Mariah Araújo

Encontrados 6 pensamentos de Mariah Araújo

“E eu jurava que esse sentimento ia passar. Eu tinha plena certeza disso. Todos os dias, antes de dormir, eu jurei que te esqueceria, jurei que se você estava indo adiante, eu faria o mesmo, passei noites chorando, implorando que isso acontecesse, implorando desesperadamente que esse amor saísse de dentro de mim, esse amor imenso e angustiante, que me sufocava e me fazia sentir culpada por ainda estar conectada. E hoje, que ironia do destino, eu agradeço todos os dias por nunca ter te esquecido, por ter tido esperança mesmo quando tudo parecia impossível e desesperador, por ter conseguido respirar quando as circunstâncias me afogavam num mar de sofrimento e dor. Eu amo você, e o meu amor cresceu, esse sentimento que eu tanto rejeitei, agora voltou a ser tudo pra mim.”

Mariah Araújo
Inserida por mariaharaujo

E o que é a minha vida sem o teu amor? É uma floresta escura e sombria, é uma folha sem nenhuma palavra escrita, é uma tela em que o pintor não conseguiu desenhar, é um livro sem histórias, palavras sem significados, é um inventor sem criatividade, escritor sem conhecimento, é solidão, chama apagada e tristeza sem consolo, é abandono, é dor, é ilusão, é fome e sede desesperada, é saudade. É, acima de tudo, sem sentido, sem razão, sem motivação.

Mariah Araújo
Inserida por mariaharaujo

Só quem escreve, mesmo que seja um conto pequenino, sabe o prazer que isso proporciona. Poder conversar com seus personagens, se sentir em suas peles. Poder amar alguém que não existe, sonhar, ter esperança, dizer palavras de raiva, de mágoa ou de amizade a pessoas que você nunca viu, mas que vivem dentro de você, em algum lugar da sua imaginação. Só quem escreve entende como é bom ouvir alguém dizer que se identificou com uma criação sua, ou saber que alguém está ansiosa pra continuar uma leitura. Quem escreve deixa sua imaginação fluir, até um lugar distante do mundo real em que vivemos, um lugar longe, bem distante, uma realidade criada por nós, como queremos e como bem entendemos, com loucuras, sinceridades e criatividade. Quem escreve vê as coisas de um jeito diferente, vê, em historias simples, singelos contos de amor e de amizade, vê em qualquer paisagem, o cenário perfeito pra palavras importantes serem ditas. E muitas vezes, quem escreve, sabe o que fazer com a vida de seus personagens, mas perde a cabeça ao lidar com a sua própria.

Mariah Araújo
Inserida por mariaharaujo
1 compartilhamento

Quando a gente gosta de alguém, é normal sentir saudade, mesmo que só faça sei lá... alguns dias que a viu (que na verdade parecem anos). É normal ter aquela vontade de mandar mensagens e mal controlar a vontade de ouvir a voz. Talvez seja normal chorar de vez em quando, porque você sente um vazio irritante quando estão longe. É normal tentar fazer milhares de coisas só pra não ficar o tempo todo no pé da pessoa, sendo pegajosa. É normal ter medo de fazer ou dizer algo que magoe. É normal se preocupar se chega tal horário e nenhuma mensagem chegou. É normal, ou talvez nem tanto, querer avançar o tempo pra quando puderem ficar juntinhos de novo. É normal procurar qualquer assunto só pra ter um motivo pra falar, passar algum tempo relendo mensagens e pensando em coisas pra escrever, pra quem sabe, conquistar mais um pouco uma pessoa. Eu espero que seja normal se sentir insegura de vez em quando, ficar chateada consigo mesma e querer estar com a pessoa cada segundo do dia. Porque... Se não for normal... Vou precisar de um médico.

Mariah Araújo
154 compartilhamentos

Se eu te dissesse todos as coisas que já pensei sobre nós… Ah, seria preciso tempo demais. Se eu te falasse todas as vezes que sonhei com a sua volta, com as suas palavras, com seus braços, sabendo que era impossível e mesmo assim te amando incondicionalmente, eu com certeza romperia em lágrimas. Se eu precisasse contar quantas vezes eu disse a mim mesma que esse amor não fazia sentido, eu perderia a conta, com toda certeza. Tantas vezes eu escrevi seu nome, vagando pelos meus pensamentos, tantos momentos da minha vida eu desejei acima de tudo que você estivesse comigo, tantos minutos em que eu te odiei por ser tão impossível para mim, tantas, mas tantos, que… Sinceramente não sei como não cheguei a desistir. Houveram momentos em que eu morri de vontade ir até você, te puxar, te beijar, falar tudo que eu sentia e depois sair andando como se nada tivesse acontecido. Algumas horas eu tive vontade de chorar só por olhar pra você, e outras desejei ter coragem pra te xingar, te bater e esquecer quem você era. Engraçado é que quando você apareceu na minha vida, eu te julgava impossível, e tudo aconteceu, e agora, quando eu novamente desacreditava que algo pudesse acontecer, você me apareceu, perfeito pra mim, dominando meu coração de uma forma provavelmente maior que antes. Eu amo você e não me canso de dizer isso, tenho medo de repetir isso demais, mas ah, quer saber? Não ligo. Te amo. Só isso, tudo isso. Te amo. Amo cada parte de você, até mesmo as raivas que você me faz. Amo ver você me chamar de “minha pequena” e odeio mortalmente ter tanto ciúmes de você. É, eita ciúme desgraçado, mas sabe, é como eu digo, no fim das contas, eu sei que ninguém separa nós dois. Fomos feitos um para o outro, pré destinados, nos encaixamos, nos completamos e eu sei, será pra sempre. Apesar de eu achar “pra sempre” pouco demais… Enfim. Eu amo você, mô e… Bom, estamos pertinho hein?

Mariah Araújo
2 compartilhamentos

Cara, você é um idiota. E o pior, o idiota que eu amo, que eu não consigo esquecer. Porque raios você insiste em continuar por perto? Vai embora, me deixa sozinha, talvez assim eu possa perder as esperanças e voltar à minha vida normal. Mas não, você continua perto demais, tão perto porém tão longe do meu amor. Você quis ir embora e eu deixei, então agora você resolve seguir em frente e espera que eu seja sua amiguinha. Eu quero ser. Nossa, como eu queria ser sua amiga e muito mais que isso, mas eu não posso! Será que você não entende isso? Meu coração dói de ter que ficar por perto e te ver seguindo em frente. NÃO FAZ ASSIM COMIGO. Para de me contar tudo, para de me deixar ficar perto. Para de me deixar ter esperanças, PARA, POR FAVOR, PARA de deixar eu te amar. Eu te imploro, me deixa, me deixa te esquecer, para de voltar sempre e me dizer mil coisas que me dão milhares de esperanças, você adora fazer isso né? Vem, me enche de esperança e então se vai. Você não sabe como isso dói? É tudo tão simples, mas você complica, então vou te explicar: Se você me ama, fique, independente das pessoas, independente de tudo, se não, VAI EMBORA. Essa de ser amigos não vai dar certo, não enquanto você ainda for a pessoa que eu amo.

Mariah Araújo
1 compartilhamento