Maiara Magna

Encontrados 4 pensamentos de Maiara Magna

Nunca se esqueça,quando o amor é verdadeiro,os laços profundos e vínculos criados em vida,nem a morte consegue separar.

Maiara Magna
Inserida por maimag

Que compense
E agente sempre espera,que de nossos sofrimentos,e de nossos temporais,nossos choros e mágoas,que a vida mesmo que incerta e dolorosa compense de alguma maneira."Que compense".

Maiara Magna
Inserida por maimag

Acredite
Pra alcançar,você precisa de lutar.Quem luta e acredita sempre alcança é o clichê mais verdadeiro de todos.Em momentos difíceis agente pensa em desistir,somos desacreditados em nós mesmos e nesse momento cometemos um erro mortal,porque,precisamos acreditar e ter forças pra lutar acima de tudo e todos,digo,se você tem vontade de conquistar algo e acha que está muito longe de seu alcance,não desista,é com suas lutas,diria que com seu suor,que sua conquista vem.Vai ter muita gente pra te desanimar,muitas pedras e até montanhas em seu caminho,mais você prefere morrer na incerteza de que poderia ter dado certo,ou ir em frente? Bem,eu não sei,é absolutamente fácil falar quando estamos de fora da situação,mais a vida é uma batalha diária,e não é só em sua conquista ou em seus sonhos que enfrentará barreiras,ao longo da sua vida inteira você vai ter que ser passado por testes,e no final vence,quem foi forte,quem lutou dignamente.Não tenha uma vida breve e em vão,se tem vontade e sonha com algo,lute,não importa o quão longe esteja de seu alcance."Quem acredita sempre alcança"!

Maiara Magna
2 compartilhamentos

Entorpecidos.
Os tempos modernos.Modernidade.Mocidade.Rapidez.Velocidade.Tecnologias.Tudo está interligado, ao benefício ou malefício humano? és a questão. Bem, ouvia-se muito ou ouve-se ainda nossos avós, dizendo dos velhos tempos e de como conseguiam ser felizes, sem se prender a qualquer tipo de tecnologia, até porque ainda não existia naquela época. E nós estamos aqui, quando 24horas sem navegar é uma eternidade, eles viviam, viviam se interagiam pessoalmente, se divertiam tendo contato cara a cara um com o outro, se viam muito e não cansavam de se ver, trocavam lindas cartas, que romântico, que meigo (...). As crianças antigas, brincavam mais, gastavam energia o dia todo, corriam e corriam, comiam legumes e verduras, não desrespeitavam os pais, respeitavam os professores, dormiam na hora certa, comiam na hora certa, eram saudáveis.E as crianças e os romances de hoje? Digamos que, se entorpeceram de tanta tecnologia, de tanta modernidade, ser romântico e demonstrar é careta nos tempos atuais, não se mandam mais cartas, não se corteja mais uma moça por meses, basta chegar em um amigo próximo á ela e dizer que está afim, pronto, dito e feito, concretizam uma relação, com milhares de turbulências, montanha-russa diária, tornando a relação com o próximo a coisa mais difícil do mundo, mais complicada, mais exaustiva. Convenhamos que na época da vovó, tinha lá suas puladas de cerca, suas traições, mais eram tão escondidinhas, pois os "cavaleiros" se envergonhavam de ser um homem desonrado, sem palavra, e as mulheres, submissas que só se via antigamente, tapava os olhos, a boca e os ouvidos. Mulheres atuais são sofredoras, pois não negam o que está diante dos olhos e os homens perderam a vergonha, e fazem tudo explicitamente, sem pensar se vai ou não magoar a companheira. É, os romances mudaram, viver com alguém e ter felicidade plena é raridade. Bom, as crianças, nem sei por onde andam, ah sei sim! Estão em alguma casa de jogos, ou trancafiadas em seus aposentos, diante de sua tevê e seu vídeo game ultramoderno, viciados em controlar um jogador com as mãos, se privando do mundo lá fora e de ser o 'jogador', odeiam verduras e legumes, não respeitam os pais, são sedentárias é claro, os índices de obesidade infantil tem aumentando a cada ano, meninas fúteis que falam por siglas, que gostam de sapatos caros e roupas caras, não sabem o que é correr na terra, cair no chão, desrespeitam os professores, os amigos, não sabem o que é ser pobre, o que é passar por dificuldades, porque os pais os mimam de uma maneira que crescem adultos frustrados que recorrem aos divãs de algum psicólogo, tomam remédios, dependem deles, para serem “felizes". Como as coisas mudaram, como o respeito e os pensamentos mudaram. Como a tecnologia nos entorpeceu.

Maiara Magna
Inserida por maimag
1 compartilhamento