Ludwig Plateau

Encontrados 16 pensamentos de Ludwig Plateau

Confusão

Só queria descobrir, de que jeito você ama?
Mesmo querendo e não entendendo,eterno confuso!
Ame-me do seu jeito!
Ame-me de qualquer jeito,
Apenas ame-me!
Pois te amo do meu jeito!
Diferente, mas igual em tudo que nos tormenta!
E mesmo parecendo que tudo que eu faça,
Seja pouco pra te fazer crer e ver claramente,
Inclino a morte, antes da solidão!
Nos preocupamos em demasia com o que nos enfraquece,
e esquecemos de nos fortalecer!
Coisas grandes que nos passam despercebidas;
O que é isso então, que temos por dentro?
É tão forte quanto o sol?
É tão intenso quanto um raio de sol nascente?
É tão claro feito a água do mar?
Até onde é forte o bastante?
E se não for?
Se me levares até o céu, não me soltarás lá de cima?
Ainda assim, eu não sei; eterno confuso!
Então, tento segurar o raio de sol com as mãos,
Abraçar a onda e sentir ela passar..
Precisaria mais tempo para aprender com isso!
Mesmo tendo isso todos os dias..
Asas curtas não me tiram do chão..
Alguém precisa de um novo lugar no céu
Um novo lugar na beira da água..
Um lugar pra cair livremente
E ser catado pela brisa leve,
E ser levado por uma estrela que o leve pro começo,
Por favor, leve-nos pro começo
Leve-nos pro começo!"

Ludwig Plateau
21 compartilhamentos

Ontem tentei dar risada...mas vi q faltava você para me fazer cócegas;
Ontem tentei andar por ai despreocupado...mas vi q faltava você para me dar a mão;
Ontem tentei ficar o dia todo sem fazer nada...mas vi que faltava você para não fazermos nada juntos;
Ontem tentei sair correndo atrás de um sonho...mas vi que faltava você para me guiar;
Ontem tentei fazer a janta...mas vi que faltava você para comer comigo e dizer que estava ótimo (mesmo não estando);
Ontem tentei não ficar triste com a saudade...mas vi que faltava você do meu lado;
Ontem tentei não xingar o mundo...mas vi que faltava você aqui para completar o meu;
Ontem tentei tocar uma música na viola...mas vi que faltava você aqui para canta-la;
Ontem tentei durmir mais cedo...mas vi que faltava você para me dar boa-noite;
Ontem tentei conversar com alguém...mas vi que faltava você aqui para me compreender;
Ontem tentei dizer palavras sinceras...mas vi que faltava você para ouvir;
Porém hoje, não tentei mais nada...
Hoje,só olhei pro meu coração...
E vi que la,
Você não falta!!!"

Ludwig Plateau
77 compartilhamentos

Resista as tentações pois um dia elas voltarão como bençãos.

