Fênix Faustine

26 - 50 do total de 131 pensamentos de Fênix Faustine

O SOL E O VENTO...

O sol e o vento discutiam sobre qual dos dois era mais forte.
O vento disse:
- Provarei que sou o mais forte.
Vê aquela mulher que vem lá embaixo com um lenço azul no pescoço?
Aposto como posso fazer com que ela tire o lenço mais depressa do que você.
O sol aceitou a aposta e recolheu-se atrás de uma nuvem.
O vento começou a soprar até quase se tornar um furacão, mas quanto mais ele soprava,
mais a mulher segurava o lenço junto a si.
Finalmente, o vento acalmou-se e desistiu de soprar.
Logo após, o sol saiu de trás da nuvem e sorriu bondosamente para a mulher.
Imediatamente ela esfregou o rosto e tirou o lenço do pescoço.
O sol disse, então, ao vento:
- Lembre-se disso... a gentileza e a amizade são sempre mais fortes que a fúria e a força.

Fênix Faustine

AMOR ETERNO

Mãe e filha estavam caminhando pela praia.
Num certo ponto, a menina perguntou:
- Como se faz para manter um amor?
A mãe olhou para a filha e respondeu:
- Pegue um pouco de areia e feche a mão com força...
A menina assim fez e reparou que quanto mais forte apertava a areia coma mão, com mais velocidade a areia escapava.
- Mamãe, mas assim a areia cai!
- Eu sei, agora abra completamente a mão...
A menina obedeceu mas veio um vento forte e levou consigo a areia que restava em sua mão.
- Assim também não consigo mantê-la em minha mão!
A mãe, sempre a sorrir disse-lhe:
- Agora pegue outra vez um pouco de areia e deixe-a na mão semi-aberta como se fosse uma colher... bastante fechada para protegê-la e bastante aberta para lhe dar liberdade.
A menina experimenta e vê que a areia não escapa da mão e está protegida do vento.
- É assim que se faz durar um amor.

Fênix Faustine
172 compartilhamentos

VOCÊ SABE AMAR?

Eu estou aprendendo.

Estou aprendendo a aceitar as pessoas mesmo quando elas desapontam, quando fogem do ideal que tenho para elas, quando me ferem com palavras ásperas ou ações impensadas.

Não é difícil aceitar as pessoas assim como elas são, não como eu desejo que elas sejam, mas como elas são!

É difícil, muito difícil, mas estou aprendendo.

Estou aprendendo a amar.

Estou aprendendo a escutar, escutar com olhos e ouvidos, escutar com a alma e com todos os sentidos.

Escutar o que diz o coração, o que dizem os ombros caídos, os olhos, as mãos irrequietas.

Escutar a mensagem que se esconde por entre as palavras corriqueiras, superficiais;

Descobrir a angústia disfarçada, a insegurança mascarada, a solidão encoberta.

Penetrar o sorriso fingido, a alegria simulada, a vangloria exagerada.

Descobrir a dor de cada coração.

Estou aprendendo a perdoar pois o amor perdoa, lança fora as mágoas, e apaga cicatrizes que a incompreensão e insensibilidade gravam no coração ferido.

O amor não alimenta mágoas com pensamentos dolorosos.

Não cultiva ofensas com lástimas e autocomiseração.

O amor perdoa, esquece.

Extingue todos os traços de dor no coração.

Passo a passo, estou aprendendo a perdoar, amar.

Estou aprendendo a descobrir o valor que se encontra dentro de cada vida, de todas as vidas, valor soterrado pela rejeição, pela falta de compreensão, carinho e aceitação, pelas experiências duras vividas ao longo dos anos.

Estou aprendendo a ver nas pessoas a sua alma, e as possibilidades que Deus lhes deu.

Estou aprendendo, mas como é longa a aprendizagem!

Como é difícil amar, amar como Cristo amou!

Todavia tropeçando...

Aprendendo a pôr de lado as minhas próprias dores.

Meus interesses, minha ambição, meu orgulho quando estes impedem o bem estar e a felicidade de alguém.

Como é duro amar!!!

