Dayane Ribeiro

Encontrados 9 pensamentos de Dayane Ribeiro

Porque nunca é tarde demais para amar a si, a beleza é como um jogo de vídeo game, ela passa de fase, fica mais difícil de conquistar a medida que você avança, mas no fim das contas, o que vence é a experiência, a técnica e a vontade de continuar jogando.

Dayane Ribeiro
Inserida por dayanascimento

Fidelidade é um conceito moral, uma exigência de contrato, lealdade uma decisão do coração, que não precisa ser cobrada, pois não há esforço na entrega.

Dayane Ribeiro
Inserida por dayanascimento

Apartem de mim todos os fiéis, porque eles são frágeis, pequenos e volúveis, só me deixem com os humanos leais, porque eles são poucos, mas permanentes.

Dayane Ribeiro
Inserida por dayanascimento

Eu precisava tanto ver o mar! Em uma próxima vida quero vir ilha, para me isolar em solidão no inverno, receber visitas alegres no verão e sempre, sempre, em todo o momento, ser beijada pelo mar.

Dayane Ribeiro
Inserida por dayanascimento

Namore um cara que pode até não ter um carro do ano, mas que pega metrô, ônibus, bicicleta e corre até sua casa para levar seu cachorro-quente preferido.

Dayane Ribeiro
Inserida por dayanascimento

Aquele homem que vai falar que você está linda, sem sequer olhar, enquanto amarra os sapatos e vai lhe enfurecer com isso, só para se redimir dizendo a mesma coisa, olhando nos seus olhos, no dia em que seu cabelo criar vida própria e você estiver parecida com a Medusa.

Dayane Ribeiro
Inserida por dayanascimento

Despedida
Autoria: Dayane Ribeiro - trecho da coletânea de contos Apenas Ensina-me
-Quando foi a última vez que dançamos?
-Puxa... Faz tempo. Acho que em nosso casamento.
-Ah, sim! Eu me lembro... Você estava lindo, com o rosto sorridente.
-Eu estava feliz, acabara de ganhar na loteria.
-Alguém precisa lhe ensinar o que é loteria! Você tem uma ideia estranha sobre isso.
-Sete mil e novecentos dias que conheci e amei você, isso foi o que vivi ao seu lado, na alegria, na tristeza, quatro meninos lindos... Não são estas coisas que me fazem um homem de sorte?
-Creio que aos olhos de Deus, te faz abençoado.
-Então não discuta loteria comigo, eu sei o que digo.
-Que música dançamos em nosso casamento? - ela retomou o primeiro assunto.
-Moonlight Serenade.
-Então, me abrace e finja que ela está tocando, feche os olhos e imagine-se de volta, reviva esta alegria.
Assim ele o fez, e, enquanto estavam abraçados, de olhos fechados, com suas mentes no primeiro dia deles como marido e mulher, Sílvia partiu.

Dayane Ribeiro
Inserida por dayanascimento
1 compartilhamento

Eu já vi pessoas confundirem-se no uso das palavras Melancolia e Nostalgia.
O melancólico sente uma tristeza sem motivos, profunda, porém vazia de porquês. O nostálgico entristece movido por lembranças, saudades e alegrias que morreram.
Os gatilhos de uma, moram no cérebro, com suas sinapses. Da outra, no coração, com razões que a razão desconhece.
A melancolia oferece um caminho de volta para a euforia, embora acabe dando o ar da graça novamente, nos momentos mais inoportunos. Já a nostalgia, agarra-se na periferia das nossas emoções, oferecendo-nos a felicidade das memórias passadas, mesmo que diluídas em fragmentos de adeus.
Pense nos idosos, talvez esqueçam o presente, com o intuito de matar a tristeza sem causa, e vivam com a satisfação de serem nostálgicos, viajando ao passado sem bilhete de retorno à realidade, pelo simples fato, de que nela, reside a solidão.

Dayane Ribeiro
Inserida por dayanascimento

Porque o amor é cego, existem animais que amamentam outras espécies, e também por causa dessa cegueira, os presidiários recebem cartas de amor.

Dayane Ribeiro
Inserida por dayanascimento