Luna Moonares

Encontrados 17 pensamentos de Luna Moonares

Os notáveis nascem diferentes, mas só os grandes fazem a diferença.

Luna Moonares
Inserida por raaafis

Não torne-se a discórdia,procure ser o equilíbrio.

Luna Moonares
Inserida por raaafis

A distância é uma linha reta de duas pontas contrárias,ao mesmo tempo que ela te une, ela o separa.

Luna Moonares
2 compartilhamentos

Quem ontem soube que nunca poderia voar, hoje criou asas e amanhã já está a rumo do sol.

Luna Moonares
2 compartilhamentos

A generalização foi a pior burrice do homem, porque enquanto os débeis seres humanos acham que estão desvalorizando ao outro,não percebem que acabam generalizando a si mesmos.

Luna Moonares
Inserida por raaafis

"O poder do tempo é incalculável, contudo, a esperança fez despertar a intensidade. E essa intensidade já conseguiu superar as barreiras do tempo. E junto com ela, vem a distância, que nessa acirrada disputa, já não tem nem mais importância"

Luna Moonares
Inserida por raaafis

'Nunca diga nunca, pois, já estamos realizando o impossível quando continuamos a viver.'

Luna Moonares
2 compartilhamentos

Sonhe.Nunca acordes.Pra que acordarás, se a prórpria realidade já és um sonho?

Luna Moonares
Inserida por raaafis

Sou imortal como a noite. Com a interminável luz de minhas estrelas iluminando meu denso véu de escuridão e misteriosidade. Luz do sol, que desperta meu coração ingenuamente infantil, e que enlouquece a todos no despertar exasperado e libertador de uma doce criança..Nas infinitas horas de um segundo,concluindo-se o dia. Em que a luz ofuscante solar é tomada pela fluorescente luz lunar.Criam-se pensamentos,surgem suspiros, e o que parecia ser, torna-se invisível, sob o poder do imponente luar,transformando-se em um delirante enigma aos olhos de um simples ignorante.

Luna Moonares
2 compartilhamentos

Ilícito sabor.

"Desci aquele veículo que me conduzia a incoerência.
Senti o ar, frio e suave, bagunçando meus cabelos.
E sua ação varreu qualquer culpa que pudesse estar contida em meu ser.
Era apenas alguns segundos, até menos..
Mas que valiam pela eternidade.
E então veio o alastrante gosto de liberdade.
E esta me dominou.
Em uma dança de passos apressados, meus pés foram me guiando até meu ápice de alívio.
Um desafogo no meio de tanto desespero.

Fitei aquele abismo de cores e formas,
Intercalando-se com a fragância da irracionalidade.
Poderia mergulhar naquele deslumbrante e sedutor panorama.
Havia troncos de pedra e flores de janela.
Formava uma mata postiça,
E essa vegetação aspirava assíduadamente o ar azul, sugava o viço da exuberância das cores.
De um cenário de papel.

Aos poucos, o primeiro sorriso do dia ia sendo deflorado.
O primeiro e único.
Porque essa selva tem fome.
E quem vive nel,naturalmente,também.

Mas a caminhada continua,
O coração continua a pulsar.
Minha pretenção já estava consumada,
E mesmo que,
Meu cárater já não era virgem.

O som da proibição atacava meus ouvidos.
Investia violentamente.
E quem disse que esse som me feria?
Seria mais certo dizer: Foi como música para meus ouvidos.
Ah! E como podia ouvir a orquestra inteira.

Caminhei.
E a cada passo que dava, brotavam flores..
Dentro de mim.
O cenário ia semeando vida em meu selvagem espírito.
Indomável por essa sociedade organizadamente primitiva.

Caminhei até não aguentar mais.
Meus pés estavam impregnados de desobediência.
Naquele momento, não era eu, quem controlava a natureza.
Parei.
Aquele perfume de fantasia não poderia ter outro sabor.."

Luna Moonares
Inserida por raaafis

O sobressalto das quatro pernas.