Fênix Faustine
52 compartilhamentos

FORMATURA

Um jovem estava se preparando para sua formatura na Universidade. Há meses ele admirava um carro esporte em uma determinada concessionária, e, sabendo que seu pai poderia comprá-lo, disse-lhe que aquele carro era tudo que queria. Conforme a data da formatura se aproximava, o jovem tentava descobrir indícios de que seu pai tinha comprado o carro.
Finalmente, na manhã da formatura, o pai o chamou em seu escritório particular e lhe disse como estava orgulhoso em ter um filho como ele, o quanto o amava e lhe entregou uma caixa lindamente embrulhada para presente.
Curioso, e tanto decepcionado, o jovem abriu a caixa e encontrou uma BÍBLIA com rica encadernação de couro e seu nome gravado em ouro. Com raiva e gritando disse:
- Com todo o seu dinheiro, você me dá uma BÍBLIA?
E saiu bruscamente de casa.
Passaram-se muitos anos e o jovem transformou-se num bem sucedido homem de negócios.
Tinha bens, uma bonita casa e uma família maravilhosa.
Lembrou-se do pai e concluiu que ele estava muito velho e que talvez devesse ir vê-lo. Não tinha estado com ele desde o dia da formatura.
Enquanto se organizava para viajar, recebeu um telegrama comunicando-lhe que seu pai havia morrido, deixando toda sua herança para ele, seu filho único, e que precisava ir imediatamente até sua antiga casa tomar posse do que lhe havia sido legado.
Quando ele chegou em casa de seu pai, uma tristeza intensa e um grande arrependimento tomaram conta de seu coração.
Ele começou a olhar todos aqueles importantes papeis e viu a BÍBLIA, ainda nova, da mesma maneira que ele havia deixado muitos anos atrás.
Emocionado, com lágrimas nos olhos, abriu a BÍBLIA e começou a virar as páginas. Seu pai havia cuidadosamente sublinhado um versículo: MATEUS 7:11 "Se vós pois sendo maus, sabeis dar boas dádivas a vossos filhos, quanto mais vosso pai, que estais no céu, dará bens aos que lho pedirem?"
Enquanto lia estas palavras, uma chave de carro caiu da BÍBLIA. Tinha uma etiqueta com o nome da concessionária, a mesma onde havia o tão desejado carro. Na etiqueta havia a data da formatura e as palavras "Pago a Vista".

"Quantas vezes perdemos as bênçãos de DEUS, só porque elas não estão na embalagem que desejamos?"

Fênix

Fênix Faustine
19 compartilhamentos

A IMPORTÂNCIA DO PERDÃO.

O pequeno Zeca entra em casa, após a aula, batendo forte os seus pés no assoalho da casa.
Seu pai, que estava indo para o quintal para fazer
alguns serviços na horta, ao ver aquilo chama o menino para uma conversa.
Zeca, de oito anos de idade, o acompanha desconfiado.
Antes que seu pai dissesse alguma coisa, fala irritado:

- Pai, estou com muita raiva. O Juca não deveria ter feito aquilo
comigo.Desejo tudo de ruim para ele.

Seu pai, um homem simples mas cheio de sabedoria, escuta calmamente o filho que continua a reclamar:

- O Juca me humilhou na frente dos meus amigos. Não aceito. Gostaria que ele ficasse doente sem poder ir à escola.

O pai escuta tudo calado enquanto caminha até um abrigo onde guardava um saco cheio de carvão.
Levou o saco até o fundo do quintal e o menino o
acompanhou, calado.
Zeca vê o saco ser aberto e antes mesmo que ele
pudesse fazer uma pergunta, o pai lhe propõe algo:

- Filho, faz de conta que aquela camisa branquinha que está secando no varal é o seu amiguinho Juca e cada pedaço de carvão é um mau pensamento seu, endereçado a ele.
Quero que você jogue todo o carvão do saco na
camisa, até o último pedaço.
Depois eu volto para ver como ficou.

O menino achou que seria uma brincadeira divertida e passou mãos à obra. O varal com a camisa estava longe do menino
e poucos pedaços acertavam o alvo.

Uma hora se passou e o menino terminou a tarefa.
O pai que espiava tudo de longe, se aproxima do menino e lhe pergunta:

- Filho como está se sentindo agora?

- Estou cansado mas estou alegre porque acertei muitos pedaços de carvão na camisa.

O pai olha para o menino, que fica sem entender a razão daquela brincadeira, e carinhoso lhe fala:
- Venha comigo até o meu quarto, quero lhe mostrar uma coisa.

O filho acompanha o pai até o quarto e é colocado na frente de um grande espelho onde pode ver seu corpo todo.
Que susto! Zeca só conseguia enxergar seus dentes e os olhinhos.

O pai, então lhe diz ternamente:
- Filho, você viu que a camisa quase não se sujou;
mas, olhe só para
você.
O mau que desejamos aos outros é como o que lhe aconteceu. Por mais que possamos atrapalhar a vida de alguém com nossos pensamentos, a borra, os
resíduos, a fuligem ficam sempre em nós mesmos.

