Inajá Martins de Almeida

1 - 25 do total de 41 pensamentos de Inajá Martins de Almeida

Quando pensamos que somos finitos, desesperamos, mas quando pensamos que somos eternos, descansamos.

Inajá Martins de Almeida
Inserida por InajaMartins

Ler é tomar posse do livro.

Inajá Martins de Almeida
Inserida por InajaMartins

Definições, conceitos, significações, frases, textos, livros, são atributos os quais nos valemos, quando nos predispomos a fazer uma leitura mais acurada, de algo que queremos conhecer melhor, seja apenas por curiosidade, necessidade profissional, para cumprir uma exigência escolar, ou qualquer outra.

Inajá Martins de Almeida
Inserida por InajaMartins

Aquele que não lê e, mesmo que o faça, não consegue interpretar o que lê, encontra-se a margem da sociedade em constante mudança.

Inajá Martins de Almeida
Inserida por InajaMartins

Torna-se imprescindível criar o hábito da leitura, uma vez que esta, hoje, pode ser vista como artigo de primeira necessidade, todavia, é mister que cada indivíduo desperte dentro de si o interesse em auto instruir-se, para descobrir a força da palavra.

Inajá Martins de Almeida
2 compartilhamentos

Uma leitura bem feita enriquece tanto aquele que escreve, quanto ao que lê. Também de nada adianta um bom leitor, sem que haja um bom escritor, um bom diálogo, que leve o leitor aos ambientes criados pelo autor, aquele que está sendo lido.

Inajá Martins de Almeida
Inserida por InajaMartins

Ao lermos um livro, pensamos e criamos nossa própria realidade, uma vez que cada leitor se torna um co-autor, à medida que sua compreensão alcance seu olhar e o universo que o cerca.

Inajá Martins de Almeida
Inserida por InajaMartins

Temos urgência em nos tornar uma nação leitora, não somente ler pelo simples fato de ler, mas saber interpretar o que estamos lendo, nas diversas formas da escrita em nosso cotidiano, quer impressa ou eletrônica.

Inajá Martins de Almeida
Inserida por InajaMartins

O prazer da leitura é individual – cada qual, a seu modo, pode senti-lo.

Inajá Martins de Almeida
Inserida por InajaMartins

Lemos porque a necessidade por encontrar pessoas, conhecer lugares, desvendar caracteres, letreiros, números, conhecer a nós mesmos, faz com que paremos a olhar, a questionar, a buscar decifrar o desconhecido e, antes mesmo de lermos a palavra, já lemos o universo que nos permeia.

Inajá Martins de Almeida
Inserida por InajaMartins

Lemos para nos tornar melhores, fluentes no falar, partícipes da sociedade em constante mutação. Lemos por dever, por obrigação, por prazer, por distração.

Inajá Martins de Almeida
Inserida por InajaMartins

Lemos para nos comunicar; para resolver uma questão proposta por nós ou por alguém; para nos aperfeiçoar; para nos informar; para adquirir mais conhecimento; para saciar nossa sede do saber; para recreação, quem sabe: cada um sabe para que lê.

Inajá Martins de Almeida
Inserida por InajaMartins

Contudo, se lemos gibis, poesias, jornais, textos científicos, textos literários, textos, livros, enfim, não importa o que lemos, se lemos por algum motivo ou razão.

Inajá Martins de Almeida
Inserida por InajaMartins

Ler é romper barreiras, quebrar limites, ultrapassar fronteiras, olhar além do que os nossos olhos possam enxergar. É sair do lugar comum, aventurar-se por caminhos vários. É olhar através das imagens e captar significados além do que a própria vista possa imaginar.

Inajá Martins de Almeida
Inserida por InajaMartins

A leitura nos faz ganhar tempo, quando podemos reunir tantas lembranças e conhecimento, num espaço de tempo que se conta em centenas ou até milhares de anos. Aproxima-nos de povos numa fração de segundos, sem ao menos tirar os olhos do papel.

Inajá Martins de Almeida
12 compartilhamentos

A palavra... Somente a palavra tem o poder de transformar, de colorir, de pintar nossas emoções, nossas expressões nas linhas que nossa existência conta.

Inajá Martins de Almeida
Inserida por InajaMartins

Temos de criar fome pela leitura; fazer amizade com o conhecimento; desejar, ardentemente, buscar valores que complementem a necessidade dentro do metabolismo – como a carência alimentar – fazendo com que o sangue venha a estar impregnado.

Inajá Martins de Almeida
Inserida por InajaMartins

Liberdade nada mais é do que a capacidade em pensar o que se quer – e muitas vezes, até o que não se deseja – porém, falar e escrever exige um leque de reflexão, ao interlocutor e autor e, nem sempre, é julgado tão útil na extensão, o quanto se possa imaginar, uma vez que “a cada leitor o seu livro” e “a cada livro o seu leitor”, segundo duas das “Cinco Leis da Biblioteconomia” de Ranganathan, bibliotecário hindu, no início da década de 1920.

Inajá Martins de Almeida
Inserida por InajaMartins

O direito que temos pela leitura é que nos faz desenvolver nossa capacidade intelectual e espiritual de aprender e progredir.

Inajá Martins de Almeida
Inserida por InajaMartins

Para se formar uma massa crítica, é necessário que o hábito da leitura se forme desde tenra infância; que os alfabetizadores transmitam o prazer de ter um livro em nossas mãos, manuseá-lo, sentir o cheiro do papel, extasiar-se com as cores das gravuras, deleitar-se com as letras que formam uma a uma o conteúdo, e nos remete ao imaginário.

Inajá Martins de Almeida
2 compartilhamentos

Para se entender como alguém lê, necessita-se saber como são seus olhos e qual é sua visão de mundo: como vive, com quem convive, que experiências tem, em que trabalha, que desejos alimenta. Isto faz da compreensão sempre uma interpretação.

Inajá Martins de Almeida
Inserida por InajaMartins

Cada leitor pode se torna um co-autor, interpretando, recontando a leitura, sob seu ponto de vista, fazendo com que os livros tenham seu próprio destino. Não há, portanto, história que não possa ser contada de diferentes formas, sob a ótica e o ponto de vista do seu interlocutor.

Inajá Martins de Almeida
2 compartilhamentos

A leitura passa a exercer papel preponderante na formação do cidadão, quando este se conscientiza, aprende a gostar e entender a extensão que a mesma influencia sua vida, a partir do que passa vislumbrar a possibilidade de criar, inventar, contar uma história, ser a própria história.

Inajá Martins de Almeida
2 compartilhamentos

Quando a leitura vai além do ponto, posso tecer vários pontos.

Inajá Martins de Almeida
Inserida por InajaMartins

Há pessoas que passam... Apenas passam!
Há pessoas que passam e deixam rastros permanentes!
Há pessoas que passam e se vão!
Mas... Há pessoas que se vão e não passam!...

Inajá Martins de Almeida
2 compartilhamentos