Biografia de Franz Kafka

Franz Kafka

Quem foi Franz Kafka? 

Franz Kafka (1883 – 1924) foi um dos maiores escritores de língua alemã de todos os tempos, também apontado como um dos autores mais relevantes do século XX. 

Seus contos e romances entraram para a história da literatura universal; é o caso de grandes clássicos como A Metamorfose e O Processo

Retrato de Kafka em 1906.

Origens e juventude 

O autor nasceu em Praga, que na época pertencia ao Império Austro-Húngaro, no dia 3 de julho de 1883. Era o mais velho de seis irmãos e pertencia a uma família judaica que falava alemão, embora a língua mais usual no seu país fosse o tcheco. Na juventude, ele se declarou socialista e ateu, participando também de reuniões com grupos anarquistas. 

Desde a adolescência, mantinha uma relação difícil com o pai, um comerciante abastado que era conhecido pelo seu caráter autoritário. Para agradá-lo, o jovem resolveu cursar Direito. Enquanto estava na universidade, começou a participar em eventos literários e fez amizade com escritores emergentes. 

Quando terminou os estudos, passou a trabalhar em companhias de seguros. Segundo o que declarava nas suas correspondências, ele não gostava desse ofício nem se interessava particularmente pelos negócios da família. 

Obras literárias e legado 

Apaixonado pelos livros, principalmente os de Fiódor Dostoiévski, uma das suas maiores influências, Franz Kafka sempre sonhou em se dedicar inteiramente à literatura. No entanto, durante grande parte da vida, teve que dividir o tempo com outras ocupações. 

Seus primeiros contos foram lançados em jornais literários, no ano de 1908. Pouco depois, começou a redigir seus diários, com anotações sobre diversas temáticas. A Metamorfose, obra-prima do autor, foi escrita em 1912 e publicada três anos mais tarde. Narrando o estranho caso de um caixeiro-viajante que se transformou em uma barata, a história fala sobre isolamento, alienação e relações familiares complexas. 

O Processo é um romance que começou a ser criado em 1914 e segue o destino de um indivíduo que está sendo julgado por um crime que desconhece. Trata-se de uma crítica ao sistema burocrático e social do século XX.  

Além de refletirem sobre a psicologia humana, seus textos abordavam temas surreais, mas usando um tom de normalidade. Anos depois da sua morte, a literatura de Kafka se tornou tão célebre que deu origem ao termo “kafkiano”: algo absurdo, que desafia a lógica e a razão.

O autor também influenciou gerações inteiras de escritores internacionais, com destaque para nomes como Jean-Paul Sartre e Albert Camus. 

Vida privada e morte 

Os problemas de saúde de Kafka surgiram em 1917, quando descobriu sofrer de tuberculose. A partir daí, ele pôde deixar o seu trabalho como agente de seguros e se dedicar apenas à produção literária. 

Além de escritor e intelectual, também foi um boêmio que viveu grandes paixões. Ficou noivo duas vezes de Felice Bauer, com quem trocou cartas por muitos anos, mas o par acabou se separando antes do casamento. Quando já estava doente, iniciou um namoro com a escritora Milena Jesenská. 

Em 1923, Franz Kafka começou um relacionamento com Dora Diamant e decidiu se mudar para Berlim com ela. Teve que regressar a Praga no ano seguinte, após a tuberculose se agravar, e passou a viver em sanatórios. 

O escritor faleceu no dia 3 de junho de 1924, com apenas 41 anos, enquanto estava internado em um hospital perto de Viena. Algumas teorias apontam que a causa da sua morte foi uma insuficiência cardíaca e outras dizem que morreu de inanição, devido a um problema na garganta que o impedia de comer. Dias depois, foi sepultado no Novo Cemitério Judeu, em Praga. 

Kafka desejava que os seus manuscritos fossem destruídos depois da sua morte. Contudo, o amigo Max Brod, que também era escritor, se recusou a cumprir a sua vontade e acabou publicando os livros postumamente. Assim, embora não tenha atingido o sucesso em vida, mais tarde o autor se tornou uma referência literária atemporal. 

Um livro deve ser o machado que quebra o mar gelado em nós.

Acervo: 216 frases e pensamentos de Franz Kafka.

Frases e Pensamentos de Franz Kafka

Quem possui a faculdade de ver a beleza, não envelhece.

Franz Kafka
1.3 mil compartilhamentos

Não é necessário sair de casa.
Permaneça em sua mesa e ouça.
Não apenas ouça, mas espere.
Não apenas espere, mas fique sozinho em silêncio.
Então o mundo se apresentará desmascarado.
Em êxtase, se dobrará sobre os seus pés.

Franz Kafka
875 compartilhamentos

Entre muitas outras coisas, tu eras para mim uma janela através da qual podia ver as ruas. Sozinho não o podia fazer.

Franz Kafka
1.5 mil compartilhamentos

O tempo é teu capital; tens de o saber utilizar. Perder tempo é estragar a vida.

Franz Kafka
893 compartilhamentos

Talvez haja apenas um pecado capital: a impaciência. Devido à impaciência, fomos expulsos do Paraíso; devido à impaciência, não podemos voltar.

Franz Kafka
517 compartilhamentos