Cuidado com seus pensamentos, eles se transformam em palavras;

Cuidado com suas palavras, elas se transformam em ações;

Cuidado com suas ações, elas se transformam em hábitos;

Cuidado com seus hábitos, eles moldam o seu caráter;

Cuidado com seu caráter, ele controla o seu destino.

Fênix Faustine

Hoje vou apagar
do meu calendário
dois dias:
Ontem e Amanhã!
Ontem foi para aprender!
Amanhã será uma conseqüência
do que posso fazer hoje.
Hoje enfrentarei a vida
com a convicção de que este dia
nunca mais retornará.
Hoje é a última oportunidade
que tenho de viver intensamente.
Já que ninguém me assegura
que amanhã verei o amanhecer.
Hoje terei coragem para não deixar passar as oportunidades que se apresentam, que são as minhas chances de triunfar!
Hoje aplicarei a minha riqueza mais apreciada: O meu tempo!
Meu trabalho mais transcendental:
A minha vida!
Passarei cada minuto apaixonadamente para transformar este dia num único e no melhor
dia da minha vida!
Hoje vencerei cada obstáculo
que surgir no meu caminho
acreditando que vencerei!
Hoje resistirei ao pessimismo
e conquistarei o mundo
com um sorriso
com uma atitude positiva
esperando sempre o melhor!
Hoje farei
de cada humilde tarefa
uma sublime expressão!
Hoje terei meus pés sobre a terra
compreendendo a realidade!
E as estrelas cintilarão
para inaugurar o meu futuro.
Hoje usarei o tempo
para ser feliz!
Deixarei as minhas pegadas
e a minha presença
nos corações queridos!
Venha viver comigo
uma nova estação
onde sonharemos
que tudo o que nos propomos
pode ser possível!
E ousaremos brindar
a próxima manhã
com a certeza
de um dia melhor.

Fênix Faustine
14 compartilhamentos

Há vinte anos, eu ganhava a vida como motorista de táxi.
Era uma vida ótima, própria para
alguém que não desejava ter patrão.
O que eu não percebi, é que aquela
vida era também um ministério.

Em face de eu dirigir no turno da noite,
meu táxi tornou-se, muitas vezes, um confessionário.
Os passageiros embarcavam e sentavam atrás, totalmente anônimos, e contavam episódios de suas vidas:
suas alegrias e suas tristezas.

Encontrei pessoas cujas vidas surpreenderam-me, enobreceram-me, fizeram-me rir e chorar.
Mas nenhuma me tocou mais do que
a de uma velhinha que eu peguei tarde da noite: era Agosto.

Eu havia recebido uma chamada de um pequeno prédio de tijolos, de quatro andares, em uma rua tranqüila de um subúrbio da cidade.
Eu imaginara que iria pegar pessoas num fim de festa, ou alguém que brigara com o amante, ou talvez um trabalhador indo para um turno da madrugada de alguma fábrica da parte industrial da cidade.

Quando eu cheguei às 02:30 da madrugada, o prédio estava escuro,
com exceção de uma única lâmpada acesa numa janela do térreo.
Nessas circunstâncias, muitos motoristas teriam buzinado duas ou três vezes, esperariam um minuto, então iriam embora.

Mas eu tinha visto inúmeras pessoas pobres que dependiam de táxis, como o único meio de transporte a tal hora.
A não ser que a situação fosse claramente perigosa, eu sempre ia até a porta.
"Este passageiro pode ser alguém que
necessita de ajuda" - eu pensei.

Assim fui até a porta e bati.
"Um minuto!" - respondeu uma voz débil e idosa. Eu ouvi alguma coisa ser arrastada pelo chão. Depois de uma pausa longa, a porta abriu-se. Uma octogenária pequenina apareceu.

Usava um vestido estampado e um chapéu bizarro que mais parecia uma caixa com véu, daqueles usados pelas senhoras idosas nos filmes da década de 40.
Ao seu lado havia uma pequena valise de nylon. O apartamento parecia estar desabitado há muito tempo.

Toda a mobília estava coberta por lençóis. Não havia relógios, roupas ou utensílios sobre os móveis.
Num canto jazia uma caixa com fotografias e vidros.
"O Sr. poderia colocar a minha mala no carro?" - ela pediu.
Eu peguei a mala e caminhei vagarosamente para o meio-fio, e ela ficou agradecendo minha ajuda.

"Não é nada. Eu apenas procuro tratar meus passageiros da melhor forma possível." - disse.
"Oh!, você é um bom rapaz!" - disse ela, sorrindo. Quando embarcamos, ela deu-me o endereço e pediu:
"O Sr. poderia ir pelo centro da cidade?"
"Não é o trajeto mais curto..." - alertei-a prontamente.

