Delegado Adriano Peralta

1 - 25 do total de 113 pensamentos de Delegado Adriano Peralta

– O SHERLOCK HOLMES DE MATO GROSSO –

Lá pelo início da década de 90, vários delegados estavam con¬cluindo o curso de formação na Academia de Polícia. Como é comum entre colegas de turmas, a maioria acaba recebendo um apelido, que muitas vezes coincide com o local de procedência do aluno; e assim, dentre os formandos estava o “Dr. Maringá”. Na distribuição das lotações das cidades Maringá saiu prejudicado e recebeu uma cidade de garimpo, violenta e de difícil acesso na regional de Alta Floresta. Lamurioso e inconsolado, seguia con¬versando com um e com outro, mas todos os diretores lhe diziam a mesma coisa: “você foi sortudo demais, foi lotado na cidade onde está o agente Golias, o melhor policial de Mato Gros¬so; qualquer crime que tiver, basta entregar na mão dele que será resolvido facinho!”
E assim foi que Maringá se apresentou em Alta Floresta para receber a portaria e seguir para o novo desafio. O chefe regional foi mais um dos que enalteceu as qualidades do agente Golias. Junto com a lotação Maringá recebeu algumas notícias: a cidade onde iria trabalhar estava enfrentando disputas de áreas entre garimpeiros e nos próximos meses só poderia con¬tar com o auxílio de dois investigadores novatos, pois o afamado Golias tinha acabado de requerer licença-prêmio.
Assumiu a delegacia, passou o primeiro, o segundo, o terceiro dia, e no quarto: pronto! Mataram o irmão do prefeito. Aque¬la anarquia, aquela confusão, todo mundo na porta da delega¬cia querendo solução: cadê o assassino? Por que é que ainda não prendeu? Queremos ele preso!
Foi tanta pressão que não teve jeito, Maringá determinou a um dos novatos que fosse atrás do Golias que estava pescando e o trouxesse com a urgência devida (urgência urgentíssima = uniforme dobrado, na gíria policial).
Logo depois do almoço chega o Golias todo sujo e prestativo dizendo que não se incomodava em interromper sua licença e que estava disposto a ajudar. Ufa!
Além da satisfação em conhecer aquela figura lendária, Ma¬ringá passou a observar passo a passo as atitudes de Golias para aprender os dotes daquele que seria o maior detetive das terras de Rondon. Golias pediu a chave da viatura e saiu em alta velocidade cantando pneus, e uns 10 minutos depois chegou ele conduzindo um rapagão de uns 2 metros de altura contido pelo colarinho e dizendo ao novo delegado: “aqui tá a solução!”
“Quando acontece alguma coisa nessa região é só prender o Zoião, porque ou foi ele ou ele sabe quem foi”.
E foi assim que Maringá descobriu os segredos investigati¬vos da “Lenda”, que muito se assemelhavam aos do Capitão Louis Renault, o chefe de polícia de Casablanca que diante de qualquer crime determinava: “prendam os suspeitos de sempre!”.

Delegado Adriano Peralta
Inserida por Peralta71

“Para um delegado e uma mulher bonita ninguém dá nada de graça, sempre haverá uma segunda intenção”.

Delegado Adriano Peralta
Inserida por Peralta71

“Não vejo divergências de pensamentos e de princípios entre um serial killer e um indivíduo que sente prazer em criar pássaros em gaiolas”.

Delegado Adriano Peralta
Inserida por Peralta71

“Passei dez minutos observando os quadros do expressionista abstrato Jackson Pollock; a conclusão a que cheguei é que são como os Tribunais de Contas brasileiros: muito caros, fora da realidade e não fazem o menor sentido”

Delegado Adriano Peralta
Inserida por Peralta71

“O primeiro sinal do Apocalipse você verá quando ligar a TV num daqueles programas religiosos viciados em dinheiro e encontrar o líder da igreja lendo Mateus 19:21; nessa passagem Jesus manda o jovem rico vender tudo o que tem e dar aos pobres para que alcance o reino dos céus.”