"As cadeiras vão esvaziando-se, e sendo esvaziadas. A sua cadeira permanece lá, até o fim, até a exaustão. Mas lá ela fica, com o rastro de uma presença, tecendo ilusões. A cadeira não está vazia, porque o vazio não é nada. O vazio não nos faz sentir alguma coisa, porque não existe nada para sentir. Não, o vazio seria ótimo, traria a paz. Mas é algo pior, entre a presença e a ausência, há a insignificância. O que torna a espera mil vezes mais perturbadora. Enlouquece, desvanece, esmorece. Não há nada mais absurdamente doloroso do que uma falsa chegada, um ensaio da felicidade. E no meio dessa sinestesia apropriada, a cadeira continua lá. Como um fantasma, para perseguir, cutucar, te provocar. Seria mais fácil não observá-la ali, parada e estática, como se em um passe de mágica fosse ser ocupada. Mas não, essa cadeira não será utilizada, não hoje, talvez amanhã... Quem sabe?"

Luna Moonares
2 compartilhamentos

"Distração é a morfina do desespero.
Já que não há nada melhor do que uma mentira para acomodar a irracionalidade, e colher a alienação."

Luna Moonares
22 compartilhamentos

Tempo passa, passa tempo.
Enquanto consome a desgraça,
em um doce desalento.

"Não, o tempo não passa. Ou então,é um ótimo farsante. Os ponteiros parecem estar sintonizados com os batimentos cardíacos, o ponteiro dos segundos pulsando juntamente com a circulação do sangue. O ritmo inconstante das batidas do relógio bailando em sua cabeça, abrindo aos poucos a ferida ocasional, á espera do alarme. E por mais que algumas horas passem despercebidas, em algum lugar do mundo, tenho certeza, que um exaltado urra por rendição. Para cada minuto arrastado, há uma força admirável para sustentar os bombardeios. Não são esses tipos de bomba em que logo pensamos. São as bombas, cruéis e frias, do pensamento. É esse quem consome toda o âmago propósito de viver. São os ávidos pensamentos, aliás, é o dono destes pensamentos que declara guerra ao tempo, que revolta-se contra a sanidade."

Luna Moonares
Inserida por raaafis

"Dissimular-se é a melhor hipótese de camuflar um final feliz."

Luna Moonares
Inserida por raaafis

"O eixo, no caso, está exatamente no caos."

Luna Moonares
2 compartilhamentos

"Perdi o meu incentivo de acordar todos os dias
E não ter minha dose diária de alegria.
É isso que aconteceu.
Fiquei viciada na alegria, e cada vez quero mais, e enlouqueço se viver sem.
Preciso desesperadamente dessa substância dominando e queimando..em minhas veias.

Porém,infelizmente essa alegria só é liberada por uma pequena e significativa coisa: amor.
Sim, o amor é uma droga, literalmente.
Não existe essa coisa de ter uma vida antes ou depois dele.
Só há o durante, e nada mais.
Você descarta a possibilidade de ter tido um começo, e adepta-se ao impossível fim. Porque não tem pé, e muito menos cabeça.
E como a cocaína, você se torna dependente desta droga. Quando faz uso dela, a felicidade é tão delirante que até se esquece dos problemas que virão com a ausência desta. Além dos problemas que virão com a ausência dele!
Sim, dele.
O pródigo amor.

E basta apenas uma dose.
Segundos ou menos.
E você já esquece que teve, que tem uma vida, e vive por.
Chora por.
Enlouquece por.
Morre por.
E não há outra volta.
A não ser que combata-se com outra droga, o que o leva direta e imediatamente para reiniciar todo este labirinto, mais uma vez.
Tornei-se escrava do meu próprio prol.
E é desta forma que eu estou.
Sem poder recorrer a droga, sem poder manifestar um desejo por ela, por causa de um vírus chamado orgulho.
E permaneço dessa maneira, em uma suplícia abstinência.

Enfim, o ser humano não é feito somente de carne, mas também de sonhos..e desesperos."

Luna Moonares
3 compartilhamentos

"O Intrépido tique-taque"

hoje tenho mais do que certeza
o relógio encontra-se vivo
e anseia pelo consumo de minha breve estadia
pulsa, pulsa, pulsa
suga, suga, suga
não existe maior fatalidade
se não uma porção de horas frias.

A inofensiva engenhoca age com destreza
engana-nos com seu suave convívio.
bum, bum, bum.
plim, plim, plim.
e então golpeia o tempo
cria pernas e trava uma injusta corrida
sem linhas de chegada
sem troféus
ou comemorações.
acabará em tudo ou nada.
vou me deslocando contra um círculo inerte
na ausência de progressos
portando uma famigerada sorte
dura e vazia.

Luna Moonares
Inserida por raaafis