"Eu não me importo. Não estou com pressa, pois meu destino é um asilo de velhos."

Eu olhei pelo retrovisor.
Os olhos da velhinha estavam marejados, brilhando.
"Eu não tenho mais família..." - continuou.
"Meu médico diz que tenho pouco tempo..."

Eu, disfarçadamente, desliguei o taxímetro e perguntei:
"Qual o caminho que a Sra. deseja que eu tome?"
Nas duas horas seguintes, nós rodamos pela cidade.

Ela mostrou-me o edifício que havia,
em certa ocasião, trabalhado como ascensorista. Nós passamos pelas cercanias em que ela e o marido tinham vivido como recém-casados.

Ela pediu-me que passasse em frente a um depósito de móveis, que havia sido um grande salão de dança que ela freqüentara quando mocinha. De vez em quando, pedia-me para dirigir vagarosamente em frente à um edifício ou esquina.
Ficava, então, com os olhos fixos na escuridão, sem dizer nada.

Quando o primeiro raio de sol surgiu no
horizonte, ela disse, de repente:

"Eu estou cansada. Vamos agora?"
Viajamos, então, em silêncio, para o endereço que ela havia me dado.
Chegamos a um prédio baixo, lúgubre,
como uma pequena casa de repouso.
A via de entrada passava sob um pórtico.
Dois atendentes caminharam até
o táxi, assim que ele parou.

Eram muito amáveis e atentos, e observavam todos os movimentos dela.
Eles deviam estar esperando-a.
Eu abri o porta-malas do carro e levei a pequena valise para a porta.
A senhora já estava sentada em uma
cadeira de rodas, quando disse:

"Quanto lhe devo?" - e já foi abrindo a bolsa para pagar.
"Nada" - respondi.
"Você tem que ganhar a vida, meu jovem..."
"Há outros passageiros" - respondi.
Quase sem pensar, eu curvei-me e dei-lhe um abraço.

Ela me envolveu comovidamente.
"Você deu a esta velhinha bons momentos de alegria. Obrigada!"
"Eu que agradeço." - respondi.
Apertei sua mão e caminhei no lusco-fusco da alvorada.

Atrás de mim uma porta foi fechada.
Era o som do término de uma vida.
Naquele dia não peguei mais passageiros.
Dirigi sem rumo, perdido nos meus pensamentos.
Mal podia respirar de emoção...
Fiquei pensando se a velhinha tivesse pegado um motorista mal-educado e raivoso, ou algum que estivesse ansioso para terminar seu turno?
E se houvesse recusado a corrida, ou tivesse buzinado uma vez e ido embora?

Ao relembrar, não creio que eu jamais
tenha feito algo mais importante na minha vida.
A maioria das pessoas está condicionada a pensar que suas vidas giram em torno de grandes momentos.

Todavia, os grandes momentos freqüentemente nos pegam desprevenidos, e ficam maravilhosamente guardados em recantos que os outros podem considerar sem importância.

As pessoas podem não lembrar exatamente o que você fez, ou o que você disse.

Mas elas sempre lembrarão como você as fez sentir.

Pense nisso!

Fênix Faustine
Inserida por Linda
1 compartilhamento

Ouse...

Conta uma antiga lenda que, na Idade Média, um homem muito religioso foi injustamente acusado de ter assassinado uma mulher.

Na verdade, o autor do crime era pessoa influente do reino e, por isso, desde o primeiro momento procurou-se um "bode expiatório" para acobertar o verdadeiro assassino.

O homem foi levado a julgamento e o resultado seria a forca.

Ele sabia que tudo iria ser feito para condená-lo e que teria poucas chances de sair vivo desta historia.

O juiz, que também estava combinado para levar o pobre homem à morte, simulou um julgamento justo, fazendo uma proposta ao acusado que provasse sua inocência.

Disse o juiz:
- Sou de uma profunda religiosidade e por isso vou deixar sua sorte nas mãos do Senhor; vou escrever em um pedaço de
papel a palavra INOCENTE e noutro pedaço a palavra CULPADO.
Você sorteará um dos papeis e aquele que sair será o veredicto. O Senhor decidira seu destino, determinou o juiz.

Sem que o acusado percebesse, o juiz separou os dois papeis, mas em ambos escreveu CULPADO de maneira que, naquele instante, não existia nenhuma chance do acusado se livrar da forca.
Não havia saída. Não havia alternativas para o pobre homem.

O juiz colocou os dois papeis em uma mesa e mandou o acusado escolher um.