Delegado Adriano Peralta
Inserida por Peralta71

“Se tem uma coisa que acompanha o ser humano no início e no final da vida é um par de sandálias do tipo papete. “

Delegado Adriano Peralta
Inserida por Peralta71

“Nesse interior do Brasil tem muitas cidades boas para os outros morarem”.

Delegado Adriano Peralta
Inserida por Peralta71

“Se Deus só me deu uma vida, seria burrice gastá-la morando numa cidade ruim”.

Delegado Adriano Peralta
Inserida por Peralta71

“Quando a aposentadoria é farta os filhos se
digladiam para cuidar dos pais; com pouco
dinheiro o asilo é o destino dos ancestrais.”

Delegado Adriano Peralta
Inserida por Peralta71

“É perturbador quando a vida da gente chega
naquela fase do meio dia pra tarde e ainda
não conseguimos compreender um monte de coisas como: trindade, utilidade do controle remoto no som automotivo, necessidade dos Tribunais de Contas, intervalo comercial nos programas de vendas pela televisão ...”

Delegado Adriano Peralta
Inserida por Peralta71

“Prepare-se para o último assunto – sempre que alguém dis¬ser que tem mais de uma pauta para tratar contigo, saiba que a conversa iniciará da forma mais light e a parte mais complicada ele vai deixar para o final. É mais ou menos assim: seu filho liga dizendo que tem duas coisinhas para falar contigo; a primeira é que ele encontrou o Osvaldo na faculdade que é filho do seu Tião e mandou lembranças para você e a segunda é que falando em faculdade, a mensalidade sofreu um reajuste de 20% já no próximo mês.”

Delegado Adriano Peralta
Inserida por Peralta71

“No intervalo de um programa de debates sobre a reforma da previdência tem sempre um banco ou uma agência de investimentos exibindo os comerciais”.

Delegado Adriano Peralta
Inserida por Peralta71

“Sei que preconceitos são politicamente incorretos, mas em se tratando de culinária brasileira, adquiri preferências e restrições. Pamonha e Curau só aprecio se forem feitos por goiano ou mineiro. Sagu e cuca, para serem bons tem que ser preparados por sulistas. Agora, o verdadeiro arroz tipo “Maria Izabel” só cuiabanos e piauienses sabem cozinhar.”

Delegado Adriano Peralta
Inserida por Peralta71

“Nada é totalmente bom ou ruim. A geada que destrói os campos e as plantações também extermina as pragas e deixa a terra preparada para uma safra futura e abundante”.

Delegado Adriano Peralta
Inserida por Peralta71

“Três coisas desanimam a gente: arrancar dente, beber com crente e passar férias na casa de parente.”

Delegado Adriano Peralta
Inserida por Peralta71

“No mundo dos negócios tem duas coisas ruins de fazer: vender para quem não quer comprar e comprar de quem não precisa vender.”

Delegado Adriano Peralta
Inserida por Peralta71

“É desaconselhável vender para quem não tem dinheiro e comprar de quem não precisa de dinheiro”.

Delegado Adriano Peralta
Inserida por Peralta71

“Preciso lhe dizer companheiro: sou uma árvore do cerrado brasileiro. Na verdade, não tenho a imponência nem a frondosidade das minhas parentes da amazônia. No meu terreno a estação seca é castigante e isso me impede de ser alta, reta e elegante. Meu tronco é prostrado, franzino e todo retorcido, minha pele é cascuda e minhas folhas são grossas como uma lixa usada no polido. Não desperto a cobiça dos madeireiros porque não tenho utilidade para acabamentos moveleiros. Se me arrancam da terra, logo me jogam num forno de chão transformando meu corpo em barato carvão. Meu espaço é valorizado e disputado e às vezes arrebatam nossas famílias inteiras com uso de tratores, correntão e esteiras. Sou o elo entre os ecossistemas brasileiros. Alimento e sirvo de refugio para os mais belos pássaros que habitam o planeta: do tucano ao carcará, da seriema ao tangará. Forneço alimento ao insignificante cupim e assim, este sustenta o tamanduá-bandeira e o resto da cadeia alimentar da extensa fauna brasileira. Julgue-me pela importância, mesmo desprezada pela nobreza e desprovida de beleza.”

