melanialudwig

101 - 125 do total de 1677 pensamentos de melanialudwig

Nós temos que ser marabalistas de nossas próprias decisões...

mel - ((*_*))

melanialudwig
Inserida por MelaniaLudwig

Se o sol continuar a brilhar,
A chuva nosso solo molhar,
A família continuar unida,
O amor curar nossas feridas,
Tratar bem nosso vizinho,
Cuidar do outro com carinho
Ao amigo estendermos a mão,
Do trabalho vier nosso pão
Se houver saúde em nosso corpo,
O sorriso estampar nosso rosto,
Ao Criador sempre agradecer,
2015, também iremos vencer...

mel - ((*_*))

melanialudwig
Inserida por MelaniaLudwig

BOM DIA MEUS AMIGOS QUERIDOS!!!
...e assim que o dia iniciava
lá fora ela olhava
queria ter a certeza
de que viver sempre seria uma proeza...

mel - ((*_*))

melanialudwig
Inserida por MelaniaLudwig

Poesias são estrelas que brilham mesmo em noites de chuva...

mel - ((*_*))

melanialudwig
Inserida por MelaniaLudwig

Termina o domingo, mas não terminam nossas chances de sonhar com dias mais alegres...

mel - ((*_*))

04/01/2015

melanialudwig
Inserida por MelaniaLudwig

Eu esperei o sol chegar
Como esperei meu amor na estação
A luz dele me inundou
Antes de eu te avistar
Meu corpo já estava em ebulição
Antevendo teu abraçar
Meu olhar com o teu chorou
Foi o meu jeito de te amar...

mel - ((*_*))

melanialudwig
Inserida por MelaniaLudwig

TEMPESTADE

De repente o céu tremeu
mas não escureceu
relâmpagos e trovões
encheram a casa de clarões
uma chuva temerosa
caiu no chão impiedosa...
Então sim tudo escuro
nem avistava o muro
o buraco da fechadura
parecia o de uma agulha
procurei tudo no tato
não estranhei o fato
senti certo prazer
de achar sem nada ver
até meu banho tomei
e calma me enxuguei
com a janela aberta
e a chuva já desperta
passei horas quase dormente
até que a luz se fez presente...

mel - ((*_*))

melanialudwig
Inserida por MelaniaLudwig

BOM DIA MEUS BONS AMIGOS
E na suavidade de seu toque
me avisando que um novo dia já despontava
eu acordei com a leveza de anjos pronta para alçar voos...

mel - ((*_*))

melanialudwig
Inserida por MelaniaLudwig

BOA NOITE MEUS BONS AMIGOS!
Estrelas são como borboletas,
quando não as avistamos,
é porque estão metamorfoseando,
refazendo suas luzes
para resguardar nossos
melhores sonhos...

mel - ((*_*))

melanialudwig
Inserida por MelaniaLudwig

Qualquer hora é tempo de ser feliz...

mel - ((*_*))

melanialudwig
Inserida por MelaniaLudwig

BOM DIA MEUS BONS AMIGOS!!!
Manhãs são brisas doces
Que os anjos preparam com labor
Sorrindo estamos agradecendo
A este presente de amor...

mel - ((*_*))

melanialudwig

As trevas da noite são necessárias para apaziguar a nossa alma, a fim de recebermos o amanhecer com suavidade...

mel - ((*_*))

Boa noite meus amigos!!!

melanialudwig
Inserida por MelaniaLudwig

BOM DIA QUERIDOS AMIGOS!!!
O amor floresce a cada dia
no jardim
na alegria
na vontade de viver sem fim...

mel - ((*_*))

melanialudwig
Inserida por MelaniaLudwig

VARANDO A MADRUGADA
estanco
tal banco
da praça
sem graça
vazio
tão frio
no tempo
passa[tempo]...

08/01/2015
mel - ((*_*))

melanialudwig
Inserida por MelaniaLudwig

BOM DIA MEUS BONS AMIGOS
FELIZ DOMINGO A TODOS!!!
Obrigada Senhor por eu estar de pé
Por poder enxergar tuas belezas
Por ter dentro de mim esta fé
Por entender que viver é uma riqueza!

mel - ((*_*))

melanialudwig

Na roda
gigante
que é a vida,
estamos
sujeitos
a solavancos,
altos e baixos.
Mas tudo
compensa
quando,
[nas alturas]
sentimos
as emoções
que ela nos
proporciona...

mel - ((*_*))

melanialudwig
Inserida por MelaniaLudwig

Acordei
agradeci
sorri
me alimentei
saciei
quero mais...
saí
voltei
me nutri
organizei
guardei tudo.
Quero mais...
muito mais
que descansar
e recomeçar...
...antes do sol
se por...

mel - ((*_*))

melanialudwig
Inserida por MelaniaLudwig

Quando a gente tem fome de comida, parece que o estômago corroe, avisando.
Mas quando a gente tem fome de amor, quem é que nos avisa?

mel - ((*_*))

melanialudwig
Inserida por MelaniaLudwig

Donde eu vim?
De um óvulo generoso que assim que soube que minha mãe já tinha dois meninos, confabulou com seu amiguinho espermatozóide e deram aquele jeitinho de fazer parceria com mais um óvulo que simultaneamente foi fecundado.
Resolveram agradar minha mãe....
Assim que as contrações começaram, nasceu meu irmão (o terceiro).
Em seguida a parteira disse: êpaaaa... tem mais alguém a caminho...
Uma menina!!! Ah, que maravilha!!!
Foi na rabeira, mas eu nasci...tsic!