O homem pensou alguns segundos e pressentindo a vibração, aproximou-se confiante da mesa, pegou um dos papeis e
rapidamente colocou-o na boca e o engoliu.

Os presentes ao julgamento reagiram surpresos e indignados com a atitude do homem.

- Mas o que você fez ? E agora ? Como vamos saber qual seu veredicto ?

- É muito fácil, respondeu o homem.
- Basta olhar o outro pedaço que sobrou e saberemos que acabei engolindo o seu contrário.

Imediatamente o homem foi libertado.

Mensagem: Por mais difícil que seja uma situação, não deixe de acreditar e de lutar até o ultimo momento.

USE A CRIATIVIDADE!
QUANDO TUDO PARECER PERDIDO.
OUSE!

Fênix Faustine
11 compartilhamentos

Como esquecer?
Como esquecer os dias cinzentos
Se são eles que me trazem o brilho do sol?
Como esquecer as derrotas
Se são elas que me proporcionam vitórias?
Como esquecer os erros
Se são eles que me dão lições?
Como esquecer a solidão
Se foi ela que me trouxe os amigos?
Como esquecer as tristezas
Se elas é que fizeram a minha sorte mudar?
Como esquecer os planos fracassados
Se só o fracasso pode me dar a ventura de sonhar?

Fênix Faustine
10 compartilhamentos

Necessitamos:
Uma borracha,
Para apagar de nossa história tudo que nos desagrada.

Um sabonete,
Para retirar as marcas das máscaras que usamos no dia-a-dia.

Uma tesoura,
Para cortar tudo aquilo que nos impede de crescer.

Um pássaro,
Que nos ensine a voar alto e cantar com liberdade.

Um jarro,
Para conservar o carinho e amadurecer o amor.

Um frasco transparente, para conservar os sorrisos e sem tampa, para escutar o alegre som.

Lentes, corretoras da visão da vida,
Que nos permitam enxergar, com amor, o próximo e a natureza.

Um esquilo,
Que nos mostre como galgar os ramos da árvore da sabedoria.

Agulhas grandes,
Para tecer sonhos e ilusões.

Um cofre,
Para guardar as lembranças construtivas e edificantes.

Um zíper,
Que permita abrir a mente quando se deseja encontrar respostas, outro para fechar nossa boca quando for necessário, e outro para abrir nosso coração.

Um relógio,
Para mostrar que é sempre hora de amar.

Um rebobinador de filmes,
Para recordar os momentos mais felizes de nossas vidas.

Sapatos da moral e da ética,
Para pisarmos com firmeza e segurança por onde quer que formos.

Uma balança,
Para pesar tudo que é vivido e experimentado.

Um espelho... Nós mesmos!

Para admirar uma das obras mais perfeitas de Deus...

Fênix Faustine
12 compartilhamentos

AMIGO INESQUECÍVEL

A você meu amigo apesar de todas as nossas intrigas
sempre estivemos juntos mesmo havendo distâncias...
sempre estivemos ligados em um só coração,
em um só pensamento, em uma só oração...

Você e eu não somos eternos mas tudo o que fazemos e
guardamos no nosso coração é eterno, tudo o que passei,
tudo o que passamos apesar de descobrir todos os seus
defeitos e saber que eu tenho defeitos muito maiores...
Nunca, nunca, em momento algum deixei de acreditar em
você, nas suas palavras sinceras, nas suas lágrimas que por
fraqueza minha não consegui conter e acabei chorando
contigo, no seu jeitinho meigo, na sua timidez de dizer que
gosta de mim, na mesma medida que gosto de você,
na sua força de enfrentar as coisas mesmo com lágrimas nos
olhos, na sua sensibilidade de me perdoar quando erro,
agradeço a você por me ensinar a perdoar com as aulas
da vida, todos esses momentos são inesquecíveis
e mesmo eu um dia não estando mais aqui e você
também não sempre levaremos e deixaremos
grandes pedaços de amor em nossa alma ...
Isso é eterno...

Fênix Faustine
43 compartilhamentos

CÁ ENTRE NÓS

Maravilhosas têm sido muitas das horas
que passo por aqui:
perfumes indescritíveis, jóias raras
e palavras de muito afeto tenho recebido pela
tela do meu computador!

Cá entre nós

Pena é que muitos não consigam entender
a grandeza da amizade e do bem-querer
que podem ser compartilhados
através da rede virtual.
Não é fácil, mesmo, compreender como
é que pessoas podem trocar tanto carinho, sem nunca terem se encontrado, sem nunca sequer terem se visto, se conhecido pessoalmente.