Ludwig Plateau
23 compartilhamentos

Como é difícil romper um relacionamento!
Aquela pessoa que você amava mais que a si próprio, aquela pessoa que costumávamos colocar em um pedestal, e que dizia que nos amava também, nos deixou!
Simples assim, sem mais nem menos. Para você, claro, por que ela deve ter tido os seus motivos, que por sua vez ja lhe foram passados, mas você, orgulhoso (a) não quis aceitar que tal motivo, fizesse seu mundo cair. Só pelo fato dela ter um motivo, por mais banal que seja, ja basta, afinal, ninguém é obrigado a amar ninguém, e se obrigado fosse, tão pouco conseguiria.
Tudo aquilo que você planejou com aquela pessoa, os sonhos, viagens de verão ou inverno, tudo, tudo, se vai por água abaixo. Também aquilo que você teve q engolir só para agradá-la, como ver um jogo de futebol, comer salada, caminhadas intermináveis no shopping, etc. de nada adiantou. Que tristeza!
O dia seguinte então?
É daqueles que a gente não precisaria e nem queria ter acordado. Como pode uma pessoa só, trazer tantos transtornos em todos os aspectos da nossa vida?
Parece que nada que seja feito nos ajude nessa hora.O universo parece conspirar para que você não a(o) esqueça! Os pássaros cantam musicas que vocês escutavam juntos, as nuvens escrevem o nome da pessoa no céu, caem mais estrelas cadentes que a NASA pode contar, só pra você fazer pedidos de volta com seu verdadeiro amor! Que vida cruel! E agora?
Besteira. O mundo não para voce se lamentar.
A verdade é triste e dói, mas é a verdade! E você terá que aprender a conviver com ela!
Mas, o que fazer pra conviver e sobreviver a essa parte tão difícil da vida de nós, reles mortais?
Comece acordando mais cedo que o habitual!
Ao invés de café, experimente um suco de laranja. Ao invés de ver telejornais de manhã cedo, coloque aquele cd que você tanto gosta. Os telejornais são deprimentes por natureza!
Acordou muito cedo, e agora não tem mais o que fazer além de lembrar da pessoa? Aproveite esse tempo de sobra e vá ao parque dar uma corrida.
Transforme isso em um hábito.
Caso fume, largue o cigarro! Eu sei, o momento é propício para aumentar consideravelmente o número de cigarros fumados ao dia. Mas tente! Surpreenda-se!Cada dia um pouco mais.
Termine aquele livro pela metade!
Pule de Bungee Jump. Sinta medo e vença esse medo.
Tome uma dose de adrenalina duas a três vezes por dia e no mínimo mais 1 de endorfina! Vicie-se nisso!
Faça aquela janta e convide seus melhores amigos, assistam um filme, conversem, deem risadas!Exagere nisso.
Tome um cálice de vinho por dia, não se esqueça, vinho faz bem ao coração. Mas não exagere. Pelo menos não todos os dias.
Viaje, vá ver o mar!
Compre uns ingressos pro teatro, vá assistir àquela peça chata que só você gosta.
Abuse das coisas que você sempre quis abusar!
Se permita!
Faça tudo aquilo que você sempre quis mas não pôde, por que estava ocupado(a) demais, acariciando o ego de alguém ou até mesmo o seu próprio.
Vá de encontro com as suas verdades. Dói cutucar as feridas, ninguém aqui disse o contrário!
O processo de esquecimento é dolorido e não tem prazo de validade, a menos que você, que é o único que tem poderes para isso, o estipule.
Além de ver com os próprios olhos que esse processo não mata, você vai aprender a respeitar a si mesmo(a), a gostar mais da sua própria companhia. Você vai dizer não para algo que não te faz bem, não por causa do orgulho e sim por causa do bem maior, que é a sua vida. O simples fato de existir já é uma grande motivação! Viva!
Você vai ver que além de esquecer sim da outra pessoa e não morrer por causa disso, você vai aprender a gostar mais ainda de quem nunca te deixará: o amor próprio.

Ludwig Plateau
54 compartilhamentos

Com meus relacionamentos anteriores aprendi, que não devo ter relacionamentos posteriores á eles

Ludwig Plateau
84 compartilhamentos

Paixão é acertar com a pessoa errada e ver ela ir embora;
Amar é errar com a pessoa certa e mesmo assim, ver ela ficar.

Ludwig Plateau
159 compartilhamentos

A vida é somente uma.Pelo menos, essa!

Ludwig Plateau

Não foram muitas vezes, porém as poucas vezes, foram com grande intensidade.
Tão forte que temo em fazer de novo, para não infectar as lembranças da última vez.
Mas gostaria de correr o risco!
Quem sabe um dia?!
Como aquela pessoa, que de tão acostumada com a tristeza, não consegue ser feliz sem ela!
Ou daquela outra, tão acostumada com a alegria nem contagia mais ninguém.
Gosto do meu lugar secreto onde a alegria e a tristeza divergem, separadas por uma linha tênue chamada você!
Sou um malabarista nessa linha..
Sou um parasita.
Sou tudo aquilo que não quero ser!
Hoje sou aquilo que um dia gostaria de ser e viver, mas ainda não tenho esperança que um dia isso aconteça!
Ainda está tudo tão longe!
A possibilidade, ainda que remota.
É, isso que eu sou!

Ludwig Plateau

Se assim quiseres, pare para lamentar-se!
Enquanto isso, a vida passa, tu perdes a graça e o que deixaste de fazer, terá sempre alguém que faça!

