Biografia de Lucano

Lucano

Lucano (36-65) foi um poeta épico latino do século I da era cristã. Escreveu lendas, versos, tragédia, fábulas e o famoso poema épico Farsália.

Marco Amadeo Lucano nasceu na cidade espanhola de Córdoba, chamada pelos romanos de Colônia Patrícia, no dia 3 de novembro de 39, durante os últimos anos do imperador Calígula. Era sobrinho e discípulo do filósofo Sêneca. Ainda jovem, mudou-se com a família para Roma.

Como todo jovem de boa família, fez grande viagem para Atenas, onde estudou filosofia e retórica. Adquiriu fama e popularidade por declamar em público, tanto em grego e latim. Sua fama o levou ao imperador Nero, aconselhado por Sêneca para voltar a Roma e fazer parte do círculo de amigos de Nero.

Lucano foi protegido por Nero e o poeta usou sua escrita para servir e glorificar o imperador. No entanto, a loucura de Nero e a crescente inveja das habilidades poéticas de Lucano, superando as do imperador, levaram a uma separação entre eles. O poeta mudou de tom e passou a criticar a delirante política imperial.

Acusado de participar de uma conspiração liderada por Caio Piso, Lucano foi preso e torturado para confessar sua culpa. Por fim, Nero permitiu que ele escolhesse como desejava morrer. Lucano escolheu cortar os pulsos e se deixar morrer enquanto recitava alguns versos. Morreu no dia 30 de abril de 65.

Acervo: 5 frases e pensamentos de Lucano.

Frases e Pensamentos de Lucano

A grandeza precipita-se sobre si mesma: esse limite foi imposto / pelos deuses ao crescer da prosperidade.

Lucano

César, grande em tudo, / não acreditava em nada efetivamente enquanto existisse algo por fazer.

Lucano

Ó morte, por que não és negada aos vis, / por que não és prémio apenas para os fortes?

Lucano

Jamais alguém escolheu como amigo aqueles que se encontram na mais extrema pobreza.

Lucano

Resta(-lhe) a sombra de um grande nome!

Lucano