Cá entre nós

Eu quero que saiba como você é importante
e o quanto representa para mim, através deste espaço virtual.
Dividimos nossos pensamentos, nossos sonhos,
nossas bênçãos.
Este é um meio - meio divino,
meio humano, meio máquina -
novo, diferente (com certeza) de fazer isto...

Os que não comungam, não compartilham...
dificilmente entenderiam.
Não sabem que não buscamos julgarmo-nos
nem nos condenarmos tampouco nos absolvermos:
apenas buscamos conviver, aprender,
falar, dizer (para quem queira ouvir)
e nos oferecer para ajudar.

Não sabem que trocamos
"Deus te abençoe",
"adoro você",
"abraços",
"bons sonhos"
(e carinho, mesmo - por que não?),
quase sempre sem esperar o troco...

Eles não sabem que, amigos virtuais que somos, nos preocupamos uns com os outros,
ponderamos situações e trocamos tantas coisas que aprendemos aqui.
Não sabem (e talvez nunca venham a saber)
o quanto podemos e temos ainda a aprender!

Cá entre nós

Eu quero que você saiba que meus dias são mais brilhantes e que meus pensamentos são muito mais felizes só por sua causa.
Eis porque agora eu lhe envio esta
"sigilosa" mensagem:
Quero que você sinta que existe alguém aqui
que se importa com você, que quer dar brilho ao seu dia,
que deseja-lhe toda a felicidade em todos os dias de sua vida!

Cá entre nós

Eu agradeço aos céus este mundo virtual porque, sem ele eu não poderia sentir
a extensão, o saber, o sabor, o amor, que têm esses momentos...
Fênix

Fênix Faustine
5 compartilhamentos

ORAÇÃO PELOS AMIGOS



Pai, eu lhe peço que abençoe meus amigos
que estiverem lendo esta mensagem.
Faça-lhes uma nova revelação de Seu amor e poder.
Espírito Santo, peço-lhe que ministre
o espírito deles neste momento.
Onde houver dor,
conceda-lhes Sua paz e misericórdia.
Onde houver dúvida,
renove-lhes a confiança na Sua
capacidade de operar através deles.
Onde houver cansaço ou exaustão,
peço-lhe que lhes dê compreensão,
paciência e força enquanto
aprendem a se submeter a Sua direção.
Onde houver estagnação espiritual,
peço-lhe que os renove revelando.
Sua proximidade e atraindo-os
para maior intimidade com o Senhor.
Onde houver medo, revele Seu amor
e incuta-lhes Sua coragem.
Onde houver o obstáculo de algum pecado,
revele-o e quebre o poder
que estiver exercendo sobre a vida deles.
Abençoe suas finanças,
conceda-lhes maior visão, levante líderes
e amigos para dar-lhes apoio e encoraje-os.
Dê a cada um discernimento para
reconhecer as forças negativas que os rodeiam
e revele-lhes o poder que tem no Senhor para derrotá-las.
Peço-lhe que faça todas essas coisas em nome de Jesus.
No amor cristão.
Fênix

Fênix Faustine
25 compartilhamentos

ROSAS BRANCAS

Se tudo na vida é relativo. . .
Relativa também é a idéia que cada um faz da felicidade.

Para uns, felicidade é dinheiro no bolso, cerveja na geladeira, roupa nova no armário.

Para outros a felicidade representa o sucesso, a carreira brilhante, o simples fato de se achar importante, (ainda que na verdade as coisas não sejam bem assim).

Para outros tantos, ser feliz é conhecer o mundo, ter um conhecimento profundo das coisas da Terra e do Ar.

Mas para mim, ser feliz é diferente.
Ser feliz é ser gente, é ter vida.
Que como dizia o poeta:
“É bonita, é bonita, é bonita...”

Felicidade é a família reunida.
É viver sem chegada, sem partida.
É sonhar, é chorar, é sorrir...

Felicidade é viver cercado de amor, é plantar amizade, é o calor do abraço daquele amigo, que mesmo distante, lembrou de dizer: “Alô”.

Ser feliz é acordar as cinco da matina, depois de ter ido dormir as três da madrugada, com sono e pra lá de cansado, só pra dar uma pontinha da cama, para o filho dormir.

Ser feliz é ter violetas na janela, é chá de maçã com canela, é pipoca na panela.

É um CD bem méla-méla, para esquentar o coração.
Ser feliz é curtir sol radiante, frio aconchegante, chuvinha ou temporal.

Ser feliz é enxergar o outro (e sabe-se lá quantos outros, que cruzam nossa estrada).

Ser feliz é fazer da vida, uma grande aventura, a maior loucura, um enorme prazer.