mel - ((*_*))

melanialudwig
Inserida por MelaniaLudwig

O que estou fazendo?
Nem te conto face!
Sentada, preguiçosamente, numa confortável cadeira (aquelas com cordão de nylon colorido).
Só a varanda está iluminada, além disso um breu total.
Sequer uma estrela no céu!
Um ganso grasnando por perto, uma vaca berrando ao longe.
No mais, grilos "crililando" uma sinfonia de uma nota só....
Ah






O que estou fazendo?
Nem te conto face!
Sentada, preguiçosamente, numa confortável cadeira (aquelas com cordão de nylon colorido).
Só a varanda está iluminada, além disso um breu total.
Sequer uma estrela no céu!
Um ganso grasnando por perto, uma vaca berrando ao longe.
No mais, grilos "crililando" uma sinfonia de uma nota só....
Ah, e nas mãos um celular... teclando...teclando...--

me - ((*_*)) 15/01/2015






mel - ((*_*))
me

melanialudwig
Inserida por MelaniaLudwig

Donde eu vim?

CAPÍTULO II

O pouco que me lembro donde eu vim,
era uma casa de madeira sem pintura,
com um bando de crianças fazendo travessura.
Mas havia, me lembro bem, um lindo jardim...
que minha mãe, com muito esmero, suas margaridas cultivava.
Tinha até uma mini gruta, com uma santa lá colocada,
presente devoto da vizinha mais achegada.
Muitas vezes a gente ali rezava e cantava.
Porém o que mais guardo na memória, é fato, não é estória:
Embaixo, no porão da casa havia uma mina d'água, que meu pai logo providenciou uma cisterna rasa.
Assim, água bem perto não nos faltava,
tão pouco, precisávamos buscá-la longe de casa.
...Não sei se foi porque a família aumentava,
ou por um dito de autoria já não me lembro de quem,
que disse pro meu pai, que a mina debaixo da casa,
a nossa saúde minguava,
e morar em cima dela não nos fazia nada bem.
Meu pai com este fato ficou encabulado um tempão,
trocou idéias sobre o caso com a vizinhança
e tomou uma difícil mas acertada decisão.
Juntou dinheiro com cada colheita de café do ano;
como carpinteiro que também se habilitava,
construiu, bem mais no alto, outra casa pra nossa mudança.
A casinha velha foi todinha desmanchada.
A mina, cuidadosamente, foi preservada.
Na mina meu pai ajeitou uma bica que caía logo em seguida.
Servia tanto para beber, como para os banhos da criançada.
A casa nova era maior e bem mais arejada.
Veio um padre e benzeu a morada, que cheirava a madeira viva
Aquela mudança marcou pra melhor a nossa vida...

( a foto original da antiga casa está na imagem do primeiro capítulo) 15/01/2015

mel ((*_*))

melanialudwig
Inserida por MelaniaLudwig
1 compartilhamento

Donde eu vim?

CAPÍTULO II

O pouco que me lembro donde eu vim,
era uma casa de madeira sem pintura,
com um bando de crianças fazendo travessura.
Mas havia, me lembro bem, um lindo jardim...
que minha mãe, com muito esmero, suas margaridas cultivava.
Tinha até uma mini gruta, com uma santa lá colocada,
presente devoto da vizinha mais achegada.
Muitas vezes a gente ali rezava e cantava.
Porém o que mais guardo na memória, é fato, não é estória:
Embaixo, no porão da casa havia uma mina d'água, que meu pai logo providenciou uma cisterna rasa.
Assim, água bem perto não nos faltava,
tão pouco, precisávamos buscá-la longe de casa.
...Não sei se foi porque a família aumentava,
ou por um dito de autoria já não me lembro de quem,
que disse pro meu pai, que a mina debaixo da casa,
a nossa saúde minguava,
e morar em cima dela não nos fazia nada bem.
Meu pai com este fato ficou encabulado um tempão,
trocou idéias sobre o caso com a vizinhança
e tomou uma difícil mas acertada decisão.
Juntou dinheiro com cada colheita de café do ano;
como carpinteiro que também se habilitava,
construiu, bem mais no alto, outra casa pra nossa mudança.
A casinha velha foi todinha desmanchada.
A mina, cuidadosamente, foi preservada.
Na mina meu pai ajeitou uma bica que caía logo em seguida.
Servia tanto para beber, como para os banhos da criançada.
A casa nova era maior e bem mais arejada.
Veio um padre e benzeu a morada, que cheirava a madeira viva
Aquela mudança marcou pra melhor a nossa vida...

( a foto original da antiga casa está na imagem do primeiro capítulo) 15/01/2015

mel ((*_*))

melanialudwig
Inserida por MelaniaLudwig
1 compartilhamento

Que as amizades sejam sempre verdadeiras,
que o amor nunca encontre barreiras...

mel - ((*_*))

melanialudwig
Inserida por MelaniaLudwig

"Bom mesmo é quando dois olhares se encontram
e simultaneamente nasce um sorriso..."

mel - ((*_*)

melanialudwig
Inserida por MelaniaLudwig

BOA NOITE QUERIDOS AMIGOS!!!
Um por do sol acanhado
Neste pedaço de chão encantado
Amanhã ele volta radiante
Neste seu trajeto constante...

melanialudwig
Inserida por MelaniaLudwig