Ludwig Plateau

Eu preciso esquecê-la!
Pra sempre é pouco tempo!
Não quero mais ver, nem sentir, nem chorar, esperar...
Eu preciso esquecê-la, para que meu coração parar de mandar oxigênio para um amor sem história. Sem pé nem cabeça!
Mas isso já basta para um roteiro de um filme sem nexo, sem fim onde não quero ser apenas um coadjuvante ou o herói que morre no final.
Quero viver no final!
Mas eu preciso esquecê-la!
Ainda que tenha sido especial!
Como eu poderia conseguir esquecê-la?
Para que mandar-me ao paraíso e me trazer de volta a realidade, sem que eu possa ao menos fechar os olhos, e sentir a brisa me carregando até lá?
Para que levar-me até as estrelas e apagar as suas luzes?
Tantas viagens que acabam sem chegar ao destino.
Isso é realmente o destino?
É nunca chegar?
Odeio o jeito q o destino brinca, como uma criança inocente!
Odeio os caminhos que ele me leva!
Odeio o som do silencio da ida!
Odeia a notícia da chegada!
Odeio a razão da partida!
Odeio seguir te seguindo!
Odeio seguir te amando!
Estou na terra onde os bons se tornam maus por um simples suspiro.
Corriqueiro.
Ó dor.
Psicossomática.
Tudo bem, destino!
Me guie por esse caminho sem trilha!
Numa das viagens, talvez você me ensine a espalhar migalhas!
Ensina-me a espalhar as migalhas!
Ensina-me que esse poderia ser o caminho de volta!
À volta pro novo começo...
Existe volta pro começo?
Tudo bem, Destino!
Você pode depenar as minhas asas, mas nunca me impedirá que elas cresçam novamente!

Ludwig Plateau
8 compartilhamentos

Só consigo finalmente parar de sonhar, quando vou dormir.

Ludwig Plateau
11 compartilhamentos

Tenha fé sempre, mas não seja idiota. Os únicos que movem montanhas são os terremotos.

Ludwig Plateau
63 compartilhamentos

Se me levares até o céu, não me soltarás lá de cima?

Ludwig Plateau
Inserida por laismorales

Apenas duas pessoas sabem o quanto eu te amo. Eu e Deus. O dia que duvidares de mim, pergunte a Ele.

Ludwig Plateau

Amo-me tanto, que presenteei-me com teu sorriso;
Amo-me tanto, que presenteei-me com tua silhueta;
Amo-me tanto, que presenteei-me com tua constância;
Amo-me tanto, que presenteei-me com a constelação dos teus olhos;
Amo-me tanto, que tanto amo-te.

Ludwig Plateau
Inserida por JPezzi

Eu me rendo
Eu sou patético!
É! Confesso!
Hoje, patético é o que sou!
Confesso eu!
Como pude guardar tanto amor?
Ou seria rancor?
Como pude não dizer nada para ninguém além das estrelas que sempre se mantém silenciosas;
Silêncio que grita cá dentro;
Ou para o sol, que parecia fugir lentamente só voltando no outro dia, apenas para ver se eu ainda estava aqui;
Como pude não perceber que quem eu mais preciso está junto comigo, e, não, sabe-se lá onde;
Por que eu ainda me surpreendo de como mudam as pessoas quando mudam os interesses?
Como mudam rápidos os interesses!
E quem faz um mudar? E o outro?
Como sofre o amor para se fazer presente!
Como sofre o amor para se manter interessante!
Mas, por que ele não muda?
Como posso sentir ainda?
Tanto tempo se passou...
Se já não tinhas interesse em mim antes, quem dirá agora!
Patético eu sou.
Patético por saber que só o amor não basta, e insistir nisso;
Patético porque eu amo de verdade, com intensidade e sem vaidade;
Patético porque da próxima vez, vou amar da mesma forma;
Patético porque eu não sei definir aquilo que eu sinto, se é bom ou ruim, fugaz ou infinito;
Patético porque sei que no mundo não há lugar para os que sentem, que choram, lutam por aquilo que amam...
Patético porque troquei a mim mesmo por algo insignificante;
E acabei me tornando insignificante para mim mesmo;
Tanto, que chego a ser...patético.

Ludwig Plateau
3 compartilhamentos