Ser feliz é ser amigo, mas... Antes de tudo é ter amigos, exatamente assim:
COMO VOCÊ!

Fênix Faustine
19 compartilhamentos

ORVALHO DA VIDA

Nem a tristeza, nem a desilusão,
Nem a incerteza, nem a solidão...
Nada me impedirá de sorrir...

Nem o medo, nem a depressão,
Por mais que sofra meu coração...
Nada me impedirá de sonhar...

Nem o desespero, nem a descrença,
Muito menos o ódio ou alguma ofensa...
Nada me impedirá de viver...

Mesmo errando e aprendendo,
Tudo me será favorável...
Para que eu possa sempre evoluir,
Preservar, servir, cantar, agradecer,
Perdoar, recomeçar…

Quero viver o dia de hoje,
Como se fosse o primeiro...
Como se fosse o último,
Como se fosse o único…

Quero viver o momento de agora,
Como se ainda fosse cedo,
Como se nunca fosse tarde...

Quero manter o otimismo,
Conservar o equilíbrio e fortalecer
A minha esperança...
Quero recompor minhas energias
Para prosperar na minha missão e viver alegremente todos os dias...

Quero caminhar na certeza de chegar...
Quero lutar na certeza de vencer...
Quero buscar na certeza de alcançar,
Quero saber esperar para poder realizar
Os ideais do meu ser...

ENFIM,
Quero dar o máximo de mim,
Para viver intensamente e maravilhosamente TODOS OS DIAS DA MINHA VIDA!

Fênix Faustine
31 compartilhamentos

Quem sou? Uma Pessoa muito ESPECIAL!

Minha filosofia... viver como se fosse o último dia
Trabalhar como se fosse para Deus
Gostar de todos como se fosse Amor
Libertar-se como se estivéssemos no fim de todas as dores...
Olhar tudo como se fosse um obra de arte
Caminhar como se estivéssemos na nuvens
Abraçar a todos como se fossem nossos filhos
Perdoar como se nunca tivéssemos sido ofendidos
Desapegar-se como se não tivéssemos as mãos
Cooperar como se não houvesse luta
Sorrir como se tudo fosse uma brincadeira
Recomeçar como se fosse a última chance.
Em qualquer ação, o importante é fazê-la com classe, como se fosse a primeira vez
Consciente que o tempo não volta
E que tudo é para sempre...

Fênix Faustine
60 compartilhamentos

O grande segredo é saber quando e qual porta deve ser aberta.
A vida não é rigorosa, ela propicia erros e acertos.
Os erros podem ser transformados em acertos quando com eles se aprende. Não existe a segurança do acerto eterno. A vida é generosa, a cada sala que se vive, descobre-se tantas outras portas. E a vida enriquece quem se arrisca a abrir novas portas...Beijos no coração...Fênix!!!

Fênix Faustine

ESQUEÇA TUDO MENOS...
Esquece os erros que já não podem ser corrigidos...
Mas lembra-te das lições que aprendeste...
Esquece os dias de nuvens escuras...
Mas lembra-te das horas passadas ao sol...
Esquece as vezes em que foste derrotado...
Mas lembra-te das tuas conquistas e vitórias...
Esquece as infelicidades que enfrentaste...
Mas lembra-te de quando a felicidade voltou...
Esquece os dias solitários que atravessaste...
Mas lembra-te dos sorrisos amáveis que encontraste...
Esquece os planos que não deram certo... Mas lembra-te:
SEMPRE TENHAS UM SONHO !!!
Jamais desistas de teus Sonhos
Pois Deus tem o melhor para ti...

Fênix Faustine

Pudera eu ter o dom de um poeta
ou de um músico para poder colocar em verso e melodia o sentimento de uma amizade.
Amigo ocupa mais espaço do que somente o lado esquerdo do peito.
Amigo é aquele com quem choro.
É aquele com quem rio.
É aquele com quem exploro riachos
e cachoeiras dentro de mim.
Amigo é um só.
Não importa se tenho um ou cem.
Cada um,em cada momento,
é especial, é único, é vital.
Amigo não se escolhe...
Não se "pede" ninguém em amizade.
Ela existe ou não...sem tempo predeterminado...
Sem prazo para iniciar.
Amizade é sentimento,é afeto, amor,respeito,veracidade,troca,
carinho,cumplicidade...
É um beijo...Um abraço...Um afago...

Fênix Faustine
32 compartilhamentos

AMIGOS SÃO COMO MÚSICA

Eles entram na vida da gente e deixam sinais.
Como a sonoridade do vento ao final da tarde.
Como os ataques de guitarras e metais presentes em
cada clarão da manhã.

