar?

"era um planejamento
ou quem sabe um acaso
um profundo sentimento
ou um fruto de um caso
um sinal apareceu
uma semente se formou
raiz que ali cresceu
uma bolsa que cuidou
dia dia se passou
no silêncio apareceu
semente se plantou
a plantinha floresceu
o anônimo acabou
a notícia se meteu
pois a língua divulgou
e alegria apareceu
um choro aconteceu
quando ele me puxou
mas você não sabia
como eu era ou seria
e eu não compreendia
porque de mim já gostou
só vi que me abraçou
e aquilo esquentou
senti forte calor
pelo olhar que dispensou
mas não me conhecia
como pôde dar amor ?
da sujeira me limpou
e o pranto acabou
feliz se tornou
de filho me chamou
uma lágrima derramou
de mim sempre cuidou
nenhum dia reclamou
e pra sempre me amou
por isso Deus te abençoou
mãe,
com palavras te agradeço
pois presentes não tem preço
mas um beijo eu te dou
em cada canto eu te vejo
cada vez que vou ao espelho
pois sou fruto de seu amor"

Rinaldo Pedro
3 compartilhamentos

Na vontade exacerbada
de, por exemplo, viajar e gastar,
mesmo com dinheiro em abundância,
somos, às vezes,pegos tristes,
pois o desânimo é o inverso da ânsia.

Na vontade exacerbada
do, por exemplo, encontrar e amar,
é como nos tempos de infância:
mãos suadas e frio na barriga,
o desânimo é o inverso da ânsia.

Rinaldo Pedro
Inserida por rinaldo

Só eu e você

Foi um momento lindo
Naquele lugar,
Você sorrindo
Começou a me beijar,
Sua boca pequena
No meu ouvido a falar
Te amo te quero,
Não deu pra acreditar,
A brisa caindo
À luz do luar,
Sua pele na minha
Começou a suar,
Senti o coração
No peito disparar,
O tempo parou
Quando você inspirou
Fechando os olhos
E se entregou,
Num abraço apertado,
Num beijo de lado,
Em cima ou em baixo,
Tudo esquentou,
Senti o calor,
Teu corpo meu corpo,
Minha dor sua dor,
Paixão ou amor,
Doces lembranças
Do que se passou,
momento importante
Não dá pra esquecer
Ninguém nos olhando
Só eu e você

Rinaldo Pedro
47 compartilhamentos

“Amar só há uma entrada na vida:
é entrar num beco sem saída.
É sentimento que dá frio na barriga
como se ferir e não ver a ferida.
Acho que amar é tanto quanto necessário:
é um alimento diário.
Amar é algo de dentro pra fora
como uma flor que desabrocha.
Amar não é algo do imaginário:
é simplesmente extraordinário.”

Rinaldo Pedro
42 compartilhamentos

Cenário passarela

Duas cidades
não consigo esquecer,
Uma tem o Paraíba,
outra o rio Tietê,
Uma é pedra de rubi,
Outra é do amanhã,
Uma tem o Morumbi,
Outra o Maracanã,
Posso agora apresentar
No abrir de uma cortina
Como as mais importantes
Da América Latina,
Uma é imenso cenário de novela,
Outra é famosa passarela,
Há um laço de união,
Se amor ou é paixão,
Ou eterna ligação,
só sei que elas não se escondem,
em baixo por via,
em cima por ponte,
conheço uma por seu brio,
outra digo por seu garbo,
uma chamo de Rio
outra chamo de São Paulo

Rinaldo Pedro
Inserida por rinaldo

Virtual e virtuosa

Ontem era recatada,
até mesmo sem poder,
vivendo mais reservada,
só o lar a preocupava,
menos informada,
parideira e do lar,
passava o tempo a costurar,
também a cozinhar,
dos seus filhos a cuidar,
sem pretensões, sem cobiça,
caseira e submissa.

Com a emancipação,
ela ganhou novos rumos,
partiu deixando saudades,
foi em busca da igualdade,
em busca da paridade,
já não se diz tão frágil,
não se ver como estágio,
pois veio pra ficar,
com bastante competência,
seu lema é trabalhar
sem parar e sem parar.

Tanto ontem como hoje
não se pode esconder,
virou duas numa só
com seu super poder,
trocou a cozinha,
o fogão e a pia
por um computador,
ao marido se igualou,
não foi nada casual
nem tão pouco duvidosa,
por ser hoje virtual
sendo ontem virtuosa.

Rinaldo Pedro
Inserida por rinaldo

Tudo que vivemos na vida é por amor,
O amor nos faz aprender no dia a dia,
Aprendemos a amar para ter uma vida melhor
para repassar...
você ensina o que aprende,
e aprende o que ensina:
O amor é quem nos ensina.

Rinaldo Pedro
6 compartilhamentos

Em algum lugar

Tua silhueta o horizonte espelha
Em noite de luar,
procuro-te olhando as estrelas,
sei que estás em algum lugar.

O horizonte te esconde,
Mas sei que vou te encontrar,
Não te vejo tão distante,
sei que estás em algum lugar.

Os nossos caminhos para convergir
basta ao acaso deixar,
não tente de mim fugir,
sei que estás em algum lugar.

Feche os olhos agora,
tu podes me achar,
encontro-te em outra hora,
encontro-te em algum lugar.

Rinaldo Pedro
2 compartilhamentos

Caminhando pelo passado

Caminhando pelo Recife
Sons estranhos me aparecem:
ao passado o presente assiste,
e algo estranho me acontece.
É Pernambuco da capitania,
que Duarte Coelho já sentia
sua força impoluta,
tendo ouro como açúcar,
doces brisas pelas ruas.
Soldados e suas espadas,
navios em suas esquadras,
e, olhando em direção ao mar,
corsários a passar,
disputando este lugar,
lutando sem cansar,
como hoje lutamos nós,
o egoísmo é o grande algoz,
pois pertence a humanidade,
vejo isso nesta cidade,
em relances de verdade.
O Recife é imortal,
é pedra fundamental,
de feito excepcional
produzido por Nassau.
Nassau é a Ponte
do passado ao presente.
O Capibaribe que nos diga!
Em suas águas o abriga,
como uma imensa Veneza
de rara e eterna beleza,
pedra de valiosos quilates,
como provam os mascates
cujas vozes ecoam por toda parte,
por ruas, entradas e becos,
seus comércios e apetrechos.
Na Rua da Praia houve até revolução,
Por aqui Insurreição.
Sua história é contada com muita devoção,
pois de história nós entendemos,
com vários ilustres convivemos:
Matias de Albuquerque, Henrique Dias, Gilberto Freire,
Paes de Andrade, Frei Caneca, Abreu e Lima,
Joaquim Nabuco, José Mariano, Paulo Freire,
Capiba, Luiz Gonzaga, Oliveira Lima,
Hermilo Borba Filho, Álvaro Lins,
Ariano Suassuna como cidadão, Nélson Ferreira,
João Cabral de Melo Neto, Osnan Lins,
Antônio de Figueiredo e Manoel Bandeira.
Conhecidos pela democracia, insurgência,
muita coragem, senso de igualdade,
ideário cívico, inteligência,
muita força e heroicidade.
Estando longe ou perto,
a saudade é sem igual,
sentimento de muita emoção,
que vai do frevo do Carnaval
à fogueira do São João.
Permita-me uma aliteração:
“Recife reino reluzente
dos Poetas ausentes”.
A minh’alma transborda
caminhando pela orla,
tudo vejo no ar da simplicidade:
águas, pontes, casas e grades
caminhando por esta cidade.

Rinaldo Pedro
Inserida por rinaldo
1 compartilhamento