Delegado Adriano Peralta
Inserida por Peralta71

“Não quero me aposentar para acordar cedo e varrer a calçada. Não gosto de acordar cedo, e menos ainda de varrer calçadas.”

Delegado Adriano Peralta
Inserida por Peralta71

“Dizem que para ficar rico tem que começar a trabalhar de madrugada. Se acordar cedo desse tanto dinheiro, os padeiros e os cortadores de cana seriam todos milionários”.

Delegado Adriano Peralta
Inserida por Peralta71

“Puxo o extrato bancário onde consta: taxa de juros mensal do cheque especial 12,49%, pra você 12,17%. Quanta satisfação ser valorizado dessa forma pelo banco. Sinto mais ou menos como se alguém viesse me assassinar e antes do golpe ele dissesse: ia te matar com 13 facadas, mas vou te dar apenas 12 porque te considero um cara legal.”

Delegado Adriano Peralta
Inserida por Peralta71

A farmácia fechou e o banco lucrou. A empresa faliu e o banco expandiu. A Selic baixou e o juro aumentou. Com emprego confiscado, dá-lhe consignado. Compra carro financiado e paga o preço dobrado. O imóvel tá perdido, mas o credor tá garantido. Quem produz vai ao abismo, pois quem ganha é o rentismo. Reduz o gasto com o pessoal e aumenta o bônus patronal. Investidor sem compromisso social desaparece na primeira crise global. O mercado sabe de tudo, o mercado é inteligente, o governo finge de mudo e ferra com a vida da gente.

Delegado Adriano Peralta
Inserida por Peralta71

“Ao `cidadão de bem` assiste o direito de andar armado.
Mas esse `cidadão de bem` precisa ser bem explicado.
Talvez aquele que auxilie a velhinha a atravessar na faixa ou o que paga
suas contas em dia e não tenha inadimplência na Caixa.
Quem sabe aquele que seja decente, não traia a esposa, cuide da família
e frequente a igreja semanalmente.
De bem é aquele que devolve o troco corretamente e é responsável com
o meio ambiente.
Não deve portar aquele que frequenta o bar, o que discute no trânsito ou
o que agride o seu par.
Precisa ser emocionalmente equilibrado, não tomar remédio controlado,
nem ter ficha com o delegado.
Mesmo sendo o tal `cidadão de bem` é preciso saber até que ponto assim
ele se mantém.
Tem cara bem comportado que sai da linha quando é provocado.
Tem aquele que é bipolar, do nada ele cisma em matar.
Pra não complicar mais esse tema, é melhor encerrar o poema.”

Delegado Adriano Peralta
Inserida por Peralta71

“ANIVERSARIANTES DO MÊS – parabéns para todos vocês !
Não sei o dia em que cada um nasceu, nem quantos janeiros cada um
viveu.
Seguindo a regra mensal, parabenizam-se aqueles da escala no mural.
Hoje a tarde na repartição vai ter bolo, palmas e refrigerantes - como
manda a tradição.
Já que presente ninguém mais traz, a cota da festa é de dez reais.
É proibido trazer convidado porque o lanche já tá contado.
Sempre é meio desanimado, mas todo mundo quer ser lembrado.
Espero que não pule o mês, porque o meu é no próximo dia três. “

Delegado Adriano Peralta
Inserida por Peralta71

“HOJE É O DIA DO PROFESSOR – até concentrei-me na rima, e acho que AMOR é a palavra que combina.
Sei que ele pega no pé e manda guardar o celular, mas se não fizesse isso ninguém ia querer estudar.
A classe é barulhenta e o povo toca o terror, ele fica bem esquentado, mas dá conta do recado.
Já deu zero pra quem senta no fundo e socou bronca em todo mundo; mesmo assim é parceiro e nos aguenta o ano inteiro.
A galera zoa com ele, imita seus trejeitos e aponta seus defeitos.
O cara finge que não entendeu, aumenta a lição de casa e segue mandando brasa.
Esse é o meu professor, merecedor de respeito, um ser diferenciado, ainda que mal remunerado.
Ao mestre faço um pedido: não precisa ficar constrangido; pode chorar e se emocionar, só não se esqueça desse poema na hora de me avaliar.”

Delegado Adriano Peralta