Amigo é a pessoa que está ao seu lado e você vai descobrir, olhando fundo, que há uma melodia brilhando no disco do olhar.
Procure escutar.
Amigos foram compostos para serem ouvidos, sentidos, compreendidos, interpretados.
Para tocarem nossas vidas com a mesma força
do instante em que foram criadas, para tocarem
suas próprias vidas com toda essa magia de serem músicas.
E de poderem alçar todos os vôos, de poderem vibrar com todas as notas, de poderem cumprir, afinal, todo o sentido que a eles foi dado pelo Compositor.
Amigos são músicas como VOCÊ.
Amigo tem que fazer sucesso.
Mesmo que não estejam nas paradas.
Mesmo que não toquem no rádio.

Fênix Faustine
48 compartilhamentos

Deus te abençoe!

Pela amizade que você me devota,
Por meus defeitos que você nem nota...
Por meus valores que você aumenta,
Por minha fé que você alimenta...

Deus te abençoe!
Por esta paz que nós nos transmitimos,
Por este pão de amor que repartimos...
Pelo silêncio que diz quase tudo,
Por este olhar que me reprova mudo...

Deus te abençoe!
Pela pureza dos seus sentimentos,
Pela presença em todos os momentos...
Por ser presente, mesmo quando ausente,
Por ser feliz quando me vê contente...

Deus te abençoe!
Por este olhar que diz "Amigo, vá em frente!"
Por ficar triste, quando estou tristonho,
Por rir comigo quando estou risonho...
Por repreender-me, quando estou errado,

Deus te abençoe!
Por meu segredo, sempre bem guardado...
Por seu segredo, que só eu conheço,
E por achar que apenas eu mereço...
Por me apontar pra Deus a todo instante,

Por esse amor fraterno tão constante...
Por tudo isso e muito mais eu digo
Deus te abençoe,
Meu querido amigo!

Fênix Faustine
57 compartilhamentos

AMOR DE MÃE

Um anjo desceu à terra...
Para escolher a coisa mais linda, mais preciosa e mais pura para apresentar a Deus.

Primeiro desceu sobre um jardim e escolheu as mais belas e perfumadas flores.
Depois voou para outro lugar, onde viu uma criança sorrindo.
E colheu aquele inocente sorriso infantil.

Continuou viajando por outras partes do mundo, sempre procurando o que fosse mais belo e precioso. Já estava para voltar quando olhou através de uma janela e viu a mãe ninando seu filho. E resolveu levar para o céu também aquele gesto de mãe.

Voou, voou e assim voltou com as lindas coisas que colhera na terra. Mas que surpresa! Verificou que as lindas e perfumadas flores haviam murchado...

E o sorriso da criança perdera a bela inocência...
Então, com todo o cuidado, pegou O AMOR DE MÃE...
Estava intacto!
Permanecera belo, terno, suave.

O Amor de Mãe é perene, inabalável; tudo suporta, tudo supera.
Mãe é a mão que conduz, o anjo que vela...
Mãe é AMOR.

Enquanto houver mães na terra, Deus estará abençoando o homem com a oportunidade de alcançar a meta da perfeição que lhe cabe.

Fênix Faustine
47 compartilhamentos

"IMAGINAÇÃO"

Pensei em voar mas senti a falta das asas...
Pensei em cantar mas senti a falta da voz...
Refletindo, vi que a Natureza havia
esquecido de me completar...
Pensei, então!
Por que querer tanto se o que tenho já me basta?
E aí, saí voando e cantando, em pensamento.
Que belo! Senti-me como um privilegiado, nesse
vasto universo de belezas.

( Mais vale um belo sonho,
do que uma realidade frustrada)

Fênix Faustine
Inserida por Linda

O QUE SINTO POR VOCÊ

Nosso amor é um sentimento
Sincero, no coração;
São dois olhares acesos
Bem juntos, unidos, presos
Numa mágica atração.

São dois galhos
Bem longe às vezes nascidos,
Mas que se juntam crescidos
E que se abraçam por fim.

São duas almas bem gêmeas
Que riem no mesmo riso,
Que choram nos mesmos ais;

São nossas vozes de amantes,
Duas liras semelhantes,
Ou dois poemas iguais.

Fênix Faustine
11 compartilhamentos

ACONTECEU...
Nem em sonhos loucos
Nem em devaneios
Pensei que pudesse acontecer

Sem permissão ou pressão, desabrochou
A palavra... a gentileza... cativava.
Motivava.

Quando me dei conta...
Sua falta eu já sentia
A presença me trazia alegria
Meu coração batia...
Aconteceu...

Fênix Faustine
10 